Momento Agro

Vazio sanitário começa nesta terça-feira (15) em Mato Grosso

Publicados

em


Defesa Agrícola

Vazio sanitário começa nesta terça-feira (15) em Mato Grosso

Durante esse período os produtores não podem cultivar a soja

14/06/2021

O vazio sanitário da soja, safra 2021/2022, começa nesta terça-feira (15.06) e segue até o dia 15 de setembro, em Mato Grosso. Neste período fica proibida a presença de plantas vivas de soja e também o cultivo da cultura no Estado. A medida é uma estratégia de manejo de pragas e doenças, especialmente para o controle da ferrugem asiática da soja.   

“Este período é importante para o nosso setor, uma vez que 90 dias são suficientes para evitar a contaminação e proteger as nossas lavouras da ferrugem asiática, doença que tem um alto índice de devastação”, explica Fernando Cadore, presidente da Aprosoja MT.

Os produtores que desrespeitarem o período podem ser autuados e/ou multados. A multa para quem descumprir a medida é de 30 UPFs (Unidade Padrão Fiscal) mais 2 UPFs por hectare de planta não eliminada.

A equipe de Defesa Agrícola produziu um informe técnico (clique aqui) baseado na portaria Nº 306 de 2021, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), a qual institui o Programa Nacional de Controle da Ferrugem Asiática da Soja Phakopsora pachyrhizi (PNCFS).

Leia Também:  Será realizado o primeiro Simpósio Técnico Aprosoja com o tema: “Fitossanidade, desafios das culturas de soja e milho em Mato Grosso.

Fonte: Marcella Lírio

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Propaganda

Momento Agro

FRANGO/CEPEA: Preço do vivo atinge recorde nominal da série do Cepea

Publicados

em


Cepea, 30/07/2021 – Com a boa liquidez no mercado da carne de frango, devido à forte demanda interna pela proteína mais em conta, o setor tem elevado as cotações do animal vivo. Segundo pesquisadores do Cepea, as altas ocorrem para acompanhar o custo de produção elevado, que, além dos insumos nutricionais, também lida com os impactos da crise hídrica e o aumento da energia elétrica. De acordo com dados do Cepea, na média das regiões do estado de São Paulo, o frango vivo foi comercializado a R$ 5,74/kg na parcial de julho, valor recorde nominal da série histórica do Cepea, iniciada em 2004, com alta de 5,9% em relação a junho. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Leia Também:  ARROZ/CEPEA: Liquidez melhora, e Indicador segue em alta
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA