Momento Agro

Nascentes em propriedades rurais na região Norte estão 99% preservadas

Publicados

em


Sustentabilidade

Nascentes em propriedades rurais na região Norte estão 99% preservadas

‘Os resultados do estudo mostram que o produtor rural planta e preserva o meio ambiente’, afirmou presidente da Aprosoja, Fernando Cadore

11/06/2021

Mapear e preservar as nascentes são algumas das finalidades do projeto Guardião das Águas, da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja). De acordo com o estudo, as fontes encontradas nas propriedades rurais na região Norte, em áreas agricultáveis nos municípios de Cláudia, Santa Rita do Trivelato, Nova Mutum, Nova Ubiratan, Porto dos Gaúchos e Tabaporã estão 99% conservadas.

As demais cidades mapeadas, Santa Carmem, Sinop, Sorriso, Ipiranga do Norte, Vera, Feliz Natal, Lucas do Rio Verde e Tapurah preservam entre 95% e 98%. Todas as nascentes foram encontradas em área de plantio, em bom e ótimo estado de conservação. Criado há três anos, o estudo identificou 63.859 fontes em 34 municípios do Estado.

De acordo com o presidente da Aprosoja, Fernando Cadore, os resultados do estudo, por meio do projeto Guardião das Águas, mostram que é possível plantar e preservar o meio ambiente. “Em todas as regiões do Estado, onde temos áreas agricultáveis os produtores estão preocupados em preservar o meio ambiente. Prova disso é o resultado desse mapeamento que aponta 95% das nascentes em propriedades rurais estão em ótimo estado de conservação, e algumas delas intactas”, declarou Cadore.

Leia Também:  TRIGO/CEPEA: Alto preço do trigo estimula aumento na área

Para o produtor rural Carlos Sfreddo, o projeto Guardião das Águas é um aliado importante. “O Brasil detém mais de 12% de toda água doce do planeta. Uma riqueza que Deus nos deu. Nosso estado tem mais de 95% de nascentes preservadas, e o projeto em parceria com os produtores rurais vem orientando para que cada um possa conservar cada vez mais as nascentes dentro de suas propriedades. E com isso produzir mais alimento para o mundo com sustentabilidade e respeito ao meio ambiente”, frisou Sfreddo.

Ivan Marx Hoffmann, produtor do município de Cláudia, onde 99% das nascentes estão preservadas, conta que tem rios e nascentes preservadas nas propriedades da família. “Precisamos cuidar das nossas nascentes e preservar o meio ambiente, pois é dele que tiramos o nosso sustento e o do planeta”, acentuou.

Marlene Lima, gerente de Sustentabilidade da Aprosoja e responsável pelo projeto, afirma que, “esse mapeamento realizado pelo Guardião das Águas mostra números reais de práticas de preservação e conservação das nascentes em áreas agricultáveis, pelos produtores rurais”.

Leia Também:  SUÍNOS/CEPEA: Vendas se aquecem, e alta de preço supera os 20% em algumas praças

Guardião das Águas – Ainda para 2021, serão levantados os dados das nascentes nos municípios de Nova Maringá, Água Boa, Santo Antônio do Leste, Alto Garças, São José do Rio Claro, Itanhangá, Ribeirão Cascalheira, São José do Xingú, Marcelândia, Alta Floresta, Comodoro e Alto Taquari.

Fonte: Rosangela Milles

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Propaganda

Momento Agro

O Boletim do Leite de junho está disponível no site!

Publicados

em


Cepea, 17/06/2021 – Nesta edição, confira:

Baixa oferta e custos em alta elevam as cotações ao produtor 
A oferta de leite segue limitada no campo, devido à seca em importantes bacias leiteiras e ao aumento expressivo dos custos de produção. Como consequência do menor volume disponível, indústrias seguiram competindo pela compra de matéria-prima em maio – o que deve elevar, pelo terceiro mês consecutivo, o valor no campo a ser recebido pelo produtor em junho. E pesquisas em andamento realizadas pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, indicam que a elevação no preço do leite pago em junho pode ser de pouco mais de 5% sobre o de maio, que foi de R$ 2,0364/litro (“Média Brasil”). Leia mais.

Cotações dos derivados seguem em alta  
Pesquisas do Cepea realizadas com o apoio financeiro da OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) mostram que os preços dos derivados lácteos se mantiveram em alta de abril para maio. Os leites UHT e em pó (400g) se valorizaram 5,2% e 0,6%, respectivamente, com as médias indo para R$ 3,26/litro e R$ 23,95/kg, em maio. Mesmo com a elevação nos preços dos produtos, a demanda se manteve relativamente estável. Já as negociações envolvendo o queijo muçarela continuaram firmes, devido ao baixo estoque, com a média de maio a R$ 24,36/kg, avanço de 11,6% em relação ao mês anterior. Leia mais.

Leia Também:  AÇÚCAR/CEPEA: Indicador do cristal atinge recorde nominal

Com baixa oferta interna, importações crescem em maio
Mesmo com os elevados patamares de preços no mercado externo, as importações de lácteos cresceram 14,5% em maio frente ao mês anterior, somando 8,4 mil toneladas. Esse cenário é resultado da baixa disponibilidade de matéria-prima no mercado brasileiro, intensificada pelo período de entressafra da produção leiteira no Sudeste e Centro-Oeste. Além disso, a desvalorização de 5% do dólar frente ao Real em maio também favoreceu as compras externas de lácteos. Leia mais.

Custos sobem 11% em 2021 e pressionam ainda mais as margens da atividade
Os Custos Operacionais Efetivos (COE) da pecuária leiteira subiram 2,71% em maio na “média Brasil” (BA, GO, MG, PR, RS, SC e SP), acumulando avanço expressivo de 10,94% em 2021. Dentre os estados pesquisados, Minas Gerais foi o que registrou o maior aumento no COE em maio, de 3,8%, seguido pelo Paraná (2,15%) e São Paulo (1,73%). Apesar dos recentes aumentos nos preços do leite, o contínuo avanço nos custos de produção neste ano exige muita atenção de produtores. Ressalta-se que muitos já estão com as margens apertadas, e os pecuaristas que não controlarem os números de sua atividade estão ainda mais vulneráveis. Leia mais.

Leia Também:  SUÍNOS/CEPEA: Vendas se aquecem, e alta de preço supera os 20% em algumas praças
Fonte: CEPEA

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA