Momento Destaque

Menos restrições: Após Bolsonaro, Governador Mauro Mendes também passa a defender o isolamento vertical

Publicado

O governador Mauro Mendes (DEM) decidiu apoiar o presidente da República Jair Bolsonaro(foto) e passou a defender “‘isolamento vertical” no combate à pandemia do coronavírus. A declaração foi dada em entrevista ao programa Tribuna da rádio Vila Real FM, desta quinta-feira (26).

“(Sim),exatamente, (a crise do coronavírus) vai durar 4 meses, o ministro disse, o mundo inteiro está mostrando isso. Como é que as pessoas aguentam isso? Como é que as pessoas vão comer”, respondeu Mendes ao ser questionado sobre o assunto.

O chamado “isolamento vertical” é quando apenas as pessoas que integram a faixa de risco – Idosos (Acima de 60 anos), pessoas com doenças pré existentes ou com suspeita de infecção – fiquem em casa em quarentena.

Mendes afirma que a tendência é que a crise da pandemia durará no mínimo uns 4 meses no Brasil, conforme informou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (MDB).

“Então vamos ficar 4 meses fechados? Tem cidade que não teve nenhum caso e o prefeito foi lá e fechou a cidade. Como é que as pessas vão comer, como é que vão abastecer essa cidade? Como é que o trabalhador da micro empresa, vai ficar pagando 4 meses de salário para o funcionário sem vender nada? Não vão”, disse.

O governo diz que vem defendendo o equilíbrio, com decisões técnicas, equilibrada e sensatas. “Por isso decidimos parar todo e qualquer encontro social, como as escolas, que podemos recuperar esse período. Mas não paramos nenhuma cidade de Mato Grosso. Por isso estamos dialogando com os prefeitos. Precisamos salvar vidas, mas não precisamos arruinar milhares e milhares de vidas de pessoas que podem perder seu empregos”, pontuou.

 

Otavio Ventureli(c0m GazetaDigital)

Comentários Facebook
publicidade

Momento Destaque

Organização da Expolucas 2020 confirma cancelamento do Evento em Lucas do Rio Verde MT. 32ª Expolíder também foi cancelada em Colíder MT

Publicado

A Expolucas, tradicional festa anual do Municipio de Lucas do Rio Verde MT, não será realizada este ano.

O anúnicio foi feito na manhã desta terça-feira(26), pelo Presidente da Comissão Organizadora do Evento, Valdecir Duarte. Um dos motivos é a pandemia do coronavírus, que vem prejudicando a economia do País, especialmente a de Mato Grosso.

Segundo Valdecir, algumas contratações de shows já estavam confirmadas, entre as quais, Luan Santana, Michel Teló, Cristiano e Zé Neto, mas apresentações que resultem em aglomerações, estão proibidas pelas autoridades de saúde.

Prevista para os dias de 15 a 19 de julho, a 32ª Exposição Agropecuária de Colíder MT, também foi cancelada, segundo anunciou, oficialmente, o Sindicato Rural do Municipio.

Em nota, o Sindicato disse que, “em razão da atual situação da saúde pública no Mundo, especialmente no Brasil, a Entidade está atenta as recomendações da Orgnaização Mundial da Saúde, bem como do Governo de Mato Grosso e do Ministério da Saúde.

 

Otavio Ventureli(com Assessorias)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Destaque

Policias Civil e Militar apresentam balanço da Operação que resultou na prisão de um bando especialista em assaltos a Banco em Mato Grosso

Publicado

Quatro pessoas suspeitas de integrar um grupo criminoso envolvido em explosões de caixas eletrônicos foram presas em flagrante em uma ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar, em Cuiabá.

Na ação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), foram apreendidas quatro armas de fogo, munições, bloqueador de sinais e vários objetos de origem ilícita, segundo informou nesta terça-feira(26) a PJC em coletiva à imprensa(foto)

Os suspeitos foram autuados pelos crimes de integrar organização criminosa e posse ilegal de armas de fogo e munições.

As investigações realizadas pela equipe da GCCO apontam que o grupo está envolvido em dois arrombamentos de caixas eletrônicos recentes, um deles ocorrido em uma drogaria no bairro Trevisan em Cuiabá e o outro em um supermercado no bairro São Matheus em Várzea Grande. Nas duas situações, foram utilizados na ação criminosa explosivos e armas de grosso calibre como 556, 762, 380 e 9 mm.

As diligências que levaram à prisão dos suspeitos iniciaram com a equipe da Rondas Ostensivas Tática (Rotam), da Polícia Militar, após o roubo de uma caminhonete Toyota Hilux, ocorrido durante a madrugada. Os policiais militares identificaram os suspeitos dando início a uma perseguição, ocasião em que ocorreu uma troca de tiros nas proximidades da região do Coxipó do Ouro.

Na ocorrência, um policial e dois criminosos foram atingidos. Um dos suspeitos não resistiu aos ferimentos e morreu durante o confronto, o outro teve parte dos dedos arrancadas. O policial foi socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal de Cuiabá.

As informações da ocorrência foram repassadas à equipe da GCCO que deu continuidade às diligências, conseguindo localizar os integrantes do grupo em uma residência no bairro Barbado, na Capital. Um dos suspeitos ao perceber a chegada dos policiais tentou fugir porém foi capturado junto a seus comparsas.

Com eles foram encontradas quatro armas de fogo (duas pistolas 9 mm, um revólver calibre 38, e uma garrucha 38), além de munições para todas e objetos de origem ilícita como vestimentas, carregadores e um bloqueador de sinais “Jammer”, utilizado em crimes de furtos a instituições bancárias para cortar o sinal de alarmes e câmeras de segurança. Uma dar armas apreendidas com os criminosos pertence a Polícia Rodoviária Federal, sendo produto de crime de roubo/furto.

O delegado titular da GCCO, Flávio Henrique Stringueta, ressaltou que o combate a crimes contra instituições financeiras foi intensificado nas últimas duas semanas devido as duas ocorrências recentes que chamaram atenção devido ao grosso calibre das armas utilizadas nas ações criminosas.

“Ontem, a equipe da Rotam teve um confronto com o grupo criminoso culminando em seguida na ação desencadeada pela GCCO que conseguiu prender quatro suspeitos e apreender as armas que possivelmente foram utilizadas nos crimes. Lembrando que em nenhum dos ataques, os suspeitos tiveram lucro, uma vez que no primeiro o dinheiro foi manchado de tinta vermelha do dispositivo de segurança do caixa eletrônico e no segundo houve troca de tiros com um segurança que evitou o êxito do crime”, disse o delegado.

Para a delegada da GCCO, Juliana Chiquito Palhares(foto), a prisão do grupo criminoso é resultado do trabalho integrado e coeso das forças de segurança, que vem atuando fortemente no enfrentamento de furtos e roubos a caixas eletrônicos, especialmente com a utilização de explosivos.

“São ocorrências que chamaram grande atenção devido ao forte armamento utilizado nas ações e significativa quantidade de disparos efetuados. Todos os indícios das investigações apontam que os quatro suspeitos detidos e o quinto que morreu durante confronto, integram essa organização criminosa voltada especificamente para prática desse tipo de crime, com a utilização de explosivo e armamentos de grosso calibre”, disse a delegada.

Segundo a delegada, há outras pessoas envolvidas nos crimes e as investigações continuarão para identificar e prender outros integrantes do grupo criminoso.

 

Otavio Ventureli(com ascom)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana