Momento Cidades

Pavimentação do Residencial Ana Maria entra na reta final

Publicados

em

A obra de pavimentação do Residencial Ana Maria caminha para sua reta final. Com todas as vias do bairro já com a rede de drenagem de água pluvial edificada, uma equipe atua, neste momento, na conclusão da terraplanagem na Rua Bahia. A previsão é de que essa etapa seja totalmente terminada ainda nesta semana e, a partir disso, a empresa contratada para a execução da obra inicie o processo de imprimação. 

A imprimação é a fase que antecede o serviço de cobertura das ruas com o pavimento. O procedimento consiste na aplicação de uma emulsão asfáltica na superfície da base, garantindo a impermeabilização do solo e aderência com o revestimento. O trabalho é realizado seguindo as etapas de limpeza da superfície, aplicação do material e a cura da imprimação.

Sob coordenação da Secretaria Municipal de Obras Públicas, serão executados cerca de 2,5 quilômetros de asfalto, contemplando todas as ruas da comunidade. A obra faz parte do programa Minha Rua Asfaltada e recebe um investimento de R$ 1.671.929,19, oriundo da Fonte 100. Conforme o planejamento montado pelo Município, até o fim deste ano, a pavimentação de todo o bairro estará concluída.

Leia Também:  Vacinação contra a Covid avança novamente e Varzea Grande abre pre-cadastro para vacinar lactantes contra o virus.

“Essa é uma das três comunidades dessa região que estamos com obras de pavimentação. Além do Ana Maria, temos equipes trabalhando também no João Bosco Pinheiro e no Primeiro de Março. Somando todas elas, são mais aproximadamente 10 quilômetros de asfalto sendo preparados para a entrega. Isso significa mais saúde e qualidade de vida para mais de 10 mil moradores”, comenta o secretário Vanderlúcio Rodrigues.

MINHA RUA ASFALTADA

Implantado em 2017, o programa Minha Rua Asfaltada se consolidou como uma grande ação de infraestrutura. Neste ano, a Prefeitura de Cuiabá chegou a 47 bairros beneficiado com a atividade, levando em consideração as obras finalizadas, em execução e também aquelas que, neste momento, passam pelo processo de licitação. De acordo com levantamento da Secretaria de Obras Públicas, são nove comunidades da região Norte, 18 da Sul, 12 da Leste e oito da Oeste.

 

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá MT

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Momento Cidades

Escola Técnica de Sorriso poderá ofertar curso superior de engenharia de pesca

Publicados

em

Foto: Michel Ferreira / Assessoria de Gabinete

Em visita a Sorriso, na segunda-feira (21), o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec), Nilton Borges Borgato, anunciou a destinação de R$ 4,5 milhões para a retomada das obras da Escola Técnica (ETE), no bairro Industrial, na Zona Leste.

 Paralisado desde 2009, o projeto original prevê a construção de 12 salas de aula, 11 laboratórios, um laboratório especial, um auditório com capacidade para 150 pessoas, quadra poliesportiva, biblioteca, centro de convivência (refeitório e jardins), além de salas para os setores administrativos e pedagógicos, totalizando 5.537 m² construídos e com capacidade para atender 2,5 mil estudantes.

 Para o deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC), que acompanhou a visita, a conclusão das obras da escola técnica representa um avanço no processo de qualificação de jovens e adultos.

 Como exemplo, o parlamentar citou as tratativas junto à Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) para a abertura do primeiro curso de engenharia de pesca do estado.

 “Há algum tempo a gente vem debatendo essa possibilidade com a reitoria da universidade. O fato é que somos um estado carente em mão de obra em diferentes segmentos da economia e a forma mais eficaz de revertemos essa situação é através de investimentos em educação”, assinala Dal Molin.

Leia Também:  UNICEF mobiliza municípios para a adesão do selo na luta pelos direitos das crianças e adolescentes  

 “As futuras instalações da escola técnica são perfeitas e possibilitam o uso compartilhado com outras instituições de ensino. Nossa proposta é que esse espaço também seja utilizado na formação superior e não apenas de nível técnico”, complementa.

 “Por determinação do governador Mauro Mendes já ‘seguramos’ parte dos recursos no orçamento para concluirmos obras em três municípios, e Sorriso está nessa lista. São mais de R$ 11 milhões destinados para a qualificação de jovens e adultos”, avalia o secretário Nilton Borges.

 O gestor repassou também as orientações do estado sobre a implementação do Parque Tecnológico em Sorriso e do Centro de Inovação do Parque Tecnológico de Várzea Grande. “Já saiu uma equipe daqui [Sorriso] e foi até Cuiabá pra saber o que é como funciona um parque tecnológico. As vezes a gente fala, bom é uma coisa bacana, bonito, mas é preciso saber como se aplicar isso aqui em Sorriso é de fundamental importância”, concluiu.

 Ao todo, a Secitec possui nove escolas técnicas nas cidades de Sinop, Rondonópolis, Alta Floresta, Barra do Garças, Diamantino, Lucas do Rio Verde, Poxoréu, Tangará da Serra e Cuiabá, que atualmente funciona na Escola de Saúde Pública do Estado. Outras duas unidades, nos municípios de Matupá e Juara, estão em fase de conclusão.

Leia Também:  Fase de pavimentação é iniciada na obra de duplicação da Avenida Dante Martins de Oliveira
Fonte: ALMT

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA