Momento Destaque

Inconformado com separação médico clínico geral mata mulher a tiros no carro e depois se mata em estacionamento de shoping

Publicados

em

Um casal feliz, num relacionamento afetuoso e duradouro. Era assim que a psicóloga Roseneia Gomes Machado, de 61 anos, e o médico Antônio Carlos da Silva Pires, de 65, se apresentavam socialmente.

Quando foi candidato a deputado estadual, em 2018, o ex-diretor do Hospital Pedro II, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, gravou vídeo ao lado da mulher. Abraçada a ele e sorridente, Rose pedia votos no marido.

Mas na quinta-feira, 29, um trágico assassinato deu fim ao relacionamento de 30 anos, que já havia acabado há dois meses. O clínico geral é suspeito de matar a ex-mulher dentro de um carro estacionado em um shopping no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Após atirar em Roseneia, o médico tirou a própria vida.

— Apresento meu marido, como presente de Deus na minha vida, para ser hoje o candidato de Deus neste mundo que está necessitando tanto de apoio político — declarava a psicóloga.

Naquela ocasião, concorrendo pelo Partido da República (PR), ele recebeu 3.020 votos e não conseguiu se eleger. Tentaria novamente em 2018, em paralelo ao atendimento médico. O clínico geral se candidatou ao cargo de deputado estadual pelo Pros, mas conseguiu apenas 1.321 votos, não se elegendo. Na época, declarou um patrimônio de R$ 369.067 mil.

Leia Também:  Miss Água Boa MT é encontrada sem vida nos fundos de sua residência na madrugada desta quinta; Polícia trabalha com a hipótese de suicidio

Roseneia estava registrada no Conselho Regional de Psicologia desde 2014, ou seja, há seis anos era credenciada como psicóloga. A única filha dela seguiu a mesma profissão e trabalha como coach em Macaé, no Norte Fluminense.

Antônio Carlos estudou Medicina na Faculdades Souza Marques e trabalhou no Hospital municipal Rocha Faria antes de iniciar sua gestão no Hospital municipal Pedro II, em 2008.

O crime

Antônio Carlos e Roseneia tiveram um último encontro dentro do carro, que estava no estacionamento de um centro comercial em Campo Grande, na Zona Oeste, local em que ela mantinha um consultório. O médico estava inconformado com a separação e procurou Rose para tentar uma reconciliação.

Testemunhas disseram que o casal discutiu no estacionamento do estabelecimento na Estrada da Cachamorra, e, em seguida, tiros foram ouvidos. Os corpos dos dois foram achados dentro do automóvel, com marcas de tiros.

A polícia ainda investiga se Roseneia foi alvo de uma execução planejada,ou seja, um feminicídio, ou aconteceu após mais uma tentativa de reconciliação. O casamento durou três décadas até a psicóloga pedir o divórcio, o que teria deixado o médico inconformado.

Leia Também:  Secretário de Governo é preso em flagrante e encaminhado ao Cadeião acusado de desviar materiais de recuperação de rodovia para fazenda

Testemunhas relataram ter ouvido os dois discutindo no veículo, e, logo em seguida, escutaram os disparos. A psicóloga deixou uma filha, Brun Gomes Machado, que está grávida de 26 semanas do seu primeiro filho e que seguiu os passos da mã como profissão.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com extrario)

Momento Destaque

Empresário cuiabano infectado com Covid 19 que estava internado no Hospital Santa Rosa morre em UTI aérea minutos antes de chegar em SP

Publicados

em

O empresário Ricardo Amaral, 48, morreu na manhã desta quinta-feira (3), enquanto era transferido de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aérea de Cuiabá para São Paulo.

O homem estava com covid-19 e seguia para hospital particular na capital paulista.

Ricardo Amaral,  tinha empresas no setor imobiliário, em Cuiabá. Ele era casado e deixa duas filhas. Nas redes sociais, amigos deixaram mensagens de despedida ao empresário, vítima do novo coronavírus.

Triste! Deus o receba de braços abertos”, escreveu um dos amigos, em rede social.

Informações preliminares são de que o empresário estava internado há 10 dias no Hospital Santa Rosa. No domingo (29), o quadro de saúde se agravou e a família esperava vaga no hospital paulista.

O leito foi conseguido nesta quinta(03) e ele seguia de avião para a cidade. No meio do trajeto, o empresário sofreu infarto e não resistiu.

O avião retornou para Cuiabá e o enterro ocorre ainda nesta quinta, mas sem permisão para aglomeração por causa das medidas restritivas para evitar a transmissão do novo coronavírus.

Leia Também:  Outra: Mulher registra BO alegando que foi vítima de agressão e tentativa de estupro do próprio marido ao se negar a manter relação

 

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA