Internacional

Mais de 600 alunos de escola na Indonésia estão com Covid-19

Publicados

em


source
Profissional da saúde manuseando testes de Covid-19
FreePick/Divulgação

Profissional da saúde manuseando testes de Covid-19

Mais de 600 alunos de uma escola corânica na  Indonésia  testaram positivo para o  novo coronavírus  (Sars-coV-2). A informação foi divulgada pelo porta-voz do Ministério da Saúde do país.

O internato Darussalam Blokagung, localizado em Banyuwangi, colocou em quarentena seus quase 6.000 estudantes depois de detectar que pelo menos 664 foram diagnosticados com  Covid-19 . A maioria dos discentes apresenta sintomas leves ou são assintomáticos.

“Todas as atividades foram paralisadas. As orações coletivas foram suspensas temporariamente e todos os estudantes devem permanecer em seus quartos”, disse na terça-feira Benget Saragih, porta-voz do Ministério da Saúde.

Uma campanha de testes começou a ser feita em meados de agosto neste internato depois que alguns alunos apresentaram sintomas da doença, afirmou a escola. A polícia local e o exército bloquearam todos os acessos às instalações durante o período de isolamento dos jovens.

Leia Também:  Itália vai prorrogar estado de emergência por covid-19 até janeiro

A Indonésia, país com a maior população muçulmana do mundo, possui milhares de escolas com internato. Em julho, uma academia militar constatou quase 1.300 casos do coronavírus.

Na última quarta-feira (02), foram contabilizados mais de 3.000 novos casos no país, o que aumenta o total para mais de 180.000, com 7.616 mortes. No entanto, autoridades acreditam que essas estatísticas estão subestimadas, já que a taxa de testes realizados no país é uma das mais baixas do mundo.

Fonte: IG Mundo

Propaganda

Internacional

Ave ataca criança ao andar de patinete na Austrália; assista

Publicados

em


source
menino no patinete
Reprodução/Instagram

Nas imagens, a criança aparece agachada enquanto tenta se esquivar dos ataques do animal

Na Austrália , uma criança foi atacada por ave enquanto andava de patinete pelas ruas de Wolongong. O vídeo foi compartilhado pelo pai do garoto nas redes sociais.

Nas imagens, é possível ver Max agachado em seu patinete enquanto grita e tenta se esquivar de uma gralha australiana (Gymnorhina tibicen), que lança investidas.

Atrás da câmera estava Wayne Sherwood, pai do menino, que escreveu em uma publicação em rede social: ” A Austrália é linda, mas nossos pássaros nativos são assassinos. Eles vão comer suas crianças vivas. Fiquem alerta hahaha .”

De acordo com o Daily Star, apesar do humor do pai, algumas pessoas o criticaram nos comentários do vídeo, dizendo que a criança “ficaria traumatizada pelo resto da vida” ou que poderia ter “sofrido um acidente” enquanto Wayne dava risada.

Motivo dos ataques

Ainda de acordo com o portal, a ave pode ter comportamento agressivo durante sua fase de procriação, que costuma ocorrer entre os meses de setembro e outubro na Austrália.

Os especialistas do Departamento Sul-Australiano do Meio-Ambiente disseram que a mudança de rota é a melhor alternativa para desviar desses pássaros, já que eles só tentam defender as áreas de até 50 metros do ninho, de acordo com o canal 9 News.

Fonte: IG Mundo

Leia Também:  Nova York vai multar quem se recusar a usar máscara
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA