Momento Cidades

Assistência Social inova para manter os atendimentos em período de pandemia

Publicados

em


.

Por conta do novo coronavírus, o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Feliz Natal, através da sua equipe técnica, buscou inovar e adaptar-se ao cenário, essas ações foram importantes para que suas atividades não fossem interrompidas. Para tornar possível os atendimentos, e ao mesmo tempo preservar a saúde da população, foi criada uma plataforma de serviços a distância.

Mesmo diante das medidas preventivas impostas pelos órgãos de saúde, a equipe consegue atender aos seus usuários, utilizando-se das redes sociais e telefone. De acordo com a secretária de Assistência Social e primeira-dama, Patrícia Pavei, toda essa situação gerou um esforço extra dos servidores, contudo, há um esforço de todos para que os serviços públicos cheguem até os usuários.

O uso da tecnologia tornou-se fundamental para auxiliar nessa mudança da rotina de atendimento da Assistência Social, através dos serviços ofertados. Exemplo desta adaptação é o trabalho realizado com as crianças, jovens e famílias atendidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV). Com as ferramentas virtuais foi possível, com uso da tecnologia sanar dúvidas e disponibilizar atividades online para as famílias atendidas.

A equipe do CRAS criou metodologias próprias de trabalho, para que, apesar das limitações, manter seus atendidos e trabalhos. Para mais informações é possível manter contato através do Facebook, no endereço Cras / Feliz Natal – MT . Também é possível através dos telefones (66) 996776687, por meio de WhatsApp.

Fonte: AMM

Leia Também:  Criança Feliz: parlamentares e representantes da CNM ressaltam importância do programa
Propaganda

Momento Cidades

Prefeitos serão orientados por videoconferência sobre as Condutas Vedadas em Ano Eleitoral

Publicados

em


.

A Associação Mato-grossense dos Municípios-AMM, promove nesta quinta-feira, dia 24 de setembro, uma videoconferência com todos os prefeitos e prefeitas para tratar sobre as  vedações e restrições impostas aos agentes públicos, diante da Lei de Responsabilidade Fiscal e Lei Eleitoral. Além dos gestores municipais, devem participar também os presidentes das Câmaras  e os assessores jurídicos das prefeituras.

O encontro remoto contará com as presenças do Procurador-Geral de Contas do Ministério Público de Contas de Mato Grosso, Alisson Alencar; do Professor Nilson Gomes Bezerra, Diretor do Instituto Fernandinho e ex-Diretor do TRE, como também do Juiz e Membro do TRE-no biênio 2012-2014, o professor José Luiz Blaszak.

O presidente da AMM, Neurilan Fraga que conduzirá a videoconferência das 14h às 17h, ressalta a importância do evento para os gestores municipais que serão orientados sobre os procedimentos a serem adotados para cumprir as exigências legais. Ele frisa que será uma grande oportunidade para esclarecer as dúvidas sobre as vedações, de acordo com a Legislação Eleitoral.

Na sua avaliação, os prefeitos precisam muito das  orientações  quanto aos cuidados no fechamento da  gestão, a fim de evitar apontamentos futuros junto aos órgãos de controle. “Considerando a iminência do final de mandato, os gestores vão saber mais sobre as regras vigentes, seguindo os preceitos da Lei de Responsabilidade Fiscal e da Lei Eleitoral. Ao final da reunião, cada prefeito terá um tempo para expor o seu ponto de vista e sanar as eventuais dúvidas”, assegurou.

Conforme a programação, após a abertura, o Procurador-Geral de Contas do Ministério Público de Contas de Mato Grosso, Alisson Alencar vai falar sobre as contas públicas em período eleitoral.

Em seguida, o diretor do Instituto Fernandinho, o professor e ex-diretor do Tribunal Regional Eleitoral-TRE, Nilson Fernando Gomes Bezerra abordará as condutas vedadas no último ano de mandato, segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal-LRF.

Por último, o Juiz e membro do TRE no Biênio 2012/2014, e também membro do Colégio Permanente de Juristas da Justiça Eleitoral, o professor  José Luís Blaszak vai falar sobre as condutas vedadas aos agentes públicos em período eleitoral.

 

Leia Também:  Mato Grosso registra 113.186 casos e 3.279 óbitos por Covid-19

 

 

Fonte: AMM

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA