Momento Cidades

Estudo aponta que 87% dos Municípios conseguiram encerrar o ano letivo de 2020

Publicados

em


Consulta feita pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) apontou que 1.291 (87%) dos 1.482 Entes locais que participaram da pesquisa conseguiram concluir o ano letivo de 2020 apesar do longo período com escolas fechadas por causa da pandemia do novo coronavírus. Desse total, 1.167 cidades (79%) finalizaram o calendário escolar do ano passado até 31 de dezembro, enquanto 123 (8%) em janeiro.

Mesmo com as limitações impostas pela Covid-19, a exemplo da necessidade de adoção do ensino remoto em razão da suspensão das atividades presenciais, apenas 13% dos Municípios ainda estão com o ano letivo de 2020 para ser concluído a partir de fevereiro deste ano. Para o presidente da CNM, Glademir Aroldi, o resultado da pesquisa reforça a necessidade de reconhecer o grande esforço de prefeitos e gestores municipais de educação para não deixar os estudantes desassistidos durante a pandemia.

O levantamento também apontou que em alguns Municípios houve a tentativa de reabertura das escolas. Contudo, em 74% deles (1089), a adoção do ensino remoto foi a única alternativa possível para assegurar o direito à educação de forma segura para a comunidade escolar. Em 60% dos Municípios pesquisados, várias medidas foram adotadas para a retomada segura das aulas, a exemplo do cumprimento do protocolo de segurança sanitária e a aquisição de equipamentos de proteção individual (EPI) e de material de higiene.

O estudo traz ainda outras informações que foram comparadas a levantamentos anteriores sobre a oferta aos estudantes de atividades pedagógicas não presenciais. Acesse aqui a íntegra do levantamento. Apesar das ações para garantir o ano letivo e a expectativa com a chegada da vacina, a Confederação considera que o início dos mandatos será bastante desafiador, pois a educação – pauta que sempre foi prioritária – tem uma demanda reprimida que se acumula e precisa ser rapidamente atendida. Confira aqui a íntegra do levantamento.

Fonte: AMM

Leia Também:  Mercado diminui projeção para crescimento da economia em 2021
Propaganda

Momento Cidades

AMM suspende atendimento presencial como medida preventiva contra o avanço da Covid-19

Publicados

em


O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga adotou medidas de emergência de saúde pública, decorrente do avanço novo Coronavírus nos últimos dias. Através de portaria, suspendeu o expediente presencial na sede da AMM, a partir desta quinta-feira, 25 de fevereiro, até a próxima segunda-feira, 1º de março.

As portas da instituição estarão fechadas, evitando a circulação de pessoas e a propagação do vírus. As atividades presenciais retornam na terça-feira, dia 2 de março. Neste período, será realizada a sanitização de ambientes e dependências da instituição com a participação do Corpo de Bombeiros.

Conforme a portaria, ficou instituído o regime de teletrabalho. Os serviços prestados aos municípios continuam sendo executados pelos colaboradores  em home office. Todos ficarão de prontidão para atender demandas dos gestores municipais.

A suspensão das atividades presenciais, é uma forma de prevenção da saúde dos  colaboradores e de seus familiares, neste momento de grande preocupação. “Considerando que os cuidados devem ser redobrados para evitar a contaminação pela Covid-19. A responsabilidade também é nossa de implementar ações com o objetivo de zelar pela saúde dos funcionários e prestadores de serviços”, argumentou o presidente da AMM.

Fonte: AMM

Leia Também:  Prestação de contas do PNAE deve ser enviada até 19 de março
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA