Momento Cidades

Secretaria de Assistência Social dá início a entrega parcial de cartões do Programa Ser Família

Publicados

em


Famílias em situação de vulnerabilidade social, que foram cadastradas pela Secretaria Municipal de Assistência Social para terem acesso ao programa Ser Família, devem estar atentas ao horário para o recebimento dos cartões que garantem o benefício, e que começam a ser distribuídos neste sábado (08), no CEPAC (Centro Pastoral Padre Aldacir Carniel), localizado na região central, a partir das 9 horas. Em Várzea Grande, cerca de 14 mil famílias serão beneficiadas. 

 “Esse benefício do Governo do Estado, que dá acesso a transferência de renda no valor de R$ 150,00, exclusivamente, para a compra de alimentos,  com certeza irá beneficiar aqueles que mais precisam, aliados a outros programas idealizados pela Prefeitura Municipal, que também beneficiam as famílias carentes do nosso município, com kits de cestas básicas e produtos de limpeza e de higiene”, destacou o prefeito Kalil Baracat, lembrando que o programa Ser Família teve seu início no município no dia 1º de Maio, com a presença do governador do Estado Mauro Mendes e da primeira-dama, Virginia Mendes.  

Leia Também:  Mato Grosso registra 489.642 casos e 12.765 óbitos por Covid-19

A entrega dos cartões será feita de forma segura, obedecendo as normas sanitárias e os protocolos estabelecidos pela Secretaria Municipal de Saúde. E para que não haja aglomeração, a Secretaria de Assistência Social elaborou uma lista com os nomes dos beneficiários (seguindo a ordem alfabética), com a data, horário e até o detalhamento da mesa que cada um deverá se apresentar com os documentos pessoais exigidos. 

A secretária da pasta, Eliamara Zeferini, explicou que a equipe da Secretaria de Assistência Social realizou, num período de 15 dias, a localização de mais de 14 mil famílias, que serão atendidas pelo programa, para copilar os dados e confirmar a situação de vulnerabilidade social. 

A gestora destacou que por conta da pandemia da Covid-19, muitas famílias perderam suas rendas e estão passando por dificuldades. “O programa vai atender famílias que recebem até R$ 70,00 por pessoa da família por mês, inscritas no Cadastro Único”. 

A primeira-dama de Várzea Grande,  Kika Dorilêo Baracat, reforçou que o Ser Família Emergencial irá oferecer um conforto para muitas famílias várzea-grandenses e que a administração municipal também tem aplicado políticas públicas para a captação de recursos, além de parcerias com setores privados para a ampliação de programas sociais. 

Leia Também:  Maioria dos municípios ainda não estabeleceu fonte de arrecadação para custear manejo de resíduos sólidos

Propaganda

SORRISO

Prefeitura de Sorriso protocola projetos para alteração da data-base e concessão da RGA

Publicados

em

“Nós prontamente atendemos a solicitação do Sinsems. A Administração Municipal entendeu que diante da pandemia todos sofreram danos financeiros. Os servidores municipais foram afetados pela Lei 173/2020 que proibiu a concessão de aumentos e ou reajustes; então, antecipar a data-base é uma ação justa e também de reconhecimento ao trabalho realizado pelos servidores”, frisa Estevam ao lembrar que a alteração proposta pela 173/2020 proíbe aumentos e ou reajustes até 31 de dezembro de 2021.

O secretário destaca ainda que também foi protocolado o Projeto de Lei 62/2021 que estabeleceu a proposta para a RGA em 10,17% com concessão a partir do mês de janeiro de 2022. Pelo projeto, o valor já entraria na folha de janeiro. Ao todo, a RGA será concedida a cerca de 2,6 mil servidores públicos da Administração Municipal, entre efetivos, comissionados, contratados e estagiários.

Estevam destaca que “o Município entende a necessidade dos servidores; nesses dois anos observamos um aumento elevado nos produtos básicos de alimentação consumidos no dia-a-dia; o mesmo observamos em setores como de saúde e transporte com o aumento de combustíveis. Infelizmente, a 173/2020 travou aumentos e reajustes e estamos buscando compensar e estabilizar essa situação”, diz.

Leia Também:  Maioria dos municípios ainda não estabeleceu fonte de arrecadação para custear manejo de resíduos sólidos

O gestor detalha que desde o início todos os envolvidos buscaram trataram o assunto de maneira franca e humanizada. “Agradecemos o apoio e compreensão dos servidores, do Sinsems e também dos vereadores nesse processo”, pontua.

Para o gestor, o apoio e união de todos foi fundamental para “chegarmos a números possíveis de ser implantados no Município”. Estevam completa que a Administração Municipal sabe da necessidade de modernizar a gestão para acompanhar o crescimento de Sorriso. “Nosso foco é trabalhar em harmonia com o Sinsems, com os vereadores  e os servidores mu buscando acompanhar o ritmo acelerado do desenvolvimento de Sorriso”, detalha. Agradeço o apoio do Leocir Faccio, presidente do Sinsems”, destaca. Leocir complementa que foi um trabalho em conjunto na busca de um denominador em comum e que beneficiasse todos.

Estevam finaliza que nesse processo, todos são essenciais e precisam ser valorizados. “Hoje protocolamos para apreciação dos vereadores esses dois projetos, mas continuamos a discussão com o Sinsems para outros projetos como concessão de vale-alimentação, vale- transporte e outros benefícios”.

Já protocolados, os Projetos de Lei 62/2021 e 64/2022 seguem agora para apreciação do Legislativo. Os secretários José Carlos Moura (Segurança, Trânsito e Defesa Civil); Hilton Polesello (Governo); Marcelo Lincoln (Agricultura e Meio Ambiente) e Ednilson Oliveira (Cidade), também estiveram presentes na reunião com o Legislativo.

Leia Também:  Confira como será a vacinação neste sábado (31) e na segunda (02) no Senai Porto, Assembleia Legislativa e nos polos de drive thru do Sesi Papa e UFMT em Cuiabá

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA