Momento Cidades

Distrito Industrial de VG vai passar por uma grande reestruturação, iniciando pela arborização das vias

Publicados

em

 

O Distrito Industrial de Várzea Grande, no bairro Novo Mundo, vai passar por reestruturação, com projetos que vão implementar desde a ampliação e recuperação da malha asfáltica, a revitalização do canteiro central, até a atração de novas empresas à região. O prefeito Kalil Baracat confirmou que as melhorias vão acontecer e que todo o planejamento dessas ações, bem como os investimentos necessários, estão sendo mensurado pelos técnicos do Município. “Hoje estamos dando um primeiro passo, que é a arborização da via principal, graças à parceria entre o poder público e os empresários aqui do Distrito. Tenho compromisso de campanha assumido com a região e sei que juntos poderemos fazer muito. O sucesso de uma cidade é sucesso de todos e minha gestão será marcada pela participação da classe empresarial e da população”.

Kalil reforçou que mesmo focado na solução para o abastecimento de água, até por conta do período pandêmico, mais de R$ 100 milhões foram aplicados em obras de infraestrutura viária, por meio da pavimentação e revitalização de vias da cidade.

Na manhã de quinta-feira (2), o prefeito participou de mais uma etapa do projeto Reverdejando, que tem como meta realizar o plantio de diversas mudas de árvores nativas e frutíferas, para arborizar a cidade e proporcionar maior qualidade de vida e conforto térmico à população. Numa das laterais da via, o prefeito plantou uma muda de ipê e contou com a ajuda de estudantes de duas escolas municipais da região.

Nessa primeira etapa de arborização do Distrito Industrial serão plantadas mil mudas, inclusive no entorno, chegando a bairros vizinhos. O secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, Célio Santos, explica que essa ação está sendo realizada em parceria com a Associação dos Empresários e Comerciantes do Distrito Industrial, que doaram as mudas. “A equipe técnica da secretaria vai realizar o plantio e prestar toda orientação em relação à manutenção e necessidades das árvores, o pós-plantio”. Ainda como destacou, a parceria está acontecendo no melhor momento do ano, quando as chuvas retomam ao Estado e dão todo suporte hídrico que as plantas necessitam nessa etapa de desenvolvimento. “Época mais apropriada que existe”.

Leia Também:  Confira as oportunidades de trabalho ofertadas pelo Sine nesta segunda-feira (17)

O presidente da Associação dos Empresários e Comerciantes do Distrito Industrial, Nivaldo Caldas, explicou que o projeto veio ao encontro de uma demanda que os empresários da região tinham há algum tempo. “Temos certeza que os cultivos que vamos realizar aqui vão contribuir para o micro clima local e somar à meta de arborizar ao máximo a nossa cidade. Pouco a pouco vamos criando o hábito de consciência ambiental e despertando as pessoas”. Atualmente, cerca de 50 empresas estão instaladas no Distrito Industrial de Várzea Grande.

PROJETO REVERDEJANDO – Criado na gestão do prefeito Kalil Baracat, o projeto Reverdejando, da secretaria municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, tem como objetivo arborizar a cidade e fazer com que Várzea Grande seja reconhecida como uma cidade verde. “Para isso estamos incentivando o plantio de árvores e conquistando a cada dia a participação da população”, frisa o secretário Célio.

O projeto nasceu com a meta de plantar, em 2021, mil mudas de árvores nativas e frutíferas. “Estamos a 30 dias do final do ano e já superamos, e muito, essa meta: já distribuímos e cultivamos 5 mil mudas e acredito que até o final do ano contabilizaremos mais 2 mil”, comemora. Para 2022, por exemplo, a nova meta está estabelecida: 10 mil mudas distribuídas e plantadas pela cidade. “Estamos transformando Várzea Grande numa cidade mais verde. Os resultados do Reverdejando estão sendo vistos e mobilizam parcerias que só ampliam seu alcance pela cidade. Vamos desenvolver mais e mais parcerias e ampliar as ações no próximo ano”.

Leia Também:  Indea fiscaliza e notifica propriedade com foco em ferrugem asiática em lavoura

Caldas disse ainda que o Reverdejando possibilitou a realização de um sonho dos empresários mais antigos em ver a via principal arborizada.

A vereadora Rosy Prado, que também é empresária no Distrito Industrial, reforçou que o plantio da via principal é só o primeiro passo, pois a intenção é estender as ações para os bairros circunvizinhos. “Sombra e conforto térmico são diferenciais que melhoram a qualidade de vida de todos nós”.

Entre as mil mudas estão espécies nativas de Pata de Vaca, Ipês (todas as cores) e Pingo de Chuva.

O secretário destacou ainda que em locais com sombras de árvores, o micro clima chega a ser de 50% a 60% mais fresco quando comparado às regiões descampadas.

A atividade de plantio iniciada hoje, no Distrito Industrial, contou com a participação dos alunos das Escolas Municipais de Educação Básica (EMEB), ´Lenine de Campos e Póvoas’ e ‘Líbia da Costa Rondon’. Os estudantes das séries finais do Ensino Fundamental colocaram a mão na massa e tiveram uma aula de campo sobre educação ambiental, promovida pela gerência de Educação Ambiental da secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável.

Momento Cidades

Hazama assina ordens de serviços em pavimentação e abre ano com investimentos de R$ 12 milhões

Publicados

em


Várzea Grande abre 2022 no mesmo ritmo em que encerrou 2021: com investimentos em obras de infraestrutura em vários pontos da cidade. Nessa semana, o prefeito em Exercício, José Hazama, assinou quatro Ordens de Serviços para projetos de pavimentação. As obras serão iniciadas a partir da semana que vem, e somam aportes de cerca de R$ 12 milhões, cifras rateadas entre recursos próprios e via convênio junto à Caixa Econômica Federal que somaram R$ 90 milhões, sendo R$ 70 milhões em obras de pavimentação de novas ruas e avenidas e R$ 20 milhões para obras de abastecimento de água.

Até o final do ano, o prefeito em Exercício assinalou que a cidade contabilizará mais de R$ 100 milhões em investimentos na área de infraestrutura, especialmente pavimentação, distribuição de água e esgotamento sanitário.
Hazama assinou a Ordem de Serviço para as obras de pavimentação do Jardim Adália, no Grande Cristo Rei. Serão aproximadamente 3 quilômetros de asfalto novo, com galerias pluviais para escoamento das águas das chuvas, drenagem, meio-fio e calçadas. A comunidade existe há mais de 20 anos e abriga cerca de 80 famílias.

Também foram assinadas três Ordens de Serviço do complexo pavimentação (drenagem, galerias, meio-fio e pavimento novo), sendo uma no Jardim Paula III, uma no Jardim Paula II e mais uma na Cohab Canelas. Ao todo serão 9 quilômetros de asfalto novo, que vão atender uma importante região da cidade, já com uma área empresarial em pleno desenvolvimento.

A previsão é que essas três obras sejam concluídas até maio, podendo ser entregues à população durante as comemorações pelos 155 anos da cidade, festejado em 15 de maio. A obra no Jardim Adália é um projeto “mais pesado”, de maior infraestrutura, e por isso a previsão é de que seja finalizada neste primeiro semestre, além de mais oneroso por exigir muita drenagem por se tratar de área de várzea.

Leia Também:  Prefeitura de Cuiabá publica lista das solicitações de matrícula que serão atendidas na faixa etária de 0 a 3 anos e 11 meses

“Mais do que obras estruturantes, estamos trazendo para essas pessoas qualidade de vida, prestando um serviço de saúde pública e de utilidade pública. O asfalto permite a mobilidade, valoriza todo o entorno (edificado ou não) e aproxima a população da gestão municipal. Sabemos o quanto essa população, em especial aqui do Jardim Adália, lutou para que o asfalto se tornasse realidade”, destacou Hazama, ao assinar a Ordem de Serviço.

O secretário de Viação, Obras e Urbanismo, Luiz Celso de Moraes, destaca que a atual gestão está empenhada em garantir obras de infraestrutura em todas as regiões da cidade, levando acessibilidade e promovendo a valorização imobiliária dos locais beneficiados. “Temos um grande compromisso com a população e com a cidade de Várzea Grande e estaremos sempre fazendo mais e o melhor que pudermos. A ordem do prefeito é atender a todos os pedidos dentro da realidade financeira da cidade”.

O representante dos moradores do Jardim Adália, Assil da Silva, frisa que a pavimentação muda todo o cenário da localidade. “Melhora o bairro, melhora o comércio local e a vida de cada morador”.

Junto à população, Hazama reforçou o compromisso do poder público com cada várzea-grandense. “Vamos trabalhar em prol da nossa cidade e sua população. Tivemos, apesar de tudo, um 2021 de muito trabalho, investimentos e realizações. Vamos fazer de 2022, 2023 e 2024 anos de mais investimentos e de desenvolvimento para toda Várzea Grande”.

Em um rápido balanço das duas semanas que estará à frente do Executivo Municipal, Hazama destaca que essas quatro Ordens de Serviços representam investimentos diários médios – nesses 15 dias – de cerca de R$ 1,2 milhão. “Várzea Grande se consolidou por adquirir e manter um ritmo de investimentos altos. Que cidade do País pode fazer um balanço como esses de quase um milhão injetados ao dia, nesse começo de ano?”, pontua o prefeito em Exercício.

Leia Também:  Governo de MT dá posse aos gestores das Diretorias Regionais de Educação nesta terça-feira (18)

70 MILHÕES – Os R$ 12 milhões que estão sendo aplicados neste momento fazem parte de um convênio junto à Caixa Econômica Federal firmado ainda em 2021 entre a prefeitura e a instituição. Os recursos integram o Finisa, que é o Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento voltado ao Setor Público, destinado aos municípios, aos estados e ao Distrito Federal.

Por meio da linha de financiamento é possível que o ente público pleiteie recursos para apoiar financeiramente diversas ações orçamentárias em curso, como investimentos em infraestrutura, mobilidade, equipamentos, iluminação, construção de escolas, creches, hospitais, entre outros.

Várzea Grande vai aportar esses recursos em obras e projetos de pavimentação (asfalto novo) e de revitalização da malha. “Fechamos o ano de 2021 com o maior volume de recursos próprios já injetados pelo Município. O ‘pacote’ soma a aplicação de R$ 115 milhões apenas em obras de pavimentação asfáltica e outros R$ 100 milhões em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário, cifras oriundas principalmente da receita própria, emendas federais e estaduais e recursos de empréstimos”, sublinhou Hazama. Em 2021 foram totalizados 150 quilômetros de malha, sendo 75 quilômetros de asfalto novo e 75 quilômetros de recape e revitalização.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA