Internacional

Trump publica vídeo e diz que está bem, mas que foi ao hospital por precaução

Publicados

em


source
Donald Trump
Reprodução/Twitter

Presidente dos Estados Unidos Donald Trump

O presidente dos Estados Unidos , Donald Trump, publicou um vídeo no seu Twitter nesta sexta-feira (2) dizendo que “está se sentindo bem”, mas que vai para o hospital como precaução.  Trump foi diagnosticado com a Covid-19 juntamente com a sua mulher, a primeira-dama Melania Trump . O anúncio foi feito hoje pelo perfil do presidente na rede social durante a madrugada.

“Eu quero agradecer todo mundo pelo grande apoio. Eu vou para o hospital de Walter Reed. Eu acho que estou muito bem, mas nós vamos para ter certeza que as coisas vão dar certo. A primeira-dama está se sentindo muito bem. Obrigado, eu dou muito valor a isso [apoio]”, disse o presidente.

Leia Também:  Moderado e menos ideológico, Luís Arce deve "estreitar laços" Bolívia x Brasil

Após ficar sabendo da notícia, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, desejou uma rápida recuperação a Trump. “Ele ofereceu sua solidariedade ao presidente e à primeira-dama”, informou a agência oficial de notícias norte-coreana KCNA.

“Ele sinceramente espera que eles se recuperem o mais rápido possível e acredita que, com certeza, irão superar isso. Ele enviou calorosas saudações a eles”, completou o comunicado.

De acordo com informações da agência sul-coreana Yonhap, esta é a primeira vez que Kim envia uma mensagem a um presidente ou líder de um país desejando sua recuperação em um caso de Covid-19.

Um comunicado divulgado mais cedo pela Casa Branca dizia que Trump sentia fadiga e que ele recebeu uma dose de oito gramas de um coquetel antiviral que ainda está em fase de testes nos EUA. A primeira-dama teve dor de cabeça e tosse moderada.

Hoje a Organização Mundial da Saúde (OMS) também apontou a necessidade de que os representantes de países tenham e que desenvolvam estratégias de comunicação e de transparência com a população para combater o novo coronavírus.

Leia Também:  França amplia toque de recolher contra covid-19

O posicionamento ocorreu após o órgão saber do teste positivo de Trump. O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, lamentou o resultado e disse que “nunca é tarde demais para mudar”.

Fonte: IG Mundo

Propaganda

Internacional

Europa se torna segunda região a ter 250 mil mortes por covid-19

Publicados

em


A Europa se tornou a segunda região do mundo, depois da América Latina, a superar a marca de 250 mil mortos pela covid-19 neste sábado (24), de acordo com uma contagem da Reuters, com números recordes de infecções pela doença sendo registrados nas últimas duas semanas.

A Europa registrou 200 mil infecções diárias pela primeira vez na quinta-feira (22), com muitos países do sul do continente registrando nesta semana seus maiores números de casos diários.

A Europa responde por quase 19% das mortes por covid-19 em todo o mundo e por cerca de 22% do número de casos, de acordo com a contagem da Reuters.

Reino Unido, Itália, França, Rússia, Bélgica e Espanha respondem por quase dois terços das cerca de 250 mil mortes registradas até agora de um total de 8 milhões de casos em toda a Europa.

O Reino Unido lidera o continente em número de mortes pela doença com 45 mil, seguido de Itália, Espanha, França e Rússia. Na quinta-feira (22) o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse que seu país não pode depender de uma vacina e que terá de adotar outras medidas para frear a pandemia.

Leia Também:  Música ou pedido de ajuda? Urso é flagrado "cantando" em cima de árvore; assista

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA