Momento Cidades

Mato Grosso registra 426.571 casos e 11.366 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sexta-feira (11.06), 426.571 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.366 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 2.229 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 426.571 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.307 estão em isolamento domiciliar e 400.161 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 465 internações em UTIs públicas e 361 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 88,07% para UTIs adulto e em 41% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (89.117), Rondonópolis (30.990), Várzea Grande (29.153), Sinop (20.745), Sorriso (14.718), Tangará da Serra (14.600), Lucas do Rio Verde (13.046), Primavera do Leste (10.894), Cáceres (9.187) e Alta Floresta (8.128).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 345.418 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 787 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na quinta-feira (10.06), o Governo Federal confirmou o total de 17.210.969 casos da Covid-19 no Brasil e 482.019 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 17.122.877 casos da Covid-19 no Brasil e 479.515 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta sexta-feira (11.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: AMM

Leia Também:  "É uma obra que precisa ter ousadia para realizar", diz senador Jayme Campos sobre Contorno Leste
Propaganda

LUCAS DO RIO VERDE

Autoridades luverdenses prestigiam ativação da Base Aérea de Combate a Incêndios Florestais no município de Sorriso

Publicados

em

(Foto: Prefeitura de Sorriso/Divulgação)

O Prefeito de Lucas do Rio Verde, Miguel Vaz, e a secretária de Agricultura e Meio Ambiente, Suzana Romancini, estiveram em Sorriso para participar da ativação da Base Aérea de Combate a Incêndios Florestais instalada na cidade, na manhã desta segunda-feira (26).

Conforme divulgado pela Prefeitura de Sorriso, a base atenderá a região Norte do Estado, sendo uma das cidades Lucas do Rio Verde, e a zona reconhecida como Amazônia Legal.

Serão duas aeronaves modelo Air Tractor 802 F, com capacidade de transporte de três mil litros de água para combate aéreo de grandes extensões, disponíveis para atuar como suporte a incêndios florestais.

“Estamos entrando no período mais crítico da seca e temos que trabalhar juntos para evitar e combater as queimadas”, pontuou Miguel Vaz.

O Aeroporto Adolino Bedin, de Sorriso, é local da sede do hangar do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e do Grupo de Aviação Bombeiro Militar (GAvBM).

Segundo o comandante geral do Corpo de Bombeiros do Estado, coronel BM Alessandro Borges Ferreira, em 2020, o Estado investiu R$ 50 milhões no combate a incêndios florestais e neste ano já foram investidos R$ 73 milhões.

Leia Também:  Lei Aldir Blanc: notas técnicas orientam gestores sobre como solicitar recursos aos Estados

“Aproveitamos para agradecer o apoio do prefeito de Sorriso, Ari Lafin, e do prefeito Miguel Vaz, de Lucas do Rio Verde, que estiveram presentes no evento e têm nos apoiado continuamente”, disse o comandante.

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA