Organização das patrulhas mecanizadas

Mais que um local que vai abrigar os tratores e demais equipamentos que vão ajudar no trabalho das famílias de chácaras e assentamentos rurais.

“Precisamos organizar todos os processos, manter os equipamentos sempre em dia e garantir que os produtores sejam atendidos dentro de um cronograma”, destaca o prefeito, reforçando que o estímulo à agricultura familiar não se resume só ao apoio na hora de plantar, cuidar e colher, mas também se traduz na garantia de mercado.

Leia Também:  Vigilância em Saúde alerta sobre os cuidados com a dengue

 “É uma relação importante para todos, pois são os produtores das chácaras, do Assentamento Jonas Pinheiro, do Projeto Casulo, que garantem os produtos fresquinhos para a merenda escolar e para as cestas entregues pela Assistência Social”, lembra o gestor.

Márcio Kuhn explica que a questão vai além do “agenda um trator pra gente”. “Distribuição do calcário, organização do plantio do milho, entre outros serviços também serão devidamente ajustados e organizados para que todos os produtores possam ser atendidos”, explica, lembrando que o planejamento garante que o uso dos equipamentos seja otimizado, evita o desgaste desnecessário, e a perda de tempo, fator crucial em momentos-chave, como a fase de plantio, por exemplo.

“Assim como esse avanço na organização das patrulhas, também estamos reforçando o cuidado com as estradas nestas regiões de chácaras e do Assentamento Jonas Pinheiro, o que vai permitir que nossas famílias do campo possam desfrutar de mais segurança e bem-estar, não só eles, mas todos que passam por estas estradas diariamente”, reforça Gerson.

Barracão

Na próxima semana, a Prefeitura deve entregar o espaço especialmente revitalizado para servir de ponto de apoio à agricultura familiar. O antigo barracão localizado ao lado do Abrigo Municipal de Cães e Gatos de Sorriso, às margens da BR-163, foi reformado pela equipe da Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

Leia Também:  Confira a programação esportiva de Sorriso para o fim de sema...

Com mais de R$ 150 mil em investimentos, o barracão, que tem uma área construída de 450 m², ganhou nova cobertura, reforma da parte elétrica, dos portões e uma nova pintura. No local, também está sendo montada uma oficina, para que reparos menores, assim como manutenções, sejam feitos ali mesmo.

Como vai funcionar? O produtor que precisar do equipamento deve entrar em contato com  representantes da Sama que estarão lá no barracão e agendar a utilização.

Antes de liberar o equipamento, é feita uma checagem geral das condições, garantindo assim que o produtor não sofra com problemas inesperados durante o uso dos tratores, grades, caminhões e todos os outros demais itens que fazem parte da rotina do campo. O cuidado extra também vai permitir que estes veículos e equipamentos tenham vida mais longa.