Momento Cidades

Saúde abre terceira fase da vacinação contra a gripe e reforça importância da imunização durante a pandemia

Publicados

em


A Saúde de Várzea Grande segue calendário de vacinação do Ministério da Saúde e abre a terceira fase da imunização contra Influenza – H1N1, que contempla nove grupos prioritários. Esta nova fase  inclui pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, caminhoneiros, portuários, profissionais das forças de segurança e salvamento, das forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade e população privada de liberdade.

Como explica a superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina de Moura, os postos de vacinação estão abertos e já atendendo a população deste novo grupo prioritário.

“As pessoas que fazem parte dos grupos prioritários das etapas anteriores e que, por algum motivo, não receberam a vacina influenza, ainda podem buscar os postos de saúde na vigência da campanha. É importante reforçar a necessidade de imunização para evitar a transmissão da gripe e diminuir o risco de internações e mortes pela doença. Considerando a pandemia da Covid-19, quanto mais pessoas estiverem protegidas das complicações causadas pela gripe, menos sobrecarga para o sistema de saúde”, alertou Relva Cristina.

As duas primeiras etapas da campanha foram abertas para pessoas acima dos 60 anos, professores, crianças de seis meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); povos indígenas e trabalhadores da saúde.

Leia Também:  Rede estadual de ensino retoma atividades escolares nesta terça-feira

Relva Cristina alerta sobre a baixa cobertura vacinal das etapas I e II, com 29.060 doses aplicadas, o que equivale a 33% da meta a vacinar destas etapas, que corresponde 87.398 pessoas. Os dados são do site do Ministério da Saúde – Localiza SUS – da data de 11 de junho.

“Os grupos que mais vacinamos são os Trabalhadores da Saúde, que atingimos a porcentagem de 64%, ou seja, 3.695 doses aplicadas; crianças de seis meses a 6 anos foram vacinadas, com 13.589 doses, correspondendo 52,4%, professores 50,1% com  1.569 doses aplicadas, e ainda em baixa os idosos, com 27% com 8.150 doses aplicadas. São alguns exemplos que as pessoas contempladas precisam se vacinar, a imunização evita formas graves da gripe”, exemplificou a superintendente.

Como alerta o Ministério da Saúde, segundo Relva Cristina, todos devem ficar em alerta em virtude das campanhas de vacinação da Influenza e da Covid-19 acontecerem simultaneamente. A recomendação é que a vacinação contra a Covid-19 seja priorizada, mas atenção para a administração da vacina da gripe, que requer um intervalo mínimo de 14 dias depois da vacina Covid-19.

Leia Também:  Senado vai debater revisão na Lei de Improbidade Administrativa

“Para quem faz parte dos grupos prioritários para as duas campanhas, deve ser priorizada a vacinação contra o coronavírus e, na sequenência, a vacina Influenza, respeitando esse intervalo mínimo de duas semanas. Para se vacinar, os integrantes de grupos prioritários devem ir até uma unidade de saúde levando a caderneta de vacinação,  um documento com foto, para que os profissionais localizem o cadastro no sistema de informação. No entanto, não ter a caderneta de vacinação em mãos não é impeditivo para tomar a vacina da gripe. Os de comorbidades devem apresentar o laudo médico, com assinatura do médico responsável e identificação do CID – Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde de Identificação. Os demais devem apresentar a  identificação de suas profissões e ou atribuições, como carteira de trabalho ou holerite deste ano”,esclareceu.

Propaganda

SORRISO

Após reinauguração, Centro de Convivência da Pessoa Idosa retoma atividades

Publicados

em


O espaço foi totalmente reestruturado, com ampliação de mais de 900 m². A área construída, que era de 1.408,43m², passou para 2.377,43m², após o investimento de mais de R$ 1,6 milhão de recursos oriundos do Ministério Público, após acordo formalizado com o Banco do Brasil e aplicação de recursos municipais. 

Para a primeira-dama do município e secretária de Assistência Social, Jucélia Ferro, a entrega do novo espaço é a realização de um sonho. 

“Estamos muito emocionados hoje, porque essa entrega foi tão aguardada e desejada por todos. Agradeço à gestão municipal por tornar possível a realização desse sonho e o empenho de todos os secretários, que não mediram esforços para que essa obra fosse finalizada. Gratidão também às minhas pérolas da Assistência Social, que organizaram tudo, desde o início, e a nossa querida coordenadora Silvana, pelo excelente trabalho realizado há anos com nossos idosos. Esse espaço ficou lindo, amplo e estamos retornando com muita responsabilidade com a saúde e segurança de todos. Ver a carinha de felicidade de cada um, não tem preço”, disse Jucélia.

Em sua fala, o vice-prefeito Gerson falou da importância do local para a qualidade de vida dos idosos. 

“Hoje é uma noite especial, em que o sonho de uma gestão que coloca a pessoa em primeiro lugar está sendo realizado. Que esse espaço traga muitas alegrias a quem aqui trabalha e, em especial, aos nossos queridos idosos, que aqui passam momentos felizes, de muita descontração”, desejou. 

Para o prefeito Ari Lafin, é uma imensa alegria para a gestão entregar o Centro de Convivência todo reestruturado aos idosos. 

“Agradeço o apoio de todas as secretarias que estiveram envolvidas no processo, em particular aos secretários, que fazem com que as melhorias no Município sejam possíveis. Foram muitas as cobranças para que pudéssemos concluir essa reforma. Parabéns à secretária de Assistência Social, que muito nos cobrou até que conseguíssemos entregar esta obra tão desejada”, complementou Ari.

De acordo com a coordenadora do CCI, Silvana Bezerra Milan, 400 idosos se recadastraram para retornarem às atividades. Com capacidade para atender 200 idosos por período, a nova estrutura ofertará atividades de hidroginástica, academia, oficina de informática e jogos diversos, seguindo todas as medidas de biossegurança necessárias em decorrência da pandemia.  

“Com a ampliação, o espaço dobra a capacidade de atendimento. Agora, contamos com um amplo espaço para a realização das atividades com a qualidade e segurança necessárias, oferecendo mais qualidade de vida aos nossos idosos”, frisou.

Logo na chegada, os idosos passaram pelo protocolo de bissegurança, com aferição de temperatura e higienização das mãos. O primeiro passo foi a assinatura do Termo de Ciência e Concordância, necessário para o retorno das atividades. Como medida de segurança, só poderão participar das atividades os idosos que estiverem com o esquema vacinal completo da Covid-19.

Leia Também:  Senado vai debater revisão na Lei de Improbidade Administrativa

Homenagem à Sebastião Martini

O Centro de Convivência da Pessoa Idosa (CCI) recebeu no ano de 2004 o nome Sebastião Martini, por meio da Lei Municipal 1209, em homenagem ao pioneiro de Sorriso. A solenidade de reinauguração do local contou com a presença da filha do homenageado, Iris Martini.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA