Momento Agro

O Boletim do Suínos de agosto está disponível em nosso site!

Publicados

em


.

Cepea, 09/09/2020 – Nesta edição, confira: 

 

Mercado em julho
Os preços do suíno vivo seguiram em forte ritmo de alta em agosto, impulsionados pelas vendas mais aquecidas da carne – que elevam a demanda de frigoríficos por novos lotes – e pela oferta enxuta de animais. Leia mais.

 

Preços e exportações
Apesar da leve queda frente a julho, os embarques da carne suína brasileira seguiram aquecidos em agosto. As exportações têm sido um dos principais fatores para as altas nos preços domésticos, tanto do suíno vivo quanto da carne, uma vez que a indústria segue demandando animais para abate e ajustando os preços de carcaças e cortes para garantir margens positivas. Leia mais. 

 

Relação de troca e insumos
Mesmo diante da forte alta dos valores dos principais insumos utilizados na alimentação da suinocultura, milho e farelo de soja, os preços recordes do animal vivo elevaram o poder de compra dos produtores em agosto, que, inclusive, supera o verificado no mesmo mês de 2019. Leia mais.

Leia Também:  OVOS/CEPEA: Com oferta acima da demanda, preços recuam

 

Carnes concorrentes
Os preços do suíno vivo seguiram em alta no mercado interno em agosto, renovando os recordes reais em algumas praças e as máximas nominais em outras. Com isso, frigoríficos nacionais têm repassado as valorizações do animal para a carcaça e os cortes, na tentativa de garantir margem positiva. Leia mais.

Fonte: CEPEA

Propaganda

Momento Agro

SOJA/CEPEA: Indicador em Paranaguá se aproxima de recorde real

Publicados

em


.

Cepea, 28/09/2020 – Os baixos estoques no Brasil e o dólar valorizado mantêm firmes os preços domésticos da soja em grão. Diante disso, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, base porto de Paranaguá (PR), registra avanço de 6,4% na parcial de setembro (até o dia 25), tendo atingido R$ 150,86/sc no dia 24, o maior patamar nominal da série do Cepea (iniciada em março de 2006) e apenas um pouco abaixo do recorde real, de R$ 153,40, registrado no dia 31 de agosto de 2012 (valores diários foram deflacionados pelo IGP-DI de agosto/20). Já na sexta-feira, 25, o Indicador cedeu 2,8% frente ao dia anterior, fechando a R$ 146,63/sc. A valorização da soja segue desafiando as indústrias brasileiras, mas muitas indicam estar conseguindo repassar as altas do grão aos derivados, diante da firme procura por farelo e óleo de soja. Levantamento do Cepea mostra que o óleo, inclusive, é negociado acima de R$ 6,8 mil por tonelada, recorde nominal da série do Cepea e o maior patamar real desde março de 2008. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Leia Também:  SOJA/CEPEA: Indicador em Paranaguá se aproxima de recorde real
Fonte: CEPEA

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA