Momento Cidades

Grupo de 45 a 49 anos com comorbidades começa a ser vacinado a partir desta quinta-feira (13)

Publicados

em


Luiz Alves

Clique para ampliar

Pessoas de 45 a 49 anos com comorbidades que já estão cadastradas no site começarão a ser vacinadas a partir desta quinta-feira (13), em Cuiabá. Assim como fez com o grupo de 50 a 54 anos, a Secretaria Municipal de Saúde – SMS decidiu antecipar este grupo prioritário devido ao baixo número de cadastramentos de pessoas com comorbidades no sistema.

“Acreditamos que o baixo número de cadastramentos no site esteja ocorrendo porque as pessoas estão tentando conseguir o laudo médico comprovando a comorbidade antes de se cadastrarem. Para agilizarmos a vacinação, decidimos começar a partir desta quinta a vacinar o grupo de 45 a 49 anos já cadastrados”, comentou a coordenadora da campanha de vacinação, Valéria de Oliveira.

Outro motivo desta antecipação é a vacina da Pfizer, que tem características peculiares e precisa ser aplicada de maneira mais célere. “As doses estão guardadas a -20 graus e ela pode ficar até 14 dias nessa temperatura. Após sair deste freezer ela pode ficar guardada entre 2 e 8 graus durante cinco dias. Estamos buscando diariamente apenas as doses para aplicação para cada dia, para evitar desperdício de vacinas. Precisamos usar cada remessa da Pfizer em até 14 dias, por isso foi preciso ampliar o grupo prioritário neste momento”, explicou a coordenadora.

Leia Também:  ex-Senador Cidinho, nega, mas ele consultou o ex-Ministro Blairo Maggi se poderia ou nao se filiar ao PSL para somar com Mauro Mendes

A partir desta quinta-feira (13) serão vacinados:

– Pessoas com Síndrome de Down, a partir de 18 anos;

– Gestantes e puérperas com comorbidades, a partir de 18 anos;

– Pessoas com comorbidades de 45 a 59 anos;

– Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 45 a 59 anos.

ATENÇÃO: As pessoas que se cadastraram no site e que fazem parte dos grupos contemplados (45 a 59 com comorbidades, gestantes e puérperas a partir de 18 anos com comorbidades, Síndrome de Down a partir de 18 anos e pessoas com deficiências permanentes a partir de 45 anos) devem entrar no site da vacinação no período noturno e consultar o cadastro para verificar se a agenda está disponível. No dia da vacinação a pessoa deve levar o QR Code do agendamento impresso, juntamente com o laudo impresso OU a declaração de comorbidades assinada e carimbada pelo médico, pois estes documentos serão retidos no registro. Também é necessário levar um documento com foto e o comprovante de endereço de Cuiabá.

Leia Também:  Bolsonaro recebe Kalil e Jayme Campos e determina que Várzea Grande também receba vacinas extras

PRÉ CADASTRO PARA NOVO GRUPO

O cadastro para o grupo de 40 a 44 anos com comorbidades será aberto na noite desta quarta-feira (12) no site vacina.cuiaba.mt.gov.br. As pessoas dessa faixa etária que possuem doenças contempladas na lista disponibilizada pelo Ministério da Saúde (encontrada no site da vacinação) poderão fazer o cadastro, devendo prestar bastante atenção na hora de escolherem o grupo de risco. Neste momento apenas o cadastramento estará aberto, posteriormente a agenda para este grupo será liberada. Também poderão se cadastrar gestantes e puérperas sem comorbidades. A Prefeitura divulgará em todos seus canais de comunicação quando a vacinação destes grupos estiver liberada.

Momento Cidades

Prefeito Kalil e senador Jayme se reúnem com ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

Publicados

em


O prefeito Kalil Baracat e o senador Jayme Campos (DEM-MT) se reuniram na tarde desta quarta-feira (16.06) com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para apresentar as principais demandas de Mato Grosso na área da saúde pública. O ministro reafirmou a disposição do governo federal em enviar doses extras da vacina contra a Covid-19 ao Estado e antecipou a implantação da Tele-UTI no Hospital e Pronto Socorro de Várzea Grande em parceria com o Hospital das Clínicas de São Paulo.

“Demandei ao Programa Nacional de Imunização um aporte maior de vacinas para os estados que têm grandes fronteiras secas como é o caso de Mato Grosso. As justificativas técnicas já foram feitas e esperamos que esse pleito seja atendido”, explicou o ministro.

Para Jayme Campos, o envio de doses extras ao Estado é justo. “O ministro já manifestou a possibilidade desse pedido ser atendido porque é uma demanda justa. Nós teremos uma oportunidade ímpar de receber nesses próximos dias em território várzea-grandense o ministro Queiroga, que vai anunciar tudo aquilo que for possível atender ao estado e especialmente a Cuiabá e Várzea Grande”, disse.

Leia Também:  Mato Grosso apresenta reduções de homicídios dolosos, feminicídios, roubos e furtos

Segundo Queiroga, ele e sua equipe irão a Mato Grosso nos próximos dias e, em Várzea Grande, será anunciada a implantação da Tele-UTI no hospital da cidade. O programa prevê o acompanhamento, por médicos do Hospital das Clínicas de São Paulo, de casos de pacientes internados no hospital.

O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB-MT) agradeceu o empenho do senador e do ministro para atender às demandas da cidade. “A nossa busca aqui é levar vacinas e agradecer a implantação da tele-medicina no nosso hospital municipal, que vai fazer de Várzea Grande um dos polos dentro do Brasil nesse sentido”, disse.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA