LUCAS DO RIO VERDE

Karatê de Lucas do Rio Verde conquista 8 medalhas em campeonato estadual

Publicados

em

Após a conquista de medalhas em Cuiabá no campeonato estadual, na última semana, jovens atletas do Karatê de Lucas do Rio Verde foram recepcionados no Paço Municipal pelo prefeito Miguel Vaz, na tarde desta quinta-feira (26).

Ao lodo, nove atletas luverdenses participaram da etapa estadual. Desses, oito deles conquistaram medalhas e a classificação para o Campeonato Brasileiro, que será realizado em novembro.

Lívia Piccinini conquistou medalha de bronze na competição e estará na etapa nacional. “Pra mim foi muito emocionante tudo isso. Essa foi a maior competição que eu já participei”.

Das medalhas conquistadas, foram cinco de ouro, uma de prata e duas de bronze. O bom desempenho do grupo foi elogiado pelo prefeito. “São crianças e jovens que levam o nome de Lucas do Rio Verde para todo o Brasil e nós, enquanto poder público, temos que aplaudir, agradecer e apoiar sempre”, disse Miguel.

O incentivo da Prefeitura à modalidade foi elogiado pelo seisei Selber Luiz. “Quando tem ajuda da prefeitura as coisas ficam mais fáceis. Espero que a gente consiga representar bem o município, com toda essa parceria, na etapa nacional”. 

Leia Também:  Lucas do Rio Verde sedia Encontro do Fórum Mato-grossense de Educação Infantil

De acordo com o secretário-adjunto de Esporte e Lazer, André de Mato, a pasta estuda melhorar ainda mais o apoio às artes marciais. No último ano, o jiu-jitsu passou a integrar o Programa Viva Lucas e a expectativa é que o Karatê siga o mesmo caminho. 

“O nosso objetivo é ampliar o número de escolinhas, trabalhar as modalidades individuais porque isso agrega muito ao município e com certeza as artes marciais estão nesse nosso projeto”, disse André.

Propaganda

LUCAS DO RIO VERDE

Agosto Lilás: Botão do Pânico auxilia vítimas de violência doméstica

Publicados

em

Em operação desde abril deste ano, o Botão do Pânico é uma ferramenta de apoio à mulher que sofre violência doméstica e está disponível para as vítimas que possuem medida protetiva contra o agressor. O aplicativo, desenvolvido pela equipe de planejamento da Prefeitura de Lucas do Rio Verde, já registrou acionamentos. 

Conforme a Guarda Civil Municipal, ao acionar a ferramenta, o aplicativo envia a informação atualizada da localização da vítima para os agentes. A partir daí, com apoio do Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e à Mulher, as forças de segurança seguem para atender a ocorrência e fazer cumprir a medida judicial.

Nos dois casos, a GCM registrou uma média de cinco minutos no tempo-resposta, a contar do momento do acionamento até a chegada no local.

De acordo com o coordenador da GCM, tenente Jota Lima, tanto na Guarda como no Núcleo, os profissionais orientam as vítimas que possuem medida protetiva a baixar o aplicativo.

“Nossos agentes estão orientados quanto a essa questão. Com isso, quem chega em busca de atendimento, desde que tenha a medida protetiva, a gente já faz o cadastro no celular e orienta a vítima sobre como fazer o acionamento”, explica o comandante.

Leia Também:  Lucas do Rio Verde sedia Encontro do Fórum Mato-grossense de Educação Infantil

Ainda conforme o comandante, estima-se que mais de 100 mulheres já estão com a ferramenta instalada no celular.

Às mulheres vítimas de violência doméstica, que queiram baixar o aplicativo, devem, antes de tudo, registrar boletim de ocorrência e possuir medida protetiva contra o acusado. Em caso de dúvidas, podem acionar a Guarda Civil Municipal pelo número 153, ou comparecer até a base localizada na Rua Sarandi, n° 2.201 E, bairro Rio Verde. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h.

Agosto Lilás
Neste mês, ações marcam a campanha nacional Agosto Lilás, que  tem o objetivo de discutir temas relacionados ao enfrentamento da violência contra as mulheres em suas diversas formas.

Agosto é o mês em que foi sancionada a Lei Maria da Penha (Lei 11.340, de 2006), que completou 16 anos no dia 07. Maria da Penha hoje tem 77 anos e lutou pela sua sobrevivência após viver por muitos anos sofrendo violência doméstica pelo seu ex-marido
 
Dados do Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e à Mulher, instalado dentro da Delegacia da Polícia Civil desde 2021, mostram que, de setembro do ano passado até o mês de julho de 2022, foram 450 atendimentos, em uma média de 30 a 53 casos nesses meses.

Leia Também:  Gestão Miguel Vaz apresenta projeto de auxílio aos atletas de Lucas do Rio Verde

Fonte: Prefeitura de Lucas do Rio Verde – MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI