Momento Curiosidades

Lady Ninja: Idosa imobiliza criminoso com golpes de jiu-jitsu

Publicados

em


source
ninja
John Rogers/Divulgação

Suas habilidades em artes marciais podem não ser exatamente assustadoras, mas ainda assim, não mexa com Lady Ninja


Suas habilidades em artes marciais podem não parecer assustadoras, mas ainda assim, não mexa com Lady Ninja . Policias americanos dizem que essa foi uma lição aprendida , dolorosamente, por um criminoso na Califórnia. Ele tentou invadir o apartamento de uma idosa de 82 anos, vizinha de Lady Ninja, e chegou a empurrá-la.  


A amiga da vítima, de 67 anos, chamada Lorenza Marrujo, entrou na briga e,  com alguns chutes, socos e cotoveladas, estava tudo acabado. A polícia chegou para encontrar o suspeito no chão, com um dos joelhos de Lorenza no seu pescoço e o outro no seu peito .

Lorenza, que gosta de ser chamada de “Lady Ninja” e é faixa preta em jiu-jitsu , disse que estava em seu apartamento no terceiro andar na segunda-feira (28), quando ouviu gritos vindos do primeiro andar e foi investigar.

Leia Também:  "Hotéis do amor" são acusados ​​de discriminar gays no Japão

Lá, ela encontrou o homem atacando sua amiga, Elizabeth McCray. Lady Ninja, que tem um metro e meio de altura e pesa cerca de 45 quilos, não hesitou em  partir para cima do agressor , que era maior e mais jovem que ela. “Eu o derrubei com um chute”, disse Marrujo. “Então eu dei cotoveladas ele gritou de dor.”

Ela já trabalhou como segurança e começou a estudar artes marciais há quase 40 anos para proteção pessoal. Ainda assim, reclamou após o ataque que não estava tão afiada quanto gostaria. “Estou ficando enferrujada”, disse ela, acrescentando que vai intensificar seus treinos para se preparar melhor da próxima vez .

Os registros policiais do condado de San Bernardino mostraram que o invasor, identificado como Donald Robert Prestwood, 59, já  responde por lesão corporal . Ele foi detido e levado para a delegacia. 

Propaganda

Momento Curiosidades

“Hotéis do amor” são acusados ​​de discriminar gays no Japão

Publicados

em


source
.
Andia/Alamy Stock Photo

Um motel na área de Shibuya, em Tóquio


Em maio deste ano, no auge da primeira onda do novo coronavíru s,  um casal gay de Amagasaki, oeste do Japão, pensou que iriam aliviar o tédio do isolamento social do país com uma ida a um hotel do amor , onde parceiros pagam por estadias curtas para ter relações sexuais.


Mas, em vez de um tempo para relaxar, o casal nem chegou até a porta de seu quarto. “A recepcionista foi muito educada”, disse um dos homens ao site Kobe Shimbun. “Ela apenas disse que homens com homens não são permitidos.” A tentativa de encontrar um quarto em outro motel próximo também acabou em decepção. Mas, desta vez, a linguagem era abertamente homofóbica .

Leia Também:  Professores usam retroescavadeira para atravessar rio e dar aula; veja o vídeo

“Homens gays não usam as instalações de maneira adequada”, disse a recepcionista, sem explicação. “Foi um caso claro de discriminação”, disse o homem, que não teve a identidade divulgada. 

Ele e seu companheiro, que têm a união civil reconhecida pela prefeitura local, não estão sozinhos. Enquanto os milhares de hotéis do amor no Japão recebem milhões de casais heterossexuais em busca da privacidade e intimidade que lhes é negada em casa, os casais gays dizem que são frequentemente rejeitados.

Os dois hotéis em Amagasaki foram multados depois que o casal apresentou uma queixa, levando as autoridades a ordenar que parassem de discriminar hóspedes do mesmo sexo. 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA