Momento Pet

Listamos os melhores produtos antipulgas para seu cão não passar aperto no verão

Publicado

source

Com a chegada do verão, os donos de cachorros precisam adotar alguns cuidados específicos. Hidratação, banho mais frequentes e atenção às viroses são alguns deles. Outro muito importante, e frequentemente negligenciado, é a sazonalidade das pulgas .

Leia também: Homem e gato “competem” para ver quem manda mais na casa

Cão com pulga arrow-options
Reprodução/ Shutterstock

Somente a coleira antipulgas é incapaz de conter a infestação em um ambiente.

No verão, a incidência das pulgas costuma aumentar e se o seu cão frequenta áreas externas o cuidado precisa ser redobrado. Com isso em mente, elaboramos uma lista de produtos antipulgas que ajudam na prevenção ou no combate a essa chaga que tanto incomoda os bichinhos e até os vizinhos.

Os preços variam entre R$ 15,50 e R$ 55,87

Clique nos links para ser redirecionado ao site de compra:

Fonte: IG PET

Comentários Facebook
publicidade

Momento Pet

Meu cachorro tomou banho de chuva, e agora? Saiba o que fazer

Publicado

source

Chuva constante é uma característica das épocas mais quentes do ano. Às vezes, por vários motivos – como ser surpreendido com a virada do tempo  durante o passeio ou o pet estar no quintal no momento – os animais acabam tomando banho de chuva por acidente. Nessa hora muitos donos se perguntam se isso pode fazer mal para a saúde do bichinho. 

Em geral, a chuva não é extremamente prejudicial para os animais de estimação, porém o dono precisa tomar alguns cuidados para que o pet não sofra com doenças oportunistas e dermatites, problemas que costumam atacar nessas situações. A veterinária Caroline Mouco Moretti, do Hospital Veterinário Vet Popular , dá alguns conselhos para que não haja problemas. 

chuva arrow-options
Reprodução/ Pinterest

A chuva pode causar problemas de pele em pet saudáveis


O primeiro ponto que precisa ser levado em conta é a imunidade do cão . “Se o animal tiver imunossuprimido (com a imunidade baixa) por estar passando por alguma doença,  ele tende a ficar mais suscetível a gripes, pneumonias, e doenças virais – bem parecido com o que acontece com os seres humanos”, explica Caroline. Se não for o caso, é preciso ficar de olho nas dermatites.

As doenças de pele podem aparecer quando o pelo fica molhado ou úmido por muito tempo. “Muitas vezes o tutor pode achar que o animal está seco, entretanto ele pode estar bastante úmido no subpelo”, alerta Caroline. Por isso é sempre importante secar bem o pet com toalha e secador – isso serve para banhos normais também.

Outra preocupação deve ser com os cães que utilizam anti-pulgas colocados em seu dorso, que não podem tomar banhos frequentes, incluindo chuvas. O motivo é que quando o animal é submetido a banhos “desnecessários”, ele acaba diminuindo o efeito do remédio, e ficando exposto aos parasitas.

Além disso, mesmo a chuva sendo um tipo de água “natural”, pode trazer problemas. “Ela pode ter acidez e comprometer a qualidade do pelo do animal .” Se o banho de chuva for na rua é pior, já que lixo e outras substâncias prejudiciais podem entrar em contato com o pet. Urina de rato e de outros animais doentes pode causar doenças. 

Em lugares com mato, terra, e especialmente lama, a atenção deve ser redobrada.  Vermes podem estar no solo apenas esperando um hospedeiro. Por isso, caso o animal passe por essa situação, é sempre ideal levá-lo ao veterinário para vermifugação.

Começou a chover e o pet ficou encharcado, o que fazer? Banho, imediatamente. “Utilize sempre shampoos e condicionadores específicos pra pet, e a parte mais importante: secar o animal com secador”, finaliza Caroline. Por último, se o amigo peludo só faz suas necessidades fora de casa e está chovendo, opte por capas de chuva para pets disponíveis no mercado, elas podem ajudar a protegê-lo.

Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Pet

Cachorro fareja tumor na perna de dona e salva sua vida

Publicado

source

Durante sete meses o cão Dave ficou cavando e farejando a perna de sua dona Danielle King, até que ela se desse conta de que tinha algo errado. O cachorro da raça staffordshire bull terrier foi responsável por evitar que a dona morresse com um tumor do tamanho de uma bola de rugby que estava crescendo em sua coxa. 

Leia também: Reação de cachorro ao ver coiote se divertindo com seus brinquedos viraliza

Cachorro fareja tumor em sua dona arrow-options
shutterstock

Cachorro fareja tumor em sua dona


Um dia Danielle, que mora no Reino Unido, começou a sentir muita dor vindo do lugar que Dave ficava “batendo”. Ela decidiu ir ao médico e o resultado foi ter que passar por uma cirurgia de oito horas e meia para a remoção do tumor que media 20cm x 15cm x 10cm. Ela foi diagnosticada com um tipo raro de câncer que causa tumores nos ossos.

“Sempre direi que meu cachorro salvou minha vida, quem sabe o que teria acontecido comigo se eu esperasse mais algumas semanas para ir ao médico”, contou em entrevista ao site Metro UK. “Sempre que eu me sentava ou deitava ele ficava uivando e cavando na minha perna, e eu não entendia.” Agora, a inglesa está saudável novamente, graças aos sinais de seu cão Dave. 

Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana