Internacional

UE oferece 400 milhões de euros a iniciativa por vacina para covid-19

Publicados

em


.

A Comissão Europeia anunciou nesta segunda-feira (31) que vai contribuir com 400 milhões de euros para uma iniciativa liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para a compra de vacinas contra a covid-19.

A iniciativa, batizada de Covax, pretende adquirir 2 bilhões de doses de potenciais vacinas contra a doença de vários fabricantes até o fim de 2021.

A comissão da UE está negociando acordos para compra adiantada de vacinas contra a covid-19 com diversas fabricantes, em nome dos 27 países que compõem o bloco, e afirmou nas últimas semanas que os governos do bloco não podem adquirir vacinas por meio de programas de compras paralelos.

“Hoje, a comissão está anunciando uma contribuição de 400 milhões de euros para a Covax, a fim de trabalharmos juntos na aquisição de vacinas futuras em benefício de países de rendas baixa e média”, disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Em comunicado, a comissão também disse que está pronta, junto com os países da UE, “para colocar especialização e recursos dentro da Covax, com o objetivo de acelerar o desenvolvimento, a fabricação e um fornecimento global de vacinas para cidadãos ao redor do mundo, em países pobres e ricos”.

Leia Também:  Ao vivo: Bolsonaro discursa na 75ª Assembleia Geral da ONU

Propaganda

Internacional

Ataque a faca fere pelo menos quatro perto da antiga redação do Charlie Hebdo

Publicados

em


source
pessoas
BFMTV/Reprodução

Pelo menos quatro pessoas ficaram feridas

Ao menos quatro pessoas ficaram feridas em um ataque próximo à antiga  redação do jornal satírico francês “Charlie Hebdo” nesta sexta-feira (25), informa a mídia local.

Segundo o jornalista Christophe Dansette, do “France 24”, os agressores usavam facas. Ao menos duas pessoas estão sendo procuradas pelas autoridades pelo crime.

Duas das vítimas estão em estado grave, conforme a agência de notícias “AFP”, e toda a área próxima ao prédio foi interditada pelos policiais.

Em 7 de janeiro de 2015, a sede do jornal foi alvo de um ataque terrorista cometido pelos irmãos Sherif e Said Kouachi e 12 pessoas foram assassinadas na ação, entre jornalistas, cartunistas e funcionários do prédio onde o “Charlie Hebdo” ficava. Esse foi o primeiro da série de atentados que ocorreriam no país a partir de então.

Leia Também:  Breonna Taylor: júri acusa policial envolvido em morte polêmica

Em 2 de setembro deste ano, a Justiça francesa começou o julgamento do ataque e, como sua forma de protestar, o jornal voltou a publicar sátiras de Maomé – que irritaram os extremistas islâmicos.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA