Internacional

Homem com doença incurável vai transmitir ao vivo sua morte na internet

Publicados

em


source
Doença terminal
Reprodução

Homem com doença incurável transmitirá ao vivo sua morte no Facebook

O francês Alain Cocq, de 57 anos, que sofre de uma doença incurável, extremamente rara e ainda sem nome, decidiu abandonar os tratamentos e transmitir os últimos momentos de sua vida neste sábado (5), ao vivo, no Facebook.

A doença que Alain tem faz com que faz as paredes de suas artérias se colam, causando uma parada, ou insuficiência da circulação sanguínea, em um tecido, ou órgão.

O paciente chegou a mandar uma carta para o presidente da França,  Emmanuel Macron, para autorizar ele a receber uma sedação profunda, algo que a lei francesa não permite. 

A autorização, entretanto, não veio. O presidente do país alegou que não está acima das leis vigentes e que, por isso, não poderia atender o pedido de Alain. “Como não estou acima da lei, não posso concordar com sua exigência”, disse Macron. 

Leia Também:  França tem mais de 10 mil novos casos de covid-19 em um dia

Com a negativa do presidente, ele resolveu agora não esperar mais. “Meus intestinos esvaziam em uma bolsa. Minha bexiga esvazia em uma bolsa. Não posso me alimentar, então eles me alimentam como um ganso, com um tubo no meu estômago. Não tenho mais uma vida decente”, disse ele. 

Alain Cocq afirmou que não vai mais se alimentar ou fazer qualquer tipo de procedimento para controlar a doença e que vai transmitir tudo em sua página pessoal do Facebook, ao vivo, para que as pessoas vejam seus últimos momentos. 

A ideia, segundo ele, é que, no futuro, seja adotada uma legislação que permita os cuidados no fim da vida para evitar “sofrimento desumanos”.

Fonte: IG Mundo

Propaganda

Internacional

Policial passa por cima de pescoço de manifestante com bicicleta; veja vídeo

Publicados

em


source
Policial usou bicicleta para passar por cima de manifestante
Reprodução/Twitter

Policial usou bicicleta para passar por cima de manifestante

Um policial do Departamento de Polícia de Seattle, nos Estados Unidos , foi flagrado usando uma bicicleta para passar por cima do pesçoco e da cabeça de um manifestante que participava dos protestos pela morte de Breonna Taylor na noite desta quarta-feira (23).

Pelas imagens é possível perceber que o manifestante estava deitado ao chão de barriga para baixo e parecia estar machucado. O momento da agressão foi flagrado por um internauta que fazia uma transmissão ao vivo pelo Facebook e, ao verem a atitude do policial, várias pessoas gritam.

Leia Também:  Trump: indicação à Suprema Corte deve ser anunciada no sábado

Manifestos surgiram em resposta aos disparos que de policiais de Louisville, em Kentucky, que mataram a jovem Breonna Taylor, de 26 anos. Até agora os oficiais responsáveis não foram penalizados. Ela foi morta dentro do próprio apartamento durante uma operação para busca de drogas e nenhum entorpecente foi encontrado no local.

Em comunicado, o departamento de polícia confirmou que 13 pessoas foram presas em Seattle e que dezenas de policiais ficaram feridos durante as manifestações, incluindo um que foi agredido com um taco de beisebol na cabeça.

Nas redes sociais, o vídeo do policial passando com a bicicleta em cima do manifestante gerou revolta dos usuários.

“O Departamento de Polícia de Seattle está ciente do vídeo em circulação na internet que mostra um policial aparentemente passando com a bicicleta em cima de um manifestante deitado na rua. Esse assunto será encaminhado ao escritório de prestação de contas da polícia para investigações mais detalhadas”, afirmou a corporação por meio de comunicado.

Leia Também:  Policial passa por cima de pescoço de manifestante com bicicleta; veja vídeo

A declaração do departamento não identificou o policial ou o homem caído, nem fez qualquer declaração sobre sua condição após o incidente.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA