Momento Cidades

Max Russi pede audiência pública em Paranatinga após Governo autorizar concessão da MT-130

Publicados

em

O trecho de 140 quilômetros da MT-130, que liga Primavera do Leste a Paranatinga, sudoeste de Mato Grosso, faz parte do Programa de Concessões de Rodovias. Com o anúncio dessa concessão, uma audiência pública está sendo organizada para acontecer em Primavera do Leste nos próximos dias. No entanto, não há previsão para que esse mesmo assunto também seja discutido com a população de Paranatinga. Por isso, a pedido do vereador Josevaine Silva de Souza (PSB), o popular Labiga, o deputado Max Russi (PSB) fez essa cobrança ao Governo do Estado.

 

Para o parlamentar é necessário que se leve esse debate aos moradores daquele município, pois também precisam ter a oportunidade de participar da pauta de discussões.

 

 “O vereador Labiga está preocupado, pois com a chegada dessa concessão, diversos fatores poderão ser alterados em Paranatinga. Com isso, a população de lá precisa participar dessa pauta”, justificou.

 

A previsão é que a concessionária, que assumir esse trajeto, faça investimentos superiores a R$ 100 milhões em ampliações e melhorias da via, em um prazo de 30 anos.

 

Leia Também:  Cadastramento de Fundos da Criança e Adolescente será pelo gov.br

Da mesma forma, essa mesma empresa ou consórcio ficará responsável pela recuperação, implantação de melhorias e conservação, bem como a operação da via e subtrechos relacionados no projeto de concessão.

 

Nas primeiras intervenções, por parte do concessionário, estão previstas ações de reparos e revitalização, tanto na estrutura asfáltica, quanto na estruturação de sistemas.

 

Após a conclusão dessas ações, a administradora da via estará autorizada a instituir a cobrança de pedágio. Nesse caso, estão previstas duas praças de pedágio, uma delas no km 44 e a outra no km 119. O valor estimado é de R$ 8,08 por eixo e está atrelado a disponibilização serviços de urgência, áreas de descanso estruturadas e serviços de socorro a acidentes e veículos.

 

Em maio, desse mesmo ano, o deputado Max Russi já havia apresentado indicações para resolver problemáticas da rodovia. Ele chegou a se reunir com o secretario da secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Marcelo de Oliveira e Silva, na busca de soluções. Até então, apenas procedimentos de tapa-buracos eram realizados como medida paliativa

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Momento Cidades

APDM e CRC lançam a campanha de arrecadação ao FIA e Fundo do Idoso 2021

Publicados

em


Aconteceu nesta terça (23/02), em formato virtual, o lançamento da “Campanha de Destinação ao FIA e Fundo do Idoso” com a orientação do auditor da Receita Federal, Yuiti Shimada e que teve por objetivo incentivar a arrecadação através do Imposto de Renda aos Fundos da Infância e do Adolescente e também do Idoso.

A iniciativa é uma parceria  do CRC  através do Presidente, o Contador Paulo Cesar Santos Ruhling, e da APDM, com a presidente , Scheila Pedroso que na sua fala agradeceu aos participantes e destacou a importância desta ação já que os Fundos da Infância e Adolescência (FIA) são fundos públicos que ajudam financiar projetos na atuação e na garantia da promoção, proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente, e da mesma forma, os Fundos do Idoso que visam a garantia de direitos da pessoa idosa, conforme determina o Estatuto do Idoso, e são gerenciados pelos conselhos de direitos do idoso de cada estado ou município, ou pelo nacional.

O evento foi transmitido via Youtube e durante a “LIVE” o Auditor da Receita Federal Contador Shimada explicou o passo a passo para que qualquer pessoa possa fazer a doação de parte do imposto de renda aos Fundos e esclareceu aos quase 800 participantes o quanto os municípios ganham nessa arrecadação trazendo inúmeros benefícios para muitos que dependem de ajuda.

Para a presidente da APDM Scheila Pedroso, que também é primeira dama e gestora de Sinop ações como esta de forma virtual, em tempos tão difíceis de pandemia, são fundamentais para que se consiga falar com todas as pessoas do Estado e reforça que Mato Grosso tem um potencial de arrecadar quase 70 milhões nas doações dos 3%, conforme fonte da Confederação Nacional dos Municípios, e que arrecadou ano passado pouco mais de 2,7 milhões, muito pouco em relação ao total.

Estiveram prestigiando a LIVE Walter Arruda – Presidente da Federação de Bairros do Estado de Mato Grosso – FEMAB, Ivan Echeveria – Presidente Associação Matogrossense Ciencias Contabeis – AMACI, Francisco Delmondes Bentinho – Presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa, Contadora Waldna Fraga – Assessora Especial da Presidência representando Presidente da Associação Matogrossense dos Municípios AMM/MT Neurilan Fraga, Zilda Zompero – Presidente da Associação de Mulheres de Negócio de Cuiabá – MT – BPW, Dra Aline  Cristina Maehller – Vice Presidente da Comissão da Infância e Juventude da OAB-MT, Dr Isandir Rezende – Presidente da Comissão dos Direito dos Idosos da OAB – MT e o coordenador nacional do PVCC, Elias Dib Caddah Neto.

Entre os participantes ficou o pedido especial aos profissionais de contabilidade que quando fizerem o imposto de renda do seu cliente, com “imposto a pagar ou a restituir” que o oriente a destinar para esta ação social tão importante em todos os municípios.

Fonte: AMM

Leia Também:  Estudo aponta que 87% dos Municípios conseguiram encerrar o ano letivo de 2020
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA