Internacional

Polícia usa gás lacrimogêneo em retorno dos protestos em Paris

Publicados

em


.

A polícia francesa atirou gás lacrimogêneo e prendeu mais de 200 pessoas em Paris neste sábado (12), no retorno de protestos dos “coletes amarelos” às ruas da capital pela primeira vez desde o isolamento contra a pandemia do novo coronavírus.

O movimento “coletes amarelos”, batizado pelos coletes altamente visíveis dos motoristas, começou no fim de 2018 contra as reformas do preço do combustível e da economia em geral, um grande desafio ao presidente Emmanuel Macron, com manifestações espalhadas pela França.

Até o meio-dia de hoje, centenas de manifestantes tinham se reunido no ponto de partida para duas marchas autorizadas.

Enquanto uma delas partiu sem incidentes, a outra viu a polícia entrar em conflito com grupos que deixaram a rota designada e colocaram fogo em latas de lixo e um carro.

Alguns dos manifestantes usaram roupas pretas e carregaram bandeiras de um movimento antifascismo, indicando a presença de radicais chamados de black blocks, frequentemente culpados pela violência em protestos de rua na França.

O retorno do movimento acontece no momento em que a França luta contra o crescimento de casos do novo coronavírus.

Leia Também:  Grécia detecta casos de Covid-19 em cruzeiro com quase mil passageiros

 

Propaganda

Internacional

Nova York registra aumento da taxa de infecção por Covid-19

Publicados

em


source
Prefeito de Nova York, Bill de Blasio.
Reprodução/Twitter

Prefeito de Nova York, Bill de Blasio.

Nesta terça-feira (29), autoridades americanas alertaram para o aumento da taxa de infecção pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) na cidade de Nova York . Nas últimas 24 horas, a taxa subiu de 1,93% para 3,25%, segundo a agência de notícias AFP .

Nova York é a maior cidade dos Estados Unidos e chegou a ser o epicentro nacional de Covid-19 em abril e maio, com mais de 23,8 mil mortes.

Nos últimos meses, a cidade conseguiu reduzir a taxa de infecção para 1%, um dos índices mais baixos do país.

Recentemente, porém, Nova York voltou a registrar números mais elevados. O prefeito Bill de Blasio declarou que as pessoas que não utilizarem máscaras em público serão multadas.

“Pela primeira vez em muito tempo os números diários superam os 3% e isso é um verdadeiro motivo de preocupação “, disse Blasio. 

Leia Também:  China realiza cinco exercícios militares simultâneos

Para André Cuomo, governador do estado, a prefeitura “falhou em garantir o cumprimento” de regras sobre uso de máscaras e distanciamento social

O aumento de casos ocorre na mesma semana em que estudantes devem voltar às escolas, e quando restaurantes e bares vão poder admitir clientes em espaços internos com 25% da capacidade.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA