Momento Entretenimento

Léo Áquilla se pronuncia após Dudu Camargo perguntar se ela tem pênis: "Idiota"

Publicado

Léo Áquilla resolveu se pronunciar após passar por uma situação constrangedora com Dudu Camargo no “Domingo Legal”, atração semanal do SBT . Assim que começou o quadro “Passa ou Repassa”, Dudu Camargo perguntou para a transexual: “E aí, você tem pinto ?”.

Leia também: Silvio Santos para Dudu Camargo: “Me disseram que você gosta mais de pinto”

Léo Áquilla critica Dudu Camargo arrow-options
Reprodução/Instagram/@leonoraaquillaoficial

Léo Áquilla critica Dudu Camargo após ele fazer pergunta indiscreta ao vivo


Conforme Léo explica em um vídeo do seu canal do YouTube, antes do programa começar, todos os convidados foram pautados para saber o que era ou não permitido falar devido ao horário que o programa comandado por Celso Portiolli é transmitido, às 11h. Mesmo assim, Dudu Camargo fez a pergunta indiscreta.

Leia também: Dudu Camargo dá bronca em repórter ao vivo

“A minha mente é muito rápida, mas a minha boca é maior, minha língua é uma navalha. Eu sabia qual a resposta que ele merecia, mas eu levei em consideração que eu não estava na minha casa, estava em uma emissora que estava me colocando na casa de milhões de brasileiros e em nome dessas pessoas eu não ia desrespeitar a casa, o Dudu, o Celso Portiolli”, falou Léo.

“Esse tipo de pergunta já não é engraçada em qualquer horário, agora 11 horas da manhã, Dudu Camargo? Ou você é muito criança e tem muito o que aprender ou você realmente é um cara maldoso e eu gostaria que você se pronunciasse sim e explicasse de onde vem essa ‘inocência’ de me fazer uma pergunta dessas”, acrescentou.

Leia também: Dudu Camargo critica Maisa e sugere  reencontro polêmico: “Daria audiência”

Léo deseja uma retratação de Dudu Camargo . “Foi constrangedor, uma saia justa tão grande que todo mundo ficou atônito. Foi feio. Queria falar com você pessoalmente pra te dizer o quão idiota você foi nessa questão. Esse assunto não me ofende, mas depende das circunstâncias”, concluiu.

Comentários Facebook
publicidade

Momento Entretenimento

Zé de Abreu é condenado na Justiça após compartilhar fake news sobre Bolsonaro

Publicado


source
José de Abreu ainda não se posicionou sobre o assunto
Divulgação

José de Abreu ainda não se posicionou sobre o assunto

José de Abreu, conhecido por atuar em novelas da Globo , foi condenado a indenizar o Hospital Albert Einstein em R$ 20 mil, conforme decisão publicada neste sábado (04) pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

Em janeiro de 2019, José de Abreu publicou em seu perfil do Twitter uma notícia falsa, afirmando que a unidade de saúde arquitetou, junto do serviço de inteligência de Israel, uma suposta facada sofrida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).  

“Teremos um governo repressor, cuja eleição foi decidida numa facada elaborada pelo Mossad [serviço secreto de Israel], com apoio do Hospital Albert Einstein, comprovada pela vinda do PM [primeiro-ministro] israelense, o fascista matador e corruptor Bibi [Benjamin Netanyahu]”, escreveu o ator à época. 

Apesar de ter apagado a postagem após a repercussão negativa, a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira acionou a Justiça em busca de uma indenização por danos morais. Em julho de 2019, o TJ já havia condenado Abreu a pagar o valor de R$ 20 mil em 1ª instância.

A juíza Claudia Carneiro Calbucci Renaux, da 7ª Vara Cível de São Paulo, afirmou que o ator da Globo “não se limitou a mera crítica em relação ao atual cenário político, mas fez verdadeira afirmação quanto à existência de um conluio entre o governo de Israel, a igreja evangélica e o hospital com o propósito de cometer ato criminoso”. José de Abreu ainda não se manifestou sobre o assunto. As informações são do Uol .

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Entretenimento

Repórter da Globo detona “torcida” para não deixar bar; assista

Publicado


source
André Hernan%2C repórter da Globo
Reprodução Twitter

André Hernan, repórter da Globo

Neste sábado (04), André Herman, repórter da Globo , compartilhou um vídeo de pessoas em um bar cantando “eu não vou embora” para dois agentes da vigilância sanitária. Em seu perfil no Twitter, o jornalista condenou a atitude das pessoas no estabelecimento.  

“E assim, o Brasil ‘venceu’ a pandemia “, escreveu o repórter da Globo na legenda da publicação, acompanhada de dois emojis.

O vídeo foi anteriormente publicado por Renan Brites Peixoto , jornalista da GloboNews , que também criticou o coro contra os agentes da vigilância. De acordo com Peixoto, o episódio aconteceu na Barra da Tijuca, no Rio. 

“Eu estou com o nojo desse tipo de brasileiro. Tanta gente debaixo da terra, e essa gente tratando a doença como um Carnaval. São genocidas… também”, escreveu Peixoto. Assista ao vídeo. 



Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana