Momento Destaque

A exemplo do que ocorreu em Criciúma SC nesta terça(1º) terroristas atacam cidade do Pará na madrugada desta quarta provocando pânico

Publicados

em

Um grupoo terrorista com cerca de 20 criminosos tomou as ruas de Cametá (PA), a 235 km de Belém, no começo da madrugada desta quarta-feira (2), e assaltou uma agência do Banco do Brasil.

Moradores relataram em redes sociais uma noite de terror. Um homem foi morto após ser feito refém. Outra pessoa foi atingida na perna e está internada no hospital da cidade, mas não corre risco de vida.

A ação tem características semelhantes à registrada em Criciúma no sul de Santa Catarina, na madrugada desta terça(1º) em que uma quadrilha também fez ataques pelo município em ação para assaltar uma agência do BB.

Assim como ocorreu em Criciúma, os terroristas fortemente armados atacaram um quartel da Polícia Militar (PM), impedindo a saída dos policiais, e usou reféns como escudos para se locomover pelas ruas da cidade. As pessoas foram capturadas em bares.

“Muita gente estava assistindo ao jogo Flamengo x Racing pela Libertadores, os bares estavam lotados”, diz Márcio Mendes, morador da cidade, em entrevista a GloboNews. “Renderam as pessoas e levaram para frente da base da Polícia Militar.”

Leia Também:  Presidente do INDEA MT acusado de suposto assédio por ex-funcionária pede exoneração do cargo nesta segunda-feira(18) em Cuiabá

Os criminosos atiraram para cima durante mais de uma hora. O grupo usou armas de alto calibre e explosivos. A agência do BB atacada, que fica no prédio da Câmara dos Vereadores de Cametá, ficou destruída (veja na foto abaixo).

Moradores relataram que uma agência do Banpará – o banco estadual – também foi atacada, mas o governo negou a informação.

Os bandidos deixaram a cidade por volta de 1h30. Segundo a PM, o grupo fugiu usando carros e barcos – a cidade fica às margens do Rio Tocantins. Ainda não se sabe o que foi levado e se alguém foi detido. Uma caminhonete com explosivos foi apreendido no km 15 da estrada que liga Cametá a Tucurí, segundo o governo.

Cametá é uma das 10 maiores cidades do Pará, com cerca de 136 mil habitantes, segundo o IBGE, e fica próximo à Ilha do Marajó, no Norte do estado. O governador Helder Barbalho (MDB) disse está a caminho do município para acompanhar as investigações.

“Já estou em contato com a cúpula da segurança pública do Estado acompanhando as providências que estão sendo tomadas neste episódio, no município de Cametá. Não mediremos esforços para que o quanto antes seja retomada a tranquilidade e os criminosos sejam presos. Minha total solidariedade ao povo cametaense”, escreveu governador.

Leia Também:  Policial penal supostamente membro do CV é preso em flagrante ao tentar entrar com celulares e dinheiro em cadeião feminino

Em 2020, o estado registrou ao menos dois outros assaltos semelhantes: um em Ipixuna do Pará, em 30 de janeiro, e em São Domingos do Capim, em 3 de abril. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, “praticamente todos os envolvidos” foram presos.

 

 

Otavio Ventureli(da redação)

Momento Destaque

Policial penal supostamente membro do CV é preso em flagrante ao tentar entrar com celulares e dinheiro em cadeião feminino

Publicados

em

Um policial penal, de 39 anos, foi preso em flagrante, na manhã de ontem(18), com 14 celulares, 13 fones de ouvido, sete carregadores e uma bateria, além de mais R$ 1,8 mil, que eram para ser entregues na cadeia feminina de Rondonópolis MT.

O crime foi flagrado após informações do  Núcleo de Inteligência do Presídio da Mata Grande. Uma equipe de policiais penais conseguiu realizar o flagrante dentro da cadeia feminina. A princípio, o suspeito estava em posse de dois celulares, quatro carregadores e dois fones de ouvidos embalados em saco plásticos. Dentro de uma bolsa com mais R$ 1,8 mil.

Durante a revista, foi o próprio suspeito quem abriu a bolsa para que fosse revistado. Uma outra busca foi feita no carro dele, onde havia mais sete celulares, dois carregadores e vários fones de ouvidos. Na parte debaixo do veículo, mais cinco celulares foram achados, bem como um carregador e fones. Tudo foi filmado.

Em depoimento, o policial penal afirmou que parte dos aparelhos seriam entregues na penitenciária feminina e outros na Mata Grande.

Leia Também:  Após três dias de caçada Policia Militar prende Empresário assassino que matou covardemente morador de rua com dois tiros na cabeça

Os telefones eram jogados na parte debaixo do carro durante o seu plantão e ele recolhia os aparelhos, na sequência, depois ingressava no interior das unidades e fazia a distribuição. Há informações de que os celulares seriam entregues para uma reeducanda batizada como “Glock”. Segundo investigações, ela é membro do Comando Vermelho.

Celular do servidor foi apreendido e passará por perícia, pois a  polícia vai investigar agora o envolvimento dele com o Comando Vermelho, facção que lidera ações criminosas dentro e fora dos presídios em Mato Grosso.

A Sesp informou por meio da Adjunta de Administração Penitenciária que a prisão ocorreu após denúncia anônima e monitoramento. Mas não falou se abrirá processo para investigar a conduta do servidor.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA