LUCAS DO RIO VERDE

Agricultura auxilia pequenos produtores com gradagem na Comunidade Fênix

Publicados

em

A área de 130 hectares da Comunidade Fazenda Fênix II, entregue aos moradores por meio de projeto de crédito fundiário do Governo Federal, em janeiro deste ano, recebeu no último mês melhorias executadas pela Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Lucas do Rio Verde. A chamada “gradagem” é um procedimento de preparação do solo, executado por maquinário, para que o plantio possa começar. 

Conforme a pasta, os equipamentos usados na gradagem são do projeto Patrulha Agrícola, que oferece as horas de trabalho do maquinário. Nesse programa, os maquinários ficam no patrimônio da Prefeitura, mas todo o trabalho é feito por operadores da Secretaria. 

A Comunidade Fazenda Fênix II, antigamente conhecida como Comunidade Nossa Senhora Aparecida, teve sua área dividida em 50 propriedades de 2.6 hectares, sendo um espaço da área destinado para uma futura construção, como uma sede comunitária ou galpão, além da área destinada à preservação ambiental. 

“Essa é a primeira ação da gestão pública, a abertura da área útil através de gradagem. A ação foi realizada com os equipamentos da Patrulha Agrícola e com apoio da Secretaria de Infraestrutura Obras. O objetivo foi deixar o solo minimamente preparado para que os agricultores familiares iniciem suas atividades no uso e ocupação do solo”, explicou o supervisor da Agricultura, Marcelo Reckziegel. 

Leia Também:  Secretaria de Saúde adquire dois novos carros com recursos da premiação do Programa Imuniza Mais MT

O supervisor acrescenta que é uma forma de incentivo do poder público para que eles comecem suas produções. A partir de agora, os agricultores que necessitarem de serviços da Patrulha Agrícola devem fazer a solicitação à Secretaria, que serão atendidos conforme o cronograma da Patrulha. 

Mesmo em meio às dificuldades encontradas na área, que fica a cerca de 50 quilômetros do centro urbano de Lucas do Rio Verde, muitos produtores já iniciaram o plantio de culturas, como pepino, melancia, mandioca, quiabo e outras espécies frutíferas.  

“Esse trabalho foi realizado sem qualquer ônus aos produtores como uma forma de incentivo para que eles possam iniciar as suas atividades”, frisou Marcelo. 

Os proprietários da área buscam, a partir de agora, a estruturação do local, com a abertura de estradas, construção e instalação das moradias, acesso à rede de energia elétrica e condições de saneamento.  

Sobre a Patrulha Agrícola 

Para ter acesso ao programa, os munícipes precisarão comprovar que integram a agricultura familiar e realizar a solicitação na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente com os devidos documentos.

Leia Também:  Agosto Lilás: Botão do Pânico auxilia vítimas de violência doméstica

Os documentos necessários para solicitar os equipamentos da Patrulha Agrícola são: CPF, RG comprovante de residência e documento comprobatório que sejam agricultores familiares (pode ser emitido pela Empaer e pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais, por exemplo).

Estão disponíveis para uso dos agricultores grade para fazer o preparo do solo, encanteiradora para fazer canteiros e a roçadeira. 

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (65) 3549-7105.
 

Propaganda

LUCAS DO RIO VERDE

Agosto Lilás: Botão do Pânico auxilia vítimas de violência doméstica

Publicados

em

Em operação desde abril deste ano, o Botão do Pânico é uma ferramenta de apoio à mulher que sofre violência doméstica e está disponível para as vítimas que possuem medida protetiva contra o agressor. O aplicativo, desenvolvido pela equipe de planejamento da Prefeitura de Lucas do Rio Verde, já registrou acionamentos. 

Conforme a Guarda Civil Municipal, ao acionar a ferramenta, o aplicativo envia a informação atualizada da localização da vítima para os agentes. A partir daí, com apoio do Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e à Mulher, as forças de segurança seguem para atender a ocorrência e fazer cumprir a medida judicial.

Nos dois casos, a GCM registrou uma média de cinco minutos no tempo-resposta, a contar do momento do acionamento até a chegada no local.

De acordo com o coordenador da GCM, tenente Jota Lima, tanto na Guarda como no Núcleo, os profissionais orientam as vítimas que possuem medida protetiva a baixar o aplicativo.

“Nossos agentes estão orientados quanto a essa questão. Com isso, quem chega em busca de atendimento, desde que tenha a medida protetiva, a gente já faz o cadastro no celular e orienta a vítima sobre como fazer o acionamento”, explica o comandante.

Leia Também:  Lucas do Rio Verde terá nova campanha de doação de sangue neste sábado (13)

Ainda conforme o comandante, estima-se que mais de 100 mulheres já estão com a ferramenta instalada no celular.

Às mulheres vítimas de violência doméstica, que queiram baixar o aplicativo, devem, antes de tudo, registrar boletim de ocorrência e possuir medida protetiva contra o acusado. Em caso de dúvidas, podem acionar a Guarda Civil Municipal pelo número 153, ou comparecer até a base localizada na Rua Sarandi, n° 2.201 E, bairro Rio Verde. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h.

Agosto Lilás
Neste mês, ações marcam a campanha nacional Agosto Lilás, que  tem o objetivo de discutir temas relacionados ao enfrentamento da violência contra as mulheres em suas diversas formas.

Agosto é o mês em que foi sancionada a Lei Maria da Penha (Lei 11.340, de 2006), que completou 16 anos no dia 07. Maria da Penha hoje tem 77 anos e lutou pela sua sobrevivência após viver por muitos anos sofrendo violência doméstica pelo seu ex-marido
 
Dados do Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e à Mulher, instalado dentro da Delegacia da Polícia Civil desde 2021, mostram que, de setembro do ano passado até o mês de julho de 2022, foram 450 atendimentos, em uma média de 30 a 53 casos nesses meses.

Leia Também:  Prefeitura publica decreto regulamentando a execução de calçadas no Jardim das Palmeiras

Fonte: Prefeitura de Lucas do Rio Verde – MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI