Momento Cidades

Mato Grosso registra 371.781 casos e 10.076 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sexta-feira (07.05), 371.781 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 10.076 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.545 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 371.781 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.512 estão em isolamento domiciliar e 351.604 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 432 internações em UTIs públicas e 352 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 81,51% para UTIs adulto e em 45% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (78.765), Rondonópolis (27.274), Várzea Grande (25.257), Sinop (19.523), Sorriso (12.906), Tangará da Serra (12.225), Lucas do Rio Verde (11.520), Primavera do Leste (10.182), Cáceres (7.925) e Alta Floresta (7.106).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 321.613 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 562 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na quinta-feira (06), o Governo Federal confirmou o total de 15.003.563 casos da Covid-19 no Brasil e 416.949 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 14.930.183 casos da Covid-19 no Brasil e 414.399 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta sexta-feira (07).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: AMM

Leia Também:  CNM avalia bom desempenho do FPM; melhora na arrecadação do país é uma das explicações
Propaganda

Momento Cidades

Prefeito Kalil e senador Jayme se reúnem com ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

Publicados

em


O prefeito Kalil Baracat e o senador Jayme Campos (DEM-MT) se reuniram na tarde desta quarta-feira (16.06) com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para apresentar as principais demandas de Mato Grosso na área da saúde pública. O ministro reafirmou a disposição do governo federal em enviar doses extras da vacina contra a Covid-19 ao Estado e antecipou a implantação da Tele-UTI no Hospital e Pronto Socorro de Várzea Grande em parceria com o Hospital das Clínicas de São Paulo.

“Demandei ao Programa Nacional de Imunização um aporte maior de vacinas para os estados que têm grandes fronteiras secas como é o caso de Mato Grosso. As justificativas técnicas já foram feitas e esperamos que esse pleito seja atendido”, explicou o ministro.

Para Jayme Campos, o envio de doses extras ao Estado é justo. “O ministro já manifestou a possibilidade desse pedido ser atendido porque é uma demanda justa. Nós teremos uma oportunidade ímpar de receber nesses próximos dias em território várzea-grandense o ministro Queiroga, que vai anunciar tudo aquilo que for possível atender ao estado e especialmente a Cuiabá e Várzea Grande”, disse.

Leia Também:  Pesquisa Covid-19: mais da metade dos municípios deram início à vacinação por faixa etária

Segundo Queiroga, ele e sua equipe irão a Mato Grosso nos próximos dias e, em Várzea Grande, será anunciada a implantação da Tele-UTI no hospital da cidade. O programa prevê o acompanhamento, por médicos do Hospital das Clínicas de São Paulo, de casos de pacientes internados no hospital.

O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB-MT) agradeceu o empenho do senador e do ministro para atender às demandas da cidade. “A nossa busca aqui é levar vacinas e agradecer a implantação da tele-medicina no nosso hospital municipal, que vai fazer de Várzea Grande um dos polos dentro do Brasil nesse sentido”, disse.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA