Momento Cidades

Pessoas com comorbidades de 50 a 59 anos já podem realizar o pré-cadastro em Várzea Grande

Publicados

em


Várzea Grande abriu pré-cadastro para vacinação contra a COVID-19 para aqueles com idade entre 50 a 59 anos e com comorbidades, seguindo os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, através do Plano Nacional de Imunização (PNI):

·         Pessoas com Síndrome de Down, independente de idade (a partir de 18 anos);

·         Pessoas com doença renal crônica em diálise, independente de idade (a partir de 18 anos);

·         Gestante com ou sem comorbidades, independente de idade (a partir de 18 anos);

·         Pessoas com comorbidades de 50 a 59 anos;

·         Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 50 a 59 anos.

As inscrições podem ser feitas através do site oficial do município no endereço http://www.varzeagrande.mt.gov.br/ no banner no topo do site, IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE – PRÉ CADASTRO PARA VACINAÇÃO CONTRA COVID 19.

Após o cadastro, a pessoa poderá consultar, através do número do seu CPF, o seu agendamento da vacinação contra o COVID-19 (data e hora) com o prazo de até 3 dias úteis.  Após este período, ela deverá entrar em contato pelo 0800 647 4121.

Deverão ser apresentados  OBRIGATORIAMENTE os seguintes documentos no momento da vacinação:

·         Documento com foto;

·         Cartão do SUS;

·         Comprovante de endereço.

Deverá  ser entregue no ato da vacinação, LAUDO MÉDICO, comprovando a comorbidade, com data inferior a 90 dias da data da emissão.

O laudo deverá conter o CID 10 e assinatura do médico com seu CRM. Com a omissão de qualquer um destes documentos, a pessoa não será vacinada.

Leia Também:  HMC realiza mutirão de cirurgias ortopédicas ao longo dos próximos três finais de semana

“Queremos e vamos avançar. Na medida que novas doses de vacina chegarem, a ordem é acelerar a imunização e dedicar esforços, no sentido de proteger nossa população”, disse o prefeito Kalil Baracat, que tem insistentemente cobrado das demais autoridades uma definição quanto a uma rotina na entrega das vacinas para que os municípios, que na prática são aqueles que aplicam as doses, possam planejar sua atuação.

Segundo Kalil Baracat, o que interessa neste momento é a imunização das pessoas diante da pandemia da COVID-19. “Queremos salvar vidas. Neste momento é o que importa e depois voltarmos a vida ao normal”, disse ele.

Atualmente, Várzea Grande tem cinco pontos de vacinação, sendo três fixos e dois drive-thru, existindo vacina em larga escala, a gestão não descarta abrir novos pontos.

Em parceria com a Clínica Médica do Centro Universitário Várzea Grande (UNIVAG), a Prefeitura de Várzea Grande mantém um Ponto Fixo e um Drive-Thru, sendo que ali também se realiza o Corujão da Vacinação, que é uma das opções mais procuradas pela população que tem meios de locomoção assegurados.

Já em parceria com a Assembleia Legislativa de Mato Grosso, são outros dois pontos, um fixo no Miniestádio do Jardim dos Estados e Drive-thru no Parque Berneck.

Fora isto, existe ainda um ponto fixo no Ginásio de Esportes Júlio Domingos de Campos (FIOTÃO), que se tornou estratégico por estar ao lado do Terminal André Maggi, por onde circulam uma média de 75 mil pessoas diariamente e que necessitam do transporte coletivo.

Leia Também:  Assentamento Conquista é atendido por força-tarefa de enfrentamento ao frio da Prefeitura de Cuiabá

“Nós temos Várzea Grande dividida em quatro áreas que são cobertas por estes pontos de vacinação e toda uma logística foi montada para atender essa demanda que envolve a Guarda Municipal, por causa da segurança; a Vigilância em Saúde; a Vigilância Epidemiológica e um volume de mais de 150 pessoas da Secretaria Municipal de Saúde, principalmente trabalhadores da saúde para realizar um bom atendimento e de confiança para cada pessoa vacinada”, disse o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo de Barros.

Quem será vacinado nesta 2ª Fase – Etapa I:  Nesta fase, serão vacinadas as pessoas portadoras das seguintes doenças, com idades entre 50 e 59 anos:

Diabetes Mellitus; Pneumopatias crônicas graves; Hipertensão Arterial Resistente (HAR), Hipertensão Arterial estágio 3, Hipertensão Arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão – alvo e ou comorbidades; Insuficiência Cardíaca (IC); Cor-pulmonale e Hipertensão Pulmonar; Cardiopatia Hipertensiva; Síndromes Coronárias; Valvopatias; Miocardiopatias e Pericardiopatias; Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas; Arritmias Cardíacas; Cardiopatias Congênita no adulto; Próteses Valvares e dispositivos cardíacos implantados;Doenças cerebrovasculares; Doença renal crônica; Imunossuprimidos; Hemoglobinopatias graves; Obesidade Mórbida; e Cirrose Hepática.  Pessoas com Síndrome de Down, com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise), gestantes e puérperas com comorbidades, independentes da idade. 

Propaganda

SORRISO

Prefeitura protocola projetos para alteração da data-base e concessão da RGA

Publicados

em


“Nós prontamente atendemos a solicitação do Sinsems. A Administração Municipal entendeu que diante da pandemia todos sofreram danos financeiros. Os servidores municipais foram afetados pela Lei 173/2020 que proibiu a concessão de aumentos e ou reajustes; então, antecipar a data-base é uma ação justa e também de reconhecimento ao trabalho realizado pelos servidores”, frisa Estevam ao lembrar que a alteração proposta pela 173/2020 proíbe aumentos e ou reajustes até 31 de dezembro de 2021.

O secretário destaca ainda que também foi protocolado o Projeto de Lei 62/2021 que estabeleceu a proposta para a RGA em 10,17% com concessão a partir do mês de janeiro de 2022. Pelo projeto, o valor já entraria na folha de janeiro. Ao todo, a RGA será concedida a cerca de 2,6 mil servidores públicos da Administração Municipal, entre efetivos, comissionados, contratados e estagiários.

Estevam destaca que “o Município entende a necessidade dos servidores; nesses dois anos observamos um aumento elevado nos produtos básicos de alimentação consumidos no dia-a-dia; o mesmo observamos em setores como de saúde e transporte com o aumento de combustíveis. Infelizmente, a 173/2020 travou aumentos e reajustes e estamos buscando compensar e estabilizar essa situação”, diz.

Leia Também:  Mato Grosso registra 489.642 casos e 12.765 óbitos por Covid-19

O gestor detalha que desde o início todos os envolvidos buscaram trataram o assunto de maneira franca e humanizada. “Agradecemos o apoio e compreensão dos servidores, do Sinsems e também dos vereadores nesse processo”, pontua.

Para o gestor, o apoio e união de todos foi fundamental para “chegarmos a números possíveis de ser implantados no Município”. Estevam completa que a Administração Municipal sabe da necessidade de modernizar a gestão para acompanhar o crescimento de Sorriso. “Nosso foco é trabalhar em harmonia com o Sinsems, com os vereadores  e os servidores mu buscando acompanhar o ritmo acelerado do desenvolvimento de Sorriso”, detalha. Agradeço o apoio do Leocir Faccio, presidente do Sinsems”, destaca. Leocir complementa que foi um trabalho em conjunto na busca de um denominador em comum e que beneficiasse todos.

Estevam finaliza que nesse processo, todos são essenciais e precisam ser valorizados. “Hoje protocolamos para apreciação dos vereadores esses dois projetos, mas continuamos a discussão com o Sinsems para outros projetos como concessão de vale-alimentação, vale- transporte e outros benefícios”.

Já protocolados, os Projetos de Lei 62/2021 e 64/2022 seguem agora para apreciação do Legislativo. Os secretários José Carlos Moura (Segurança, Trânsito e Defesa Civil); Hilton Polesello (Governo); Marcelo Lincoln (Agricultura e Meio Ambiente) e Ednilson Oliveira (Cidade), também estiveram presentes na reunião com o Legislativo.

Leia Também:  Vice-prefeito enaltece entrega de pavimentação e lembra outras obras executadas pela gestão Emanuel Pinheiro no Dr. Fábio I

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA