Momento +

Ministério da Saúde confirma primeiro caso de coronavírus no Brasil

Publicado


O Ministério da Saúde confirmou, hoje (26), o primeiro caso de um brasileiro infectado pelo vírus causador do novo coronavírus (Covid-19).

Trata-se de um homem de 61 anos, morador da cidade de São Paulo, que esteve na região da Lombardia, no norte da Itália, entre os dias 9 e 21 de fevereiro. Ao retornar da viagem, na última sexta-feira (21), o paciente apresentou os sinais e sintomas compatíveis com a doença (febre, tosse seca, dor de garganta e coriza).

Atendido no Hospital Israelita Albert Einstein na segunda-feira (24), o homem foi submetido a exames clínicos que apontaram a suspeita de infecção pelo vírus. Com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova. “Agora é que vamos ver como este vírus vai se comportar em um país tropical, durante o verão”, disse hoje o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

“Agora é que vamos ver como este vírus vai se comportar em uma situação de um país tropical, em pleno verão. Como vai ser o padrão de comportamento deste vírus, que é novo e tanto pode manter o mesmo padrão de comportamento de transmissão que apresentou no hemisfério Norte, onde, nesta época, está fazendo frio”, disse hoje o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Na última sexta-feira, as autoridades italianas notificaram nove óbitos, o que levou o governo brasileiro a incluir a Itália entre os países onde a doença está se espalhando e há risco de infecção.

Acompanhe a coletiva ao vivo:

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
publicidade

Momento +

Três encapuzados invadem residencia e matam homem a tiros no fim da noite desta terça-feira(31) em Diamantino MT

Publicado

Aguinaldo Rodrigues, 27, foi morto a tiros no bairro Bom Jesus, em Diamantino MT, no final da noite desta terça-feira (31), por 3 homens armados que invadiram a sua casa. Eles estavam encapuzados e fugiram após o crime. A motivação ainda é desconhecida.

De acordo com as informações, por volta das 23h50, Polícia Militar foi acionada via 190 para uma ocorrência de homicídio. Chegando no local, encontraram várias pessoas aglomeradas na porta da casa da vítima.

A esposa do homem contou que eles estavam na residência quando o local foi invadido por 3 homens armados, todos encapuzados. Eles quebraram a porta da frente e tiveram acesso ao interior da casa. Lá dentro, foram até o quarto, acharam Aguinaldo e deram vários tiros nele.

Após o crime, eles fugiram em alta velocidade em um veículo que ficou parado na porta da residência dando apoio. Um quarto suspeito estava dentro do carro.

Uma testemunha informou que ao perceber a ação, se escondeu e viu que apenas um dos homens estava armado. Cápsulas de munição 9 mm foram encontradas no local do crime.

Em rondas, policiais não encontraram nenhum suspeito. O caso foi registrado e está sendo investigado pela Polícia Civil.

 

Otavio Ventureli(com Assessoria)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento +

Aulas das redes estadual e municipal de ensino, particulares e Universidades continuarão suspensas até 30 de abril

Publicado

O Governo de Mato Grosso mantém a suspensão das aulas na rede estadual e municipal até o dia 30 de abril. A medida vale para escolas públicas e particulares, além de universidades.

A decisão do governador Mauro Mendes (DEM), segundo a Secretaria-adjunta de Comunicação, foi publicada em edição extra do Diário Oficial ainda nesta terça-feira (31).

As aulas já estavam suspensas até o dia 5 de abril por força de decreto editado anteriormente.

“Manter as aulas, nesse momento, aumentaria a possibilidade de transmissão entre as crianças, que poderiam levar o vírus para dentro de casa e causar complicações para as pessoas que estão nos grupos de risco”, pontuou o governador.

Mendes ressaltou que, assim como as demais medidas que o governo vem adotando, a manutenção da suspensão das aulas segue as orientações do Ministério da Saúde.

Para não haver prejuízo de ensino, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) “deverão analisar a possibilidade técnica, operacional e orçamentária de retomada das aulas por meio de ferramenta que viabilize o ensino à distância, ficando autorizada a adoção de medidas necessárias para este fim”.

Todos os eventos, cursos e formações, que contariam com aglomeração de pessoas e que estavam ocorrendo na rede estadual, também continuam cancelados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana