Momento Cidades

Primeira-dama lança campanha “Cuiabá por Elas” voltada para meninas e mulheres em situação de vulnerabilidade social

Publicados

em


A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, com o apoio da Secretaria da Mulher, lançou nesta sexta-feira (07) a Campanha “Cuiabá por Elas”, que consiste na arrecadação de absorventes para meninas e mulheres em situação de vulnerabilidade social do município.

O público alvo da campanha são as assistidas pelo programa Siminina, que atende crianças e adolescentes na faixa etária de 6 a 14 anos, e também meninas e mães atendidas pelos programas desenvolvidos nas 14 unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) da Capital.  

“A ideia dessa campanha é dar esse suporte para essas meninas e mulheres que, muitas vezes por falta de informações ou até mesmo de condições financeiras, não conseguem priorizar a saúde, como um dos cuidados essenciais que devem ser mantidos”, explica a secretária municipal da Mulher, Luciana Zamproni.

A campanha é implantada como continuidade das ações que são diariamente executadas pela secretaria. Seguindo suas atribuições, a Secretaria desenvolve diversos projetos voltados para educação em saúde, principais doenças, cuidados necessários e orientações.

Leia Também:  Maternidade da Rede Cegonha completa 30 dias com 123 nascimentos e 836 consultas

Nesse primeiro momento, os pontos de coleta estarão na recepção do Palácio Alencastro e no Espaço de Acolhimento, situado no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC).

“A gestão Emanuel Pinheiro tem uma administração pautada na valorização e empoderamento feminino. Por meio desse conjunto de ações, será possível manter Cuiabá no cenário nacional das políticas voltadas para as mulheres”, finalizou Zamproni.

Momento Cidades

Mato Grosso registra 434.016 casos e 11.549 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (16.06), 434.016 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.549 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 2.096 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 434.016 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.863 estão em isolamento domiciliar e 407.880 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 445 internações em UTIs públicas e 367 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 83,65% para UTIs adulto e em 42% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (90.308), Rondonópolis (31.549), Várzea Grande (29.427), Sinop (21.092), Sorriso (15.018), Tangará da Serra (14.872), Lucas do Rio Verde (13.308), Primavera do Leste (11.054), Cáceres (9.359) e Alta Floresta (8.279).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 350.769 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 682 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na terça-feira (15.06), o Governo Federal confirmou o total de 17.533.221 casos da Covid-19 no Brasil e 490.696 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 17.452.612 casos da Covid-19 no Brasil e 488.228 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta quarta-feira (16.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: AMM

Leia Também:  Em uma semana, PRF prende dez pessoas que estavam com mandado de prisão em aberto
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA