Momento Cidades

Pessoas da primeira fase do grupo de comorbidades começam a ser imunizadas nesta sexta-feira (07)

Publicados

em


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

Começa nesta sexta-feira (07) em Cuiabá a vacinação contra o coronavírus do grupo da primeira fase das comorbidades, de acordo com o preconizado pelo Plano Nacional de Imunização – PNI. Nesta fase serão contemplados:

– Pessoas com Síndrome de Down, a partir de 18 anos;

– Gestantes e puérperas com comorbidades, a partir de 18 anos;

– Pessoas com comorbidades de 55 a 59 anos;

– Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos.

Para serem vacinadas todas as pessoas precisam fazer o pre cadastro no site vacina.cuiaba.mt.gov.br e comparecer no local de vacinação com a documentação necessária para comprovar que fazem parte do grupo prioritário, além do QR Code do agendamento. As grávidas devem levar o Cartão de Gestante e as puérperas (mulheres que tiveram bebê há até 45 dias) devem levar a certidão de nascimento da criança.

Com o objetivo de facilitar a obtenção do laudo médico pela população, a Secretaria Municipal de Saúde – SMS elaborou uma Declaração para vacinação de pessoas com comorbidades, deficiência permanente, gestantes e puérperas. Nesta declaração constam todas as comorbidades, onde o médico precisa apenas assinalar a doença que o paciente possui, assinar e carimbar. Para aqueles que já possuem o laudo do médico, não é necessário levar esta declaração. O documento está disponível no site da vacinação.

Também consta na declaração um local para o médico preencher a informação sobre a comorbidade das gestantes e das puérperas. As pessoas com deficiência permanente devem trazer esta declaração assinada pelo médico, ou cartões de gratuidade no transporte público que indiquem condição de deficiência, ou qualquer outro documento que indique se tratar de pessoa com deficiência.

Leia Também:  Obras entregues na gestão Emanuel Pinheiro inovam a rede pública municipal de Ensino

A coordenadora da campanha de vacinação, Valéria de Oliveira ressalta que, dentro do grupo de gestantes, puérperas e pessoas de 55 a 59 anos, apenas aqueles que tiverem comorbidades comprovadas pelo médico serão vacinadas. “Ao longo desses quase quatro meses de campanha identificamos muitas tentativas de pessoas que não fazem parte dos grupos prioritários de driblar nossos filtros para serem vacinados. O único objeto de verificação que teremos neste momento será o laudo ou a declaração assinada pelo médico”, comenta Valéria.

Outro problema enfrentado é a grande quantidade de pessoas de outras cidades que estão tentando ser vacinadas em Cuiabá. “A nossa vontade é de vacinar todo mundo, mas infelizmente as doses que recebemos são insuficientes. O número de vacinas que chegam para nós é destinado à população que mora em Cuiabá, por isso não podemos vacinar pessoas de outros municípios. Precisamos da compreensão de todos, para que possamos continuar a campanha de forma organizada e sem intercorrências”, informa a coordenadora.

O prefeito Emanuel Pinheiro comemora o início da imunização de mais um grupo prioritário. “Estou muito satisfeito com o andamento da campanha de vacinação em Cuiabá e muito feliz pelo começo da vacinação das pessoas com comorbidades, que nesta fase conta com cerca de 84 mil pessoas. Hoje passamos dos 100 mil imunizados com a primeira dose no município e se Deus quiser, logo em breve esse número será duplicado. Só dependemos da chegada de mais doses, pois temos uma equipe responsável e engajada trabalhando na vacinação dos cuiabanos”, comemora Pinheiro.

Leia Também:  Prefeito comemora resultados da ETA Sul: "Cuiabá vive uma nova era no saneamento básico"

 Confira como será a vacinação em 07/05/2021

CENTRO DE EVENTOS DO PANTANAL 

•           1ª dose comorbidades 

SESC BALNEÁRIO 

•           1ª dose de idosos de 60 a 64 

•           1ª dose de Forças de Segurança 

•           1ª dose comorbidades 

SESI PAPA – Drive-thru 

•           1ª dose de idosos de 60 a 64 

•           1ª dose de Forças de Segurança 

•           1ª dose comorbidades 

UFMT – Drive-thru 

•           2ª dose de Trabalhador da Saúde 

•           2ª dose de Forças de Segurança

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA 

•           1ª dose de idosos de 60 a 64 

•           2ª dose de idosos de 70 a 74 

•           1ª dose comorbidades

Propaganda

Momento Cidades

Encontro debate ampliação da rede de assistência ao migrante

Publicados

em


Vicente Aquino

Clique para ampliar

As políticas públicas implementadas em Cuiabá e a busca por ampliação na rede de apoio ao povo estrangeiro motivou, a realização da “Semana do Migrante da Capital”. O evento, da Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, é mais uma ação da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro, reconhecida pela humanização. A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, acompanha e fomenta ações que contribuam ao desenvolvimento das famílias.

“Nossa gestão tem se baseado em dar oportunidades para a população, visando também auxiliar o desenvolvimento da cidade. O que um município tem de melhor é o seu povo. Então as ações da prefeitura têm que ser no sentido melhorar a vida da população”, enfatizou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.

A “Semana do Migrante da Capital” teve a abertura das atividades nesta sexta-feira (18) e, ao longo de uma semana, palestras, rodas de conversa, Feira Cultural e Gastronômica e uma sessão solene na Câmara Municipal de Vereadores vai debater o tema da migração na capital.

Leia Também:  Obras entregues na gestão Emanuel Pinheiro inovam a rede pública municipal de Ensino

A secretária de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, Hellen Janayna Ferreira de Jesus, disse que os atendimentos às necessidades das pessoas que chegam à capital são feitos por meio do Centro da Pastoral do Migrante e dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras). Em Cuiabá, a predominância é dos povos venezuelanos, haitianos, segalenses, cubanos, dentre outros. “A secretaria não mede esforços para apoiar esta população. Nossos atendimentos são desde acolhimento institucional, encaminhamento para o mercado de trabalho, processo de documentação e tudo aquilo que o migrante precisa quando chega na cidade”, apontou a gestora.

Foi o acolhimento que encontrou em Cuiabá que fez com que o haitiano, Duckson Jacqyes, chegasse no município e não saísse mais. Há oito anos morando na capital, o professor disse que aqui ele realizou sonhos. “Fui acolhido nesta cidade por um senhor que não me conhecia, mas que me hospedou em sua casa. Saí do meu país em busca de uma vida melhor. Hoje eu trabalho, casei, tive filho e constitui minha família. Eu já conquistei muitas coisas”, relatou.

Leia Também:  Municípios recebem segundo repasse do FPM com acréscimo de 26,16%

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, falou da hospitalidade do cuiabano em receber bem as pessoas que chegam ao município. “Somos um povo acolhedor. Essa é uma forte característica da nossa população. Então, as ações da Prefeitura de Cuiabá e da Secretaria de Assistência Social tem que valorizar o nosso jeito de ser”, atestou.

Já a representante da comunidade latino-americana, Silvina Gomes, disse que o evento idealizado pela gestão municipal é inédito. “Em 12 anos que estou em Cuiabá é a primeira vez que vejo uma ação que integra vários representantes públicos”, sentenciou.

Somente na capital, desde 2018, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, já realizou mais de quatro mil atendimentos ao migrante. A solenidade desta sexta-feira reuniu representante do executivo e legislativo municipal e representantes das comunidades haitianas, caribenhas e latino-americana.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA