Momento Agro

Aprosoja-MT repudia ação de vândalos na sede da Aprosoja Brasil

Publicados

em

 

Fortalecimento Institucional

Aprosoja-MT repudia ação de vândalos na sede da Aprosoja Brasil

A diretoria da entidade aguarda as investigações e as devidas providências das autoridades na identificação dos manifestantes

14/10/2021

Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) lamenta e repudia a ação de vândalos que picharam e depredaram a sede da Aprosoja Brasil, em Brasília, na manhã desta quinta-feira (14.10). A diretoria da entidade aguarda as investigações e as devidas providências das autoridades na identificação dos manifestantes.

“Lamentavelmente recebemos a notícia das imagens da depredação da Aprosoja Brasil, no qual a Aprosoja-MT também integra a diretoria. A soja tem uma importância muito grande para nosso país, pois é a principal fonte de proteínas para aves, suínos e bovinos, ou seja, ela alimenta muitas pessoas. Isso que ocorreu não deve se repetir porque se tivesse pessoas lá dentro a vida deles estaria em risco, sem contar que houve uma depredação e invasão ao patrimônio. Nós esperamos que as autoridades tomem providências e identifiquem esses vândalos e que eles sejam punidos no rigor da lei. É preciso que se faça justiça para que fatos como este não voltem a se repetir, e que as entidades do nosso país não sejam ameaças”, declarou o vice-presidente da Aprosoja-MT, Lucas Costa Beber.

Leia Também:  ARROZ/CEPEA: Com clima favorável, semeadura avança para a reta final
Fonte: Ascom

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

 

Fonte: APROSOJA

 

Momento Agro

ARROZ/CEPEA: Com clima favorável, semeadura avança para a reta final

Publicados

em


Cepea, 1º/12/2021 – O cultivo da temporada 2021/22 de arroz em casca está na reta final no Rio Grande do Sul, maior estado produtor. Com o avanço do desenvolvimento das lavouras, colaboradores do Cepea reportaram que orizicultores mostram interesse em depositar o arroz em casca nas unidades de beneficiamento, com intuito de liberar os armazéns para a chegada da nova safra. Indústrias, no entanto, indicam que já têm boa parte do espaço físico comprometida e não há excedente disponível. No spot, a demanda interna não tem apresentado sinais de recuperação consistentes, e boa parte das unidades de beneficiamento relata baixa necessidade de aquisição neste momento. Em meio a esse cenário, os preços seguem enfraquecidos. Nessa terça-feira, 30, o Indicador ESALQ/SENAR-RS do arroz, referente ao cereal de 58% grãos inteiros e pagamento à vista, fechou a R$ 62,95 por saca de 50 kg, com queda de 7,83% no acumulado de novembro. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Leia Também:  ARROZ/CEPEA: Com clima favorável, semeadura avança para a reta final
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA