Internacional

Mais de 6,6 milhões já votaram em eleição dos EUA

Publicados

em


Os norte-americanos estão correndo em um ritmo sem precedentes para votar de forma antecipada nas eleições marcadas para 3 de novembro, como mostram os primeiros números do processo eleitoral, indicando um possível comparecimento recorde para a disputa entre o presidente Donald Trump, republicano, e o democrata Joe Biden.

A menos de quatro semanas para o dia da eleição, mais de 6,6 milhões de norte-americanos já votaram – número dez vezes maior do que no mesmo período em 2016, de acordo com o Projeto de Eleições dos Estados Unidos (EUA), que compila dados de votações antecipadas.

A mudança ocorre devido à expansão nos votos antecipados por correspondência em muitos estados, como uma maneira segura de votar durante a pandemia do novo coronavírus, e também pela disposição de participar da decisão sobre o futuro político de Trump, afirmou Michael McDonald, da Universidade da Flórida, que administra o projeto.

“Nós nunca vimos tantas pessoas votando tão antecipadamente antes de uma eleição”, disse McDonald em entrevista no início da semana. “As pessoas fazem seus votos quando tomam suas decisões, e sabemos que muitas pessoas já se decidiram há muito tempo, e já têm um julgamento sobre Trump”.

Leia Também:  Quem era professor decapitado na França e o que se sabe sobre o crime até agora

A onda antecipada fez McDonald prever um comparecimento recorde de cerca de 150 milhões, representando 65% dos eleitores registrados, a maior taxa desde 1908.

Biden lidera a corrida nas pesquisas de intenção de votos, embora consultas em estados cruciais para a vitória indiquem disputa apertada.

Propaganda

Internacional

Um ano após início dos protestos, manifestantes queimam igrejas no Chile; veja

Publicados

em


source
igreja
Reprodução Twitter

Igreja foi incendiada durante protesto em Santiago


No último somingo (18), manifestantes retornaram às ruas do Chile para protestar contra o governo e exigir igualdade social. As manifestações terminaram em confronto e casos de depredação na praça entral de Santiago.

Duas igrejas foram alvos de ataques. A igreja de Assunção foi incendiada e a estrturura chegou a desabar. A igreja institucional de Carabineros foi vandalizada durante os atos. 

Sem provas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) responsabilizou a esquerda pelos atos.


Fonte: IG Mundo

Leia Também:  Japão vê dificuldades para descartar resíduos de água radioativa
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA