Momento Cidades

Mato Grosso registra 552.613 casos e 13.999 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (29.11), 552.613 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.999 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 288 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 552.613 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.113 estão em isolamento domiciliar e 537.006 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 46 internações em UTIs públicas e 29 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 25,56% para UTIs adulto e em 6% para enfermaria adulto. 

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (114.294), Várzea Grande (41.884), Rondonópolis (38.511), Sinop (26.797), Sorriso (18.585), Tangará da Serra (17.867), Lucas do Rio Verde (15.770), Primavera do Leste (14.850), Cáceres (12.013) e Alta Floresta (11.332).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Emanuel Pinheiro compartilha prêmio Prefeito Amigo da Criança em live

O documento ainda aponta que um total de 402.742 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, não restam amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No domingo (28.11), o Governo Federal confirmou o total de 22.080.906 casos da Covid-19 no Brasil e 614.278 óbitos oriundos da doença. Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta segunda-feira (29.11).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Leia Também:  MEC realiza Semana Pedagógica de 24 a 28 de janeiro
Fonte: AMM

Propaganda

Momento Cidades

Primeiro dia de vacinação contra Covid-19 na Guia tem boa adesão e mais de 100 crianças são imunizadas

Publicados

em


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

O temor da agulha, sensação muito comum entre as crianças quando são submetidas a alguns procedimentos médicos, dá sinais de que é coisa do passado. É o que demonstrou o primeiro dia de vacinação infantil, no Distrito de Nossa Senhora da Guia, zona Rural de Cuiabá, que começou na quarta-feira (26). Na ocasião, 106 crianças receberam a primeira dose da vacina pediátrica da farmacêutica Pfizer, contra a Covid-19.

A imunização ocorre  no salão aos fundos da Igreja Matriz Nossa Senhora da Guia, tendo em vista, que a região conta apenas com uma Unidade Básica de Saúde (UBS) direcionada ao atendimento dos adultos. Conforme determinação do Ministério da Saúde, a vacinação infantil deve ocorrer de forma separada dos demais grupos. O polo atende inicialmente crianças de 5 a 11 anos com comorbidades, que moram com pacientes imunossuprimidos, quilombolas e aquelas entre 8 e 11 anos completos, sem comorbidades.

O prefeito Emanuel Pinheiro destacou que a batalha contra o coronavírus não pode parar, sendo esta uma prioridade em sua gestão e afirmou estar aliviado com a inclusão dos pequenos no cronograma nacional. 

Leia Também:  Projeto prevê auxílio de R$ 2 bilhões para santas casas e hospitais filantrópicos

“Como não podemos disponibilizar muitas UBS para a imunização das crianças, porque ainda estamos imunizando os adultos, além de atendermos vários pacientes com sintomas gripais, pedi que colocassem ao menos uma unidade em cada regional, para facilitar o acesso da população. Estamos fazendo a nossa parte, cuidando da nossa gente e acima de tudo zelando pela saúde e bem-estar dos cuiabanos. Vamos continuar avançando. Nossa meta é vacinar a todos, o vírus não é brincadeira”, reforçou. 

Heloisa Lopes Martins, de apenas 8 anos, acompanhada por sua avó, Vanda Miranda, foi uma das primeiras crianças a serem imunizadas. Ela disse que estava ansiosa pela chegada do grande dia e garantiu que não sentiu medo da picadinha. “Estou feliz, tenho muito medo do vírus e quis tomar a vacina logo, agora estou mais tranquila”, disse a garota. Vanda não escondeu o entusiasmo em estar presente ao lado da neta neste momento tão importante, salientando que restava apenas ela na família que ainda não havia se protegido do vírus. 

Leia Também:  Brasil bate recorde histórico com mais de US$ 1,21 bilhão em exportação de frutas em 2021

Uma recepção para lá de divertida foi preparada com todo amor e carinho pela equipe de saúde com painel decorativo, máscaras de personagens infantis, balões e até a entrega simbólica de certificado aos mini corajosos que compareceram ao local. 

Na próxima semana, o cronograma disponibilizará a aplicação da Coronavac para faixa etária de 8,9,10 e 11 anos sem comorbidades no Distrito.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA