Internacional

Criaturas parecidas com alienígenas são descobertas na Antártica

Publicados

em


source
foto
Reprodução/Youtube

A equipe encontrou uma série de criaturas estranhas


Criaturas marinhas bizarras – nunca vistas antes – foram descobertas abaixo do gelo na Antártica por pesquisadores perplexos. Os organismos são semelhantes a alienígenas  e foram achados durante as filmagens do documentário científico The Secrets of Antarctica (Os Segredos da Antártica, em inglês).


expedição científica está em andamento e é formada por uma equipe internacional, que usa tecnologia de ponta para fazer “varreduras” do fundo do mar. 


Entre as descobertas estavam lírios marinhos chamados crinóides, que só haviam sido vistos antes em registros fósseis. Outros achados bizarros são as esponjas, que não têm sistema nervoso ou digestivo, e se alimentam filtrando a água pelos poros.

“A razão disso é que a plataforma continental da Antártica está isolada do resto do planeta há muitos, muitos anos”, afirma Dave Bowden, um dos líderes da expedição.  

Leia Também:  Ex-presidente do Uruguai, José Mujica anuncia saída da política

O cientista também explica como encontrou uma aranha marinha que tem pernas muito grandes e um corpo minúsculo. “A aranha marinha é de um dos grupos mais intrigantes da Antártica, porque são muito mais diversificados do que o resto do mundo, eles crescem de forma desproporcional. Há uma tendência em alguns grupos de se inclinar para o gigantismo, basicamente tudo são pernas, essencialmente não há corpo, é diferente de tudo que conhecemos.”

“Outro exemplo magnífico é um verme poliqueta, você os encontrará sob uma rocha, mas o que encontramos é muito, muito maior [do que o normal]. Há um debate sobre se a Antártica é a razão pela qual essas coisas são maiores, ou se existem apenas linhagens desse animal que evoluíram aqui e não existem em nenhum outro lugar”, acrescentou. 


Fonte: IG Mundo

Propaganda

Internacional

Italiana, esposa de militante do Estado Islâmico é detida por terrorismo

Publicados

em


source
mulher de burca
Carabinieri / Divulgação

Alice Brignoli era esposa de militante do Estado Islâmico na Síria

Os policiais do Reagrupamento Operativo Especial (ROS) da Itália prenderam na Síria nesta terça-feira (29) Alice Brignoli, esposa do militante italiano do Estado Islâmico (EI) Mohamed Koraichi .

Segundo informações do ROS, a mulher foi detida sob acusação de associação criminosa terrorista. Os agentes do grupo de operações especiais também rastrearam os filhos de Brignoli e os repatriaram.

Em 2015, Brignoli deixou a Itália e foi para a Síria ao lado do marido e dos filhos. No país asiático, Koraichi, que tem origem marroquina, participou diretamente das operações militares do grupo terrorista. De acordo com as investigações, Brignoli teria realizado um “papel ativo na educação das crianças para a causa” do EI.

As apurações conduzidas pela ROS mostraram que Brignoli está “muito feliz” por regressar à Itália com os quatro filhos, mesmo que ela seja presa. Já Koraichi teria morrido na Síria.

Leia Também:  Homem é suspeito de cortar as próprias orelhas e comê-las dentro de cela

A história de Brignoli, que era também conhecida como “Aisha”, e Koraichi, começou em 2015 quando a mãe da mulher relatou seu desaparecimento. O casal levou os filhos para a Síria, o mais velho com sete anos na época e o mais novo com apenas um ano e meio.

As investigações afirmam que Brignoli teria iniciado o caminho da radicalização em 2009, coincidindo com o nascimento do primeiro filho. Com o tempo, o casal cortou laços com suas famílias e partiram em maio de 2015 para a Síria.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA