Momento Cidades

Prefeitura garante salário em dia e pagamento da Revisão Geral Anual dos servidores em Juscimeira

Publicados

em


.

A Prefeitura Juscimeira, por meio da Secretaria de Finanças, efetuou nesta sexta-feira (31), o pagamento da folha salarial do mês de julho dos funcionários públicos municipais dentro do mês trabalhado, além da Revisão Geral Anual (RGA) a todos os servidores referente ao ano de 2020.
De acordo com o secretário de Finanças, José Júnior Alves, o valor total bruto da folha salarial é de R$ 1.616.552,54. Ele destaca que para a efetivação do pagamento dos servidores, a Administração Municipal faz um controle efetivo de gastos desde o primeiro ano da gestão do prefeito Moisés dos Santos, priorizando a pontualidade do pagamento da folha e demais compromissos assumidos junto aos fornecedores.
“O RGA no salário dos servidores ficou da seguinte forma: professores, piso nacional, tiveram um incremento de 12,84%. Os agentes comunitários de saúde (ACS) e de Endemias (ACE) foi de 12% e os demais servidores fora dessas duas categorias teve o RGA foi de 4,4816%, corrigido pelo INPC. Já os conselheiros tutelares, que recebiam um salário mínimo passaram a ganhar dois salários”, explicou o secretário.
O prefeito Moisés dos Santos destacou que a Administração Municipal tem conseguindo honrar o compromisso com o funcionalismo público, que é o pagamento dentro do mês e o Reajuste Geral Anual.
“É direito do trabalhador receber o seu salário em dia. Este compromisso vem sendo cumprido desde o primeiro ano da nossa gestão. Temos uma equipe integrada, estimulada, respeitada e reconhecida pelos seus esforços e,  a melhor maneira de manter isso é valorizando o servidor com os salários em dia”, concluiu o prefeito.

 
Fonte: AMM

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ações de Assistência Social são desenvolvidas em Peixoto de Azevedo
Propaganda

Momento Cidades

Vítimas de violência doméstica poderão fazer denúncia em farmácias de Tapurah

Publicados

em


.

Uma campanha envolvendo todas as áreas da Secretaria Municipal de Assistência Social de Tapurah pretende incentivar as vítimas de violência doméstica a denunciarem agressões nas farmácias. Pela campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica, basta mostrar um X vermelho na palma da mão para que o atendente ou o farmacêutico entenda tratar-se de uma denúncia e em seguida acione a polícia e encaminhe o acolhimento da vítima.   

A ação é voltada para as mulheres que têm dificuldade para prestar queixa de abusos, seja por vergonha ou por medo. “É uma ação para salvar vidas. Os casos de violência contra as mulheres aumentaram no período da quarentena, mas há subnotificação, visto que as mulheres não conseguem sair para ir à delegacia. Até mesmo fazer uma chamada para o 180 passa a ser arriscado pela proximidade constante com o agressor”, explica a Secretária Municipal de Assistência Social, Jô Luza. 

Todas as farmácias de Tapurah, são parceiras na iniciativa. Segundo o material da campanha, atendentes e farmacêuticos seguirão protocolos preestabelecidos para lidar com a situação e não necessariamente serão chamados a testemunhar nos casos. 

A campanha é incentivada também pela Prefeita Maria Martelli “O isolamento social tem sido mais um desafio no combate à violência contra a mulher. Por isso, novas ferramentas foram criadas. A vítima, muitas vezes, não consegue denunciar as agressões. Por isso, é preciso agir com urgência”, disse a prefeita Maria. 

Entre março e abril deste ano, já em meio à pandemia do novo coronavírus, os casos de feminicídio cresceram 22,2% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com um levantamento feito em 12 estados e divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). No mesmo levantamento, o FBSP apontou queda na abertura de boletins de ocorrência ligados à violência doméstica. Para a entidade, os dados do levantamento demonstram que, ao mesmo tempo em que estão mais vulneráveis durante a crise sanitária, as mulheres têm tido mais dificuldade para formalizar queixa contra os agressores. 

DISQUE 180 

A Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 presta uma escuta e acolhida qualificada às mulheres em situação de violência. O serviço registra e encaminha denúncias de violência contra a mulher aos órgão competentes, bem como reclamações, sugestões ou elogios sobre o funcionamento dos serviços de atendimento. 

O serviço também fornece informações sobre os direitos da mulher, como os locais de atendimento mais próximos e apropriados para cada caso: Casa da Mulher Brasileira, Centros de Referências, Delegacias de Atendimento à Mulher (Deam), Defensorias Públicas, Núcleos Integrados de Atendimento às Mulheres, entre outros. 

A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. São atendidas todas as pessoas que ligam relatando eventos de violência contra a mulher. O Ligue 180 atende todo o território nacional e também pode ser acessado em outros 16 países. 

Fonte: AMM

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Prefeitura investe na implantação de sistema de captação e armazenamento de água no Córrego do Ouro
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA