Internacional

Trump e Biden participam de debates separados em emissoras rivais nos EUA

Publicados

em


source
trump e biden
Saul Loeb/Getty Images

Donald Trump e Joe Biden participaram de debates em emissoras diferentes nesta quinta (15)

O segundo debate presidencial dos Estados Unidos foi substituído na noite desta quinta-feira (15) por debates individuais dos candidatos Donald Trump (Republicano) e Joe Biden (Democrata) . Os presidenciáveis participaram em emissoras de TV diferentes, ao mesmo tempo, com perguntas dos eleitores.

Trump e Biden deveriam ter realizado juntos um debate em Miami, na Flórida. O evento foi cancelado após o presidente dos EUA ter contraído Covid-19 e se recusado a participar de um evento com formato virtual.

Ao longo de 60 minutos, Trump respondeu às perguntas dos eleitores em um estúdio da NBC News. A jornalista Savannah Guthrie fez a mediação das perguntas. Enquanto Biden recebeu perguntas do público na Filadélfia durante 90 minutos na ABC. George Stephanopoulos intermediou o debate.

Um terceiro debate com os dois presidenciáveis está previsto para acontecer no dia 22 de outubro, em Nashville, Tennessee. O evento será mediado por Kristen Welker, da NBC News. As eleições dos EUA irão ocorrer no dia 3 de novembro.

Leia Também:  Alemanha decreta lockdown parcial para conter avanço da Covid-19

Donald Trump

O atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump , ao longo do debate foi questionado sobre a pandemia da Covid-19. Ele reforçou que o governo estadunidense tomou as medidas necessárias para conter a circulação do vírus ao proibir que viajantes da China entrassem no país. A decisão foi contestada pelos democratas por meio de protestos.

Ao mesmo tempo, o candidato a reeleição não respondeu aos questionamentos sobre a razão de não ter tomado outras medidas para evitar um número maior de contaminados, ainda no mês de fevereiro. No início do ano, Trump foi alertado sobre a gravidade do novo vírus .

Sobre o tema do racismo nos Estados Unidos, o presiciável Donald Trump disse que não estava fugindo do assunto e que denuncia os supremacistas brancos “há anos”.

O presidente também falou que o partido tentou no Congresso aprovar um projeot de reforma da polícia. A ideia seria preparar melhor os policiais para evitar ocorrências como a que matou George Floyd.

Joe Biden

Questionado sobre a pandemia, o democrata Joe Biden disse que confia nos cientistas e mantém contato para se manter informado sobre as pesquisas.

Leia Também:  Imagens de cemitérios feitas por satélite mostram efeitos da Covid-19 no Iêmen

Biden também disse que não confia no que Trump diz a respeito da pandemia e afirmou que o atual presidente diz “loucuras”, se referindo à sugestão de Donald para que as pessoas injetassem desinfetante contra o novo coronavírus.

Em maio, Biden disse que se os negros tinham dúvidas sobre em quem votar, “não são negros” e se desculpou. No debate desta quinta (15), um jovem negro o questionou de maneira provocativa sobre o que ele teria a dizer a esses eleitores.

Biden disse que tem o intuito de ampliar fundos para escolas de baixa renda e auxiliar financeiramente os que desejam comprar a primeira casa.

Fonte: IG Mundo

Propaganda

Internacional

Canadenses estão cada vez mais abertos para receber imigrantes e refugiados

Publicados

em


source
.
Reprodução: iG Minas Gerais

Abertura entre os canadenses


Apesar de uma  pandemia global , que destruiu economias e fomentou o nacionalismo em todo o mundo, os canadenses dizem que estão cada vez mais abertos a acolher imigrantes e refugiados .


Um novo estudo, da empresa de pesquisas Environics Institute, descobriu que as atitudes entre os cidadãos têm se tornado cada vez mais positivas , mesmo com milhões de pessoas desempregadas e o país enfrentando projeções econômicas sombrias.

“Essas opiniões não são um sinal. Não são acaso. Elas parecem estar profundamente enraizadas e amplamente difundidas”, disse Andrew Parkin, diretor executivo da Environics.

Desde 1976, a pesquisa Focus Canada, administrada pela Environics, faz amostras periódicas de canadenses para avaliar suas opiniões sobre o assunto. Os resultados mais recentes, divulgados no início de outubro, mostram, pela primeira vez, que os canadenses estão mais propensos a rejeitar a ideia de que os imigrantes não estão adotando os valores do país.

Leia Também:  Imagens de cemitérios feitas por satélite mostram efeitos da Covid-19 no Iêmen

Ao mesmo tempo, a grande maioria continua a ver os imigrantes como essenciais para a economia  e não sente que eles não lhes tiram os empregos.

Os pesquisadores estavam curiosos para ver se os eventos mundiais recentes mudaram drasticamente a opinião, disse Parkin. “No início, pensamos que talvez Donald Trump derrubasse essas tendências positivas. Talvez os canadenses pegassem a vibração do que está acontecendo nos Estados Unidos e começassem a recuar. Isso não aconteceu “, disse ele.

Mesmo a pandemia da Covid-19 , que até agora gerou milhões de empregos e deixou os canadenses em situação financeira precária, não tornou os residentes negativos em relação aos recém-chegados.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA