Momento Cidades

Vacinação contra H1N1 começa hoje em Várzea Grande para grupos prioritários

Publicados

em


A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (H1N1) inicia hoje, 13 de abril, em Várzea Grande, e segue até o dia 9 de julho. A Saúde Municipal vai desenvolver a campanha em três etapas, conforme orientações e critérios do Ministério da Saúde, que já especificou quem deve vacinar em cada uma delas, de acordo com os grupos prioritários. No município, a vacinação ocorrerá em 12 Unidades Básicas de Saúde.

Conforme explica o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, 12 unidades de saúde da Atenção Primária foram reservadas para a campanha de vacinação da H1N1,  justamente as que não atendem casos de Covid-19. O objetivo é dar maior segurança às pessoas que  serão vacinadas, pois as demais unidades estão envolvidas com as ações de diagnóstico e tratamento dos casos leves de Covid-19.

“Para dar fluxo para a campanha, as unidades estão localizadas em todas as regiões da cidade. Temos que dar atenção especial a esta iniciativa, uma vez que a síndrome gripal também pode acarretar a morte, quando não cuidada. A vacina é segura e efetiva para a prevenção da gripe influenza e é, por meio dela, que se consegue reduzir complicações, internações e mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza”, explicou o secretário.

Leia Também:  Prefeito e primeira-dama recebem manto do Senhor Bom Jesus de Cuiabá

As Unidades Básicas que vão funcionar como pontos de vacinação da H1N1 estão localizadas nos bairros: Vila Arthur, São Mateus, Santa Isabel, Construmat, Cohab Cristo Rei, Policlínica do Cristo Rei, Aurília Curvo, Manga, Unipark, Nossa Senhora da Guia, Manaíra e Marajoara.

Nesta primeira etapa, que vai de 13 de abril a 10 de maio, serão vacinadas crianças entre 6 meses até as que não completaram 6 anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres com filhos até 40 dias), povos indígenas e trabalhadores da saúde.

A  superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina, alerta os pais para que levem  seus filhos para se vacinar, o que evita agravamento de doenças respiratórias. “Estas 12 unidades vão funcionar em horário de expediente normal, das 7h30 às 17h, e as equipes de Saúde estão organizadas e prontas para mais esta etapa de imunização” explicou ela.

A segunda etapa ocorrerá entre os dias 11 de maio e 8 de junho, quando serão vacinados idosos de 60 anos acima e professores. “O Ministério da Saúde não indica a aplicação da vacina da gripe ao mesmo tempo que a da Covid-19. A recomendação é para que as pessoas do grupo prioritário tomem primeiro a vacina contra a Covid-19 e depois a vacina contra a gripe, após um intervalo mínimo de 14 dias”, explicou a superintendente Relva Cristina.

Leia Também:  Ruas e praças de Cuiabá se tornam palco do Festival Zé Bolo Flô

A terceira etapa será entre 9 de junho e 9 de julho, tendo como público alvo integrantes das Forças Armadas, de segurança e de salvamento; pessoas com comorbidades, condições clínicas especiais ou com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário; trabalhadores portuários; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade; e adolescentes em medidas socioeducativas.

Outra recomendação, aponta Relva Cristina, é que pessoas com quadro que sugere infecção por Covid-19 devem adiar a vacinação contra a influenza H1N1. “Como a piora clínica pode ocorrer até duas semanas após a infecção pelo novo coronavírus, o ideal é que a vacinação seja adiada até a recuperação clínica total do quadro de Covid-19 e, pelo menos, quatro semanas após o início dos sintomas ou quatro semanas depois  do resultado positivo por PCR em pessoas assintomáticas. As doses estarão reservadas para estes grupos estabelecidos. A escolha dos grupos prioritários que vão receber esta vacina segue recomendação da Organização Mundial de Saúde -OMS”, finalizou a superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina.

LUCAS DO RIO VERDE

Corrida Setembro Amarelo é marcada pela alegria e boa participação dos luverdenses

Publicados

em


A segunda etapa do Circuito Municipal de Corrida de Rua, das quatro previstas, foi realizada neste domingo (26) pela Prefeitura de Lucas do Rio Verde e Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE). Além dos atletas, o evento esportivo foi acompanhado por autoridades e familiares dos atletas, que estiveram à beira do circuito torcendo pelos competidores.

O evento foi organizado pela  Secretaria de Esporte e Lazer, com apoio das secretarias de  Saúde, de Infraestrutura e Obras e de Segurança e Trânsito, além da parceria com o Corpo de Bombeiros e empresas privadas.

Para essa segunda etapa, a Corrida Setembro Amarelo, teve 200 inscrições efetivadas. Dessas, cerca de 100 atletas já haviam participado da primeira edição, em agosto deste ano.

Para dar a largada, às 7h, o prefeito Miguel Vaz, acompanhado da primeira-dama Janice Ribeiro, destacou a retomada do esporte. “Avançamos na vacinação e os nossos dados mostram isso. Então a gente começa a superar essa pandemia e retomar, mesmo que de maneira gradativa, essas atividades que movimentam a cidade”.

O evento esportivo teve largada na rotatória da Prefeitura de Lucas do Rio Verde e reuniu pessoas das mais diversas faixas etárias. 

David Ivo tem 63 anos e usou da sua experiência para chegar à frente dos demais na categoria, conquistando assim a primeira colocação. “Graças a Deus eu consegui terminar a prova, tranquilo, não forcei, correndo no meu limite. O esporte pra mim representa saúde”.

Na categoria 16 a 29 anos, o jovem Elizeu Santos, de 22 anos, foi quem cruzou a linha de chegada primeiro. “Esse é um evento muito bem organizado. A Secretaria sempre abre as portas para os jovens atletas e isso é muito bom. Eu já corro há quatro anos e estou me preparando agora para o estadual em Cuiabá, no mês de outubro, então só tenho a agradecer esse incentivo da secretaria.” 

No Geral Feminino, Antônia de Willian Carvalho foi quem conquistou a primeira colocação. “Essa corrida é muito importante para nós que estamos voltando agora, depois dessa pandemia. Hoje, apesar de estar lesionada, meu desempenho foi bem melhor do que na primeira edição”.

Dentre as tantas associações presentes, estava a ACCOR – Associação dos Corredores de Rua de Lucas do Rio. Na linha de chegada, a presidente do grupo, Cristiane Tanaka, gritava palavras de otimismo e força, em apoio aos competidores. “Faz parte do esporte a gente incentivar. Eu sempre falo para esses atletas que a chegada é um símbolo de superação. Muitos aqui começaram a correr agora, outros já estão aí há muitos anos. Então é muito importante completar o percurso e o resultado é consequência”.   

“Nós da secretaria ficamos muito felizes em ver essa participação da população. Estamos com outros eventos acontecendo na cidade, devemos iniciar mais alguns em breve e a gente espera retomar, mesmo que aos poucos, a prática esportiva em Lucas do Rio Verde”, disse o secretário de Esporte e Lazer, Jackson Lopes.
 
Ainda este ano, outras duas edições do esporte devem ocorrer, concluindo assim todas as etapas da Corrida Quatro Estações. 

Abaixo você pode conferir todos os resultados.

Leia Também:  Reforma eleitoral é aprovada no Senado sem as coligações em eleição proporcional
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA