Internacional

Parlamento de Israel aprova novo governo que encerra era Netanyahu

Publicados

em


O Parlamento de Israel aprovou nesse domingo (13) um novo governo que encerra o tempo recorde de 12 anos no poder do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Liderado pelo milionário Naftali Bennett, o novo governo promete curar a nação, dividida pela saída de Netanyahu. 

Político israelense mais dominante de sua geração, o ex-primeiro-ministro, de 71 anos, fracassou na formação de um governo após as eleições em 23 de março, a quarta em dois anos. 

O novo governo de Naftali Bennett inclui legisladores de esquerda, de centro e árabes, que ele agrupou com o líder de oposição Yair Lapid. 

Bennett, de 49 anos, um judeu ortodoxo, será o premiê por dois anos antes de Lapid, um ex-apresentador de televisão, assumir o cargo.

“Obrigado, Benjamin Netanyahu por seu longo serviço, cheio de realizações em nome do Estado de Israel”, disse Bennet em discurso.  

O governo, que inclui pela primeira vez um partido representante da minoria árabe, que corresponde a 21% da população israelense, planeja evitar mudanças drásticas em questões internacionais polêmicas, como a política em relação aos palestinos, para ter como foco as reformas domésticas. 

Leia Também:  Protesto contra medidas de controle à Covid-19 tem confronto em Paris; assista

Com poucas perspectivas de progresso em relação à resolução do longo conflito com Israel, muitos palestinos provavelmente continuam impassíveis com a mudança de governo, dizendo que Bennett irá provavelmente seguir a mesma agenda de Netanyahu. 

Isso parece provável em relação à principal preocupação de segurança de Israel, o Irã. Um porta-voz de Bennett disse que ele promete “oposição vigorosa” a qualquer volta dos Estados Unidos ao acordo nuclear de 2015 com o Irã, mas que buscaria cooperar com o governo do presidente norte-americano Joe Biden.

“Amo vocês, obrigado!”, escreveu Netanyahu em mensagem ao povo israelense no Twitter, com uma foto com a bandeira de Israel ao fundo. 

* Com informações da Reuters

Propaganda

Internacional

Gangues de macacos: Primatas se encontram e brigam em rua da Tailândia; assista

Publicados

em


source
Confronto entre grupos de primatas ocorreu em Lopburi, no centro, em frente às ruínas de um templo budista
Reprodução

Confronto entre grupos de primatas ocorreu em Lopburi, no centro, em frente às ruínas de um templo budista

Turistas e motoristas que transitavam em pelas ruas de Lopburi, uma cidade no centro da Tailândia, na última segunda-feira (26), se depararam com um confronto inusitado: duas  gangues de macacos rigando entre si. Veja o momento em que os grupos se encontram:

Nas imagens, é possível observar que os motoristas pararam os carros com medo dos macacos que se enfrentavam. Claramente há uma lacuna entre os dois grupos, que se observam com uma certa distância.

Khun Itiphat, um morador local, disse que ele se encontrava em um prédio “perto do templo quando ouvi os gritos dos macacos. Percebi que eles estavam discutindo. Então todos eles correram para a estrada e começaram a lutar.”

Leia Também:  Tempestade de areia provoca acidentes e deixa 7 mortos e vários feridos nos EUA

A causa da briga, segundo alguns habitantes da região, seria de que um dos grupos de macacos costuma transitar pelo terreno do antigo templo budista próximo do local. Com isso, turistas acabam alimentando os animais. O outro grupo parmanece próximo ao cinema da cidade e passou a querer ocupar uma outra área, o que gerou um estranhamento entre as ‘gangues’.


Supakarn Kaewchot, veterinário do governo, ressaltou que “os macacos estão acostumados a serem alimentados por turistas” e que desde o início da pandemia, com a diminuição no número de turistas, “eles se tornaram mais agressivos, lutando contra os humanos por comida para sobreviver.”

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA