LUCAS DO RIO VERDE

Atletas de Lucas do Rio Verde conquistam pódio em competição nacional de jiu-jítsu

Publicados

em

Modalidade em ascensão em Lucas do Rio Verde, atletas do jiu-jítsu participaram no fim de semana, em São Paulo (SP), do Campeonato Brasileiro. Na competição, os jovens luverdenses conquistaram pódio em 5 categorias. 

A equipe faz parte do Programa Viva Lucas, da Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, em parceria com a Escola Militar Tiradentes.

O secretário da pasta, Jackson Lopes, elogiou o desempenho dos atletas. “Muito obrigado a todos por levar a nossa bandeira aos pódios do Brasil. Esses atletas passam a ser espelho para as outras crianças do projeto social. Parabéns a todos que estão envolvidos nessa iniciativa”.

A escolinha de jiu-jítsu é uma das mais recentes modalidades atendidas pelo Programa Viva Lucas. As aulas, que começaram em fevereiro deste ano, acontecem toda segunda, quarta e sexta-feira, na Escola Militar Tiradentes “Sd. PM Adriana de Morais”, das 8h às 10h e das 16h às 18h. Na Escola Cora Coralina, no Fujii, as aulas são toda terça e quinta-feira, das 7h30 às 10h30 e 13h30 às 16h.

Leia Também:  Gestão Miguel Vaz apresenta projeto de auxílio aos atletas de Lucas do Rio Verde

Veja os resultados: 
· Gabriel Henrique Rodrigues – 3º lugar masculino/categoria Juvenil/Branca/Leve;
· João Emilio Lacerda Scarpassi – 2º lugar masculino/categoria Infanto-juvenil/Branca Média;
· Victor Gabriel Heintz de Franca – 1º lugar masculino/categoria Infantil A/Branca/Leve;
· Vinicius Scarpassi Rossin da Silva – 2º lugar masculino/categoria Infanto-juvenil B/Branca /Pesado;
· Marcos Henrique Ferreira – 1º lugar masculino/categoria Infanto-juvenil B/Branca/Pesado.
 

Fonte: Prefeitura de Lucas do Rio Verde – MT

LUCAS DO RIO VERDE

Agosto Lilás: Botão do Pânico auxilia vítimas de violência doméstica

Publicados

em

Em operação desde abril deste ano, o Botão do Pânico é uma ferramenta de apoio à mulher que sofre violência doméstica e está disponível para as vítimas que possuem medida protetiva contra o agressor. O aplicativo, desenvolvido pela equipe de planejamento da Prefeitura de Lucas do Rio Verde, já registrou acionamentos. 

Conforme a Guarda Civil Municipal, ao acionar a ferramenta, o aplicativo envia a informação atualizada da localização da vítima para os agentes. A partir daí, com apoio do Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e à Mulher, as forças de segurança seguem para atender a ocorrência e fazer cumprir a medida judicial.

Nos dois casos, a GCM registrou uma média de cinco minutos no tempo-resposta, a contar do momento do acionamento até a chegada no local.

De acordo com o coordenador da GCM, tenente Jota Lima, tanto na Guarda como no Núcleo, os profissionais orientam as vítimas que possuem medida protetiva a baixar o aplicativo.

“Nossos agentes estão orientados quanto a essa questão. Com isso, quem chega em busca de atendimento, desde que tenha a medida protetiva, a gente já faz o cadastro no celular e orienta a vítima sobre como fazer o acionamento”, explica o comandante.

Leia Também:  Lucas do Rio Verde sedia Encontro do Fórum Mato-grossense de Educação Infantil

Ainda conforme o comandante, estima-se que mais de 100 mulheres já estão com a ferramenta instalada no celular.

Às mulheres vítimas de violência doméstica, que queiram baixar o aplicativo, devem, antes de tudo, registrar boletim de ocorrência e possuir medida protetiva contra o acusado. Em caso de dúvidas, podem acionar a Guarda Civil Municipal pelo número 153, ou comparecer até a base localizada na Rua Sarandi, n° 2.201 E, bairro Rio Verde. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h.

Agosto Lilás
Neste mês, ações marcam a campanha nacional Agosto Lilás, que  tem o objetivo de discutir temas relacionados ao enfrentamento da violência contra as mulheres em suas diversas formas.

Agosto é o mês em que foi sancionada a Lei Maria da Penha (Lei 11.340, de 2006), que completou 16 anos no dia 07. Maria da Penha hoje tem 77 anos e lutou pela sua sobrevivência após viver por muitos anos sofrendo violência doméstica pelo seu ex-marido
 
Dados do Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e à Mulher, instalado dentro da Delegacia da Polícia Civil desde 2021, mostram que, de setembro do ano passado até o mês de julho de 2022, foram 450 atendimentos, em uma média de 30 a 53 casos nesses meses.

Leia Também:  Esporte apresenta detalhes do Futebol Amador durante congresso técnico com equipes

Fonte: Prefeitura de Lucas do Rio Verde – MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI