Momento Cidades

Dinheiro da Lei Aldir Blanc pode ser requerido pela Plataforma +Brasil até dia 17

Publicados

em


Os Municípios que ainda não manifestaram interesse em receber os recursos financeiros da Lei Aldir Blanc têm até o próximo dia 17 de outubro para solicitar a verba por meio da Plataforma +Brasil. Ao requerer o dinheiro, os gestores devem indicar uma agência de relacionamento do Banco do Brasil, além de enviar um plano de ação.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) recomenda que os Municípios apresentem o quanto antes as informações solicitadas, pois somente os Entes locais que fizerem esses procedimentos receberão os recursos. Confira se seu Município ainda não concluiu os procedimentos necessários, acessando os dados divulgados até esta terça-feira, 13 de outubro.

O Anexo III do Decreto 10.464/2020 estabeleceu, oficialmente, os valores que serão repassados. Confira quanto está disponibilizado para o seu Município.

Sobre o plano de ação, o documento é uma previsão do que pode ser realizado, mas esse não engessa a aplicação dos recursos. O Município poderá remanejar a verba durante a execução entre iniciativas previstas nos incisos II e III do artigo 2º da Lei 14.017/2020, de acordo com a demanda local, desde que informe esse remanejamento no relatório de gestão final.

A CNM disponibiliza a nota técnica A Lei Aldir Blanc pós-regulamentação federal: orientações aos gestores municipais de cultura, que na resposta da sua quarta pergunta – a partir da página 8 – contém tutoriais para auxiliar os gestores municipais nessa etapa, além de Roda de Conhecimento que demonstra, detalhadamente, o que os Municípios devem fazer para receber os recursos por meio da Plataforma +Brasil.

Fonte: AMM

Leia Também:  AMM acompanha a situação das queimadas nos municípios de Mato Grosso
Propaganda

Momento Cidades

Mato Grosso registra 135.950 casos confirmados e 3717 óbitos por Covid 19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (18.10), 135.950 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.717 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. Foram notificadas 166 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 135.950  casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 14.810 estão em isolamento domiciliar e 116.824 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 191 internações em UTIs públicas e 196 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 47,75% para UTIs adulto e em 22% para enfermarias adulto. Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (26.691), Rondonópolis (9.876), Várzea Grande (9.680), Sinop (6.441), Sorriso (6.068), Lucas do Rio Verde (5.812), Tangará da Serra (5.470), Primavera do Leste (4.650), Cáceres (3.381) e Campo Novo do Parecis (2.844).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.  O documento ainda aponta que um total de 109.863 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 93 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último sábado (17), o Governo Federal confirmou o total de 5.224.362 casos da Covid-19 no Brasil e 153.675 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 153.214 óbitos e 5.200.300 confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de domingo (18).

Leia Também:  Lives com orientações para as eleições 2020 começam na segunda-feira

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O mundo alcançou a marca de 40 milhões de casos confirmados do novo coronavírus, apontou o monitoramento da universidade norte-americana Johns Hopkins nesta segunda-feira (19). O número de mortos pela Covid-19 desde o início da pandemia em todo o planeta passa de 1,1 milhão.

Segundo o levantamento, o país com o maior número absoluto de casos continua sendo os Estados Unidos, com mais de 8,1 milhões. Em seguida, vem a Índia, com mais de 7,5 milhões. O Brasil aparece em terceiro lugar, com mais de 5,4 milhões de registros do novo coronavírus desde o início da pandemia. Os três países concentram mais da metade dos casos no mundo.

Leia Também:  Publicado regulamento para o financiamento de compra de terras para agricultores familiares

A primeira notificação oficial do vírus causador da Covid-19 ocorreu em 31 de dezembro em Wuhan, na China. De lá para cá, a proliferação da doença aumentou, em ondas de maior ou menor aceleração. Nos últimos 33 dias, foram mais de 10 milhões de novos casos da Covid-19.

No domingo (18), a Europa chegou a mais de 250 mil mortes por complicações do novo coronavírus, um quinto de todas as mortes por Covid-19 no mundo, desde o início da pandemia. O continente registra também mais de 7,3 milhões de casos da doença. A Itália vem batendo, nos últimos quatro dias, seu recorde diário de novos casos de Covid-19. Entre sábado e domingo, o país registrou 11.705 casos de coronavírus, a maior contagem diária desde o início do surto no país. 

Houve também aumento no número de mortes – foram 69, contra 47 anunciadas no sábado; 55 na sexta; e 83 na quinta. O número é bem menor que os registrados no auge da pandemia na Itália (entre março e abril), quando um pico diário de mais de 900 mortes foi alcançado. A Itália foi o primeiro país da Europa a ser atingido pela Covid-19 e tem o segundo maior número de mortos no continente, atrás apenas do Reino Unido.(G1)

Fonte: AMM

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA