Internacional

Reino Unido e Canadá assinam acordo comercial transitório pós-Brexit

Publicados

em


Reino Unido e Canadá fecharam neste sábado (21) em Londres, um acordo comercial transitório para proteger o fluxo de 27 bilhões de dólares em bens e serviços entre eles após o Brexit (saída da Grã-Bretanha da União Europeia), e prometeram iniciar negociações sobre um acordo específico no próximo ano. 

Como se prepara para encerrar a transição de saída da União Europeia em 31 de dezembro, o Reino Unido tem negociado vários acordos bilaterais para manter o comércio, com muitos simplesmente substituindo os termos que o bloco já havia acordado. 

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson participou de uma conversa online com o premiê do Canadá, Justin Trudeau, e seus respectivos ministros de comércio para destacar o acerto, que abre caminho para um acordo específico abrangendo mais áreas como comércio digital, pequenas empresas, meio ambiente e empoderamento econômico das mulheres. 

“O acordo de hoje fundamenta 20 bilhões de libras em comércio e garante milhares de empregos”, disse Liz Truss, secretária de Comércio Internacional do Reino Unido, em um comunicado. 

Leia Também:  Covid-19: Pfizer e BioNTech pedem uso emergencial de vacina na Europa

O governo canadense afirmou que o acordo transitório “reproduz em grande parte” o acordo da União Europeia (UE) sobre reduções tarifárias e disposições para trabalho e meio ambiente. “Queremos um acordo comercial ambicioso e abrangente de alto nível com o Reino Unido”, disse, sinalizando que o Canadá deseja termos semelhantes ao acordo da UE. 

Parceiros internacionais

O Reino Unido é o quinto maior parceiro comercial do Canadá, depois de Estados Unidos, China, México e Japão. 

Premiê britânico, Boris Johnson, deixa residência oficial em LondresPremiê britânico, Boris Johnson, deixa residência oficial em Londres

Boris Johnson: em busca de melhores acordos comerciais    (Arquivo/Reuters/Direitos Reservados)

Boris Johnson está tentando moldar um novo “Reino Unido global”, que possa agir sozinho e negociar acordos comerciais melhores do que a UE como parte do que ele diz serem os benefícios da decisão histórica de deixar o maior bloco comercial do mundo. 

Em menos de dois anos, o país fez acordos comerciais com 53 países, respondendo por 164 bilhões de libras (217,82 bilhões de dólares) do comércio bilateral britânico. Críticos de Johnson apontam que muitos são basicamente os mesmos que os acordos da UE. 

O Acordo de Continuidade Comercial Reino Unido-Canadá estará sujeito às verificações jurídicas finais antes de ser formalmente assinado. “Este é um bom momento”, disse o premiê do Canadá, Justin Trudeau.

 

Propaganda

Internacional

Ladrões matam donos de restaurantes e roubam vinhos avaliados em R$ 1,3 milhão

Publicados

em


source
Restaurante Cidade do México
Reprodução/Twitter/SDP Noticias

Homenagens foram feitas na porta de um dos restaurantes das vítimas

Nesta terça-feira (1°), a polícia da Cidade do México confirmou a prisão de três suspeitos de participação na morte dos donos de um restaurante e do roubo de cinco garrafas de vinho avaliadas em mais de R$ 1,3 milhão. O crime ocorreu no último sábado (28) e gerou grande comoção na cidade.

Segundo informações da BBC, os corpos do franco-mexicano Baptiste Lormand, de 45 anos, e Luis Orozco, mexicano que era sócio da outra vítima em diversos estabelecimentos na região de Polanco, foram encontrados na região sul da cidade. Investigadores acreditam que eles tenham sido mortos para que o trio tivesse acesso à adega onde os vinhos eram armazenados. Cada uma das garrafas tem valor estimado de 50 mil dólares (cerca de R$ 260 mil).

Leia Também:  Covid-19: Pfizer e BioNTech pedem uso emergencial de vacina na Europa

Ainda de acordo com a publicação, parentes e amigos próximos de Lormand pensaram inicialmente, após serem informados da morte, que ele poderia ter sido vítima de extorsão , ao se recusar a pagar o valor cobrado por gangues que “mantém a segurança” em determinadas regiões da Cidade do México.

Porém, o responsável pelas investigações afirmou que tudo leva a crer que ele tenha reagido a um assalto e acabou sendo morto. Em entrevista, o chefe da polícia da Cidade do México, Omar Garcia, afirmou que “um número significante de garrafas de vinho foi encontrado com os suspeitos durante a prisão, além de uma grande quantidade de armas”.

As mortes de Lormand e Orozco causaram grande comoção entre os moradores da Cidade do México , principalmente entre os integrantes da comunidade francesa na região. Desde o último sábado, diversas homenagens foram deixadas nas portas dos restaurantes geridos por eles. Além disso, foi realizada na última segunda-feira uma marcha de protesto pedindo por justiça.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA