Internacional

No lugar do debate, Trump e Biden darão entrevistas ao vivo e simultaneamente

Publicados

em


source
Trump e Biden
Creative Commons

As entrevistas acontecerão na noite desta quinta-feira (15)

Depois do debate presencial entre Donald Trump e Joe Biden marcado para esta quinta-feira (15) ser cancelado , os candidatos informaram que darão entrevistas ao vivo e de forma simultânea , em canais de televisão diferentes. As informações são da Veja.

Enquanto Trump será entrevistado pela emissora NBC News em um programa com participação de plateia na Flórida , o democrata Joe Biden participará de um evento similar na Filadélfia , transmitido pela ABC News.

O adversário do atual presidente dos EUA confirmou semana passada que participaria de um programa estilo “town hall” nesta quinta, às 20h (21h, no horário de Brasília). De acordo com o jornal, o evento consiste em uma espécie de debate com o público, em que o entrevistado responde perguntas do entrevistador e da plateia ao vivo.

Leia Também:  Em reta final, Trump e Biden levam luta eleitoral à decisiva Flórida

Segundo as informações da Veja, o evento foi confirmado pelo canal e pela campanha de Biden na última quinta-feira (08), pouco tempo depois de Trump se recusar a participar de um debate virtual com Biden .

De início, os candidatos se enfrentariam frente a frente, mas depois que Trump foi infectado pela Covid-19 , o comitê organizador decidiu realizar o debate de forma virtual. O atual presidente, entretanto, se recusou a participar nesse formato , cancelando o evento.

Nesta quarta-feira (14), a imprensa americana confirmou que Donald Trump também participará de um “town hall” no horário que seria o debate.

Declaração médica

Em um dos programas exibidos hoje, o âncora da NBC Craig Melvin disse que a entrevista com o presidente “vai seguir as diretrizes determinadas pelas autoridades de saúde” e apresentou uma declaração do diretor clínico do NIH (Institutos Nacionais de Saúde), Clifford Lane.

Nesta declaração, Lane afirmou que reviu os dados médicos sobre a condição de Trump e concluiu “como elevado grau de confiança” e que ele “não está disseminando vírus contagioso”, disse a NBC.

Leia Também:  Irmãs dão 27 facadas em segurança após serem barradas por não uso de máscara
Fonte: IG Mundo

Propaganda

Internacional

Brasileira está entre as vítimas do atentado à basílica de Nice, na França

Publicados

em


source
Simone Barreto Silva tinha 44 anos e foi uma das vítimas do atentado terrorista à basílica de Nice%2C na França
Divulgação/ Lavage de la Madeleine

Simone Barreto Silva tinha 44 anos e foi uma das vítimas do atentado terrorista à basílica de Nice, na França

Uma brasileira de 44 anos foi uma das vítimas do atentado à basílica de Notre-Dame de Asunção nesta quinta-feira (29) em Nice , na França . Simone Barreto Silva era natural de Salvador, na Bahia, morava no país 30 anos e deixa três filhos. A informação foi confirmada pelo Consulado Geral do Brasil em Paris.

Informações da CNN Brasil mostram que o Ministério das Relações Exteriores também confirmou a morte. Por meio de nota, o Itamaraty, disse que o governo brasileiro informa, com grande pesar, que uma das vítimas fatais era uma brasileira de 40 anos, mãe de três filhos, residente na França”.

Leia Também:  Catar faz mea culpa após submeter mulheres a exames ginecológicos em aeroporto

“O presidente Jair Bolsonaro, em nome de toda a nação brasileira, apresenta suas profundas condolências aos familiares e amigos da cidadã assassinada em Nice, bem como aos das demais vítimas, e estende sua solidariedade ao povo e governo franceses”, afirmou o órgão.

Segundo uma prima de Simone, ela foi ferida com uma faca e morreu num restaurante quase em frente à catedral, onde tinha tentado se refugiar. Um dos proprietários desse restaurante, chamado l’Unik, disse que a vítima chegou ao local completamente ensanguentada e em estado de choque.

“Ela atravessou a rua, toda ensanguentada, e meu irmão e um dos nossos funcionários a resgataram, a colocaram no interior do restaurante, sem entender nada, e ela dizia que havia um homem armado dentro da igreja”, afirmou Brahim Jelloule, que é o dono do restaurante, à TV France Info .

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA