Momento Agro

CITROS/CEPEA: Menor ritmo de colheita e baixa oferta de laranjas com qualidade sustentam cotações

Publicados

em


Cepea, 20/11/2020 – No mercado paulista de laranja in natura, as vendas estão bastante calmas nesta semana, tanto devido às chuvas e temperaturas mais baixas quanto ao feriado em algumas cidades nesta sexta-feira, 20 (Dia da Consciência Negra). Entretanto, segundo colaboradores do Cepea, embora a procura tenha se enfraquecido, a colheita limitada pelas chuvas e a baixa oferta de frutas com qualidade evitaram quedas nos preços. Na parcial desta semana (segunda a quinta-feira), o preço da laranja pera teve média de R$ 43,81/caixa de 40,8 kg, na árvore, alta de 0,9% em relação ao da semana passada. As variedades tardias também estão com valores firmes, devido à menor disponibilidade nesta safra. A folha murcha, recentemente comercializada em maior intensidade, registrou média de R$ 35,24/cx de 40,8 kg, na árvore, variação positiva de 3,5% frente ao período passado. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

 

Fonte: CEPEA

Leia Também:  ALFACE/CEPEA: Apesar da demanda enfraquecida, chuva reduz oferta e eleva cotações
Propaganda

Momento Agro

SUÍNOS/CEPEA: Exportações seguem aumentando, mas preços recuam no Brasil

Publicados

em


Cepea, 3/12/2020 – Enquanto no mercado nacional as vendas de carne suína estão lentas, o que tem resultado em quedas nos valores do setor, as exportações da proteína in natura seguem em ritmo intenso. Conforme relatório da Secex, em novembro, foram embarcadas 76,2 mil toneladas de carne suína in natura, leve recuo de 1,6% frente a outubro, mas 32,4% acima do volume de novembro de 2019. No Brasil, a menor demanda interna por carne suína, devido ao alto patamar dos preços, tem limitado a liquidez e pressionado os valores. Agentes do setor consultados pelo Cepea relatam que, diante da menor procura por parte do atacado, frigoríficos reduziram o ritmo de compra de novos lotes de animais para abate. Suinocultores, por sua vez, temendo quedas mais intensas nos preços nas próximas semanas, têm elevado a oferta de animais. No mercado da carne, as cotações da carcaça e dos principais cortes suínos têm registrado quedas menos intensas. Frigoríficos, principalmente aqueles voltados para a comercialização ao mercado doméstico, vinham trabalhando com margens estreitas, devido ao preço elevado do animal e, agora, evitam realizar reajustes negativos tão intensos nos valores de venda da proteína. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Leia Também:  BOI/CEPEA: Valor da arroba segue enfraquecido neste início de mês
Fonte: CEPEA

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA