Momento Destaque

Balanço da ROTAM revela que de janeiro a agosto deste ano cinco quadrilhas de estelionatários foram desarticuladas e 35 criminosos presos em MT

Publicados

em

Trinta e cinco pessoas foram presas por estelionato e R$ 25 mil em dinheiro foram apreendidos de janeiro a agosto de 2020 pelos policiais do Batalhão Rotam da Polícia Militar.

A quantia era oriunda do crime. Além disso, cinco quadrilhas foram desarticuladas, o que levou a um prejuízo de cerca de R$ 100 mil aos criminosos.

De acordo com informações da assessoria de imprensa da Rotam, em todas as ocorrências de estelionato atendidas pela unidade especializada da PM constavam a participação de homens e mulheres de diferentes faixas etárias, e foram registradas tanto na região metropolitana quanto no interior de Mato Grosso.

Na maioria das situações, a PM encontrava os golpistas em residências, quitinetes ou apartamentos bem localizadas. Os espaços quase todos eram alugados e eram utilizados para montar as chamadas “centrais do crime”.

Nestes locais, as quadrilhas falsificavam documentos, cédulas, clonavam cartões bancários e aplicavam golpes por meio de ligações telefônicas, sites de vendas pela internet ou por aplicativos de mensagens.

Além dos R$ 25 mil em dinheiro, também foram apreendidos nas ações 31 aparelhos celulares, 135 chips para telefone, 17 folhas de cheques em branco, 14 joias, 23 cartões de crédito, dentre outros objetos como máquinas de cartão, comprovantes bancários e documentos pessoais.

Leia Também:  ex-Deputado José Riva afirma que Emanuel Pinheiro extorquia quem achava pela frente e que o gestor recebeu R$2,4 milhões em mensalinho

Uma das mais recentes prisões de golpistas realizadas pela Rotam da PM foi registrada no dia 14 de agosto, em um condomínio no bairro Renascer, em Cuiabá.  Os policiais que estavam em patrulhamento tático receberam uma denúncia via 190, de uso de drogas em uma das residências do local.

A equipe foi até o endereço e encontrou um suspeito fazendo uso de maconha. Ao verificar a residência, se deparou com uma espécie de “laboratório” de falsificação de documentos e fraudes.

Os militares apreenderam 38 cédulas de identidade, 49 holerites, 19 fotos para documentos, 53 comprovantes de endereço e R$ 1.750 em dinheiro. Quatro pessoas foram presas por estelionato, formação de quadrilha, dentre outros crimes.

O comandante da Rotam, tenente-coronel Paulo César, conta que a maioria das ocorrências surgem a partir de denúncias pela 190 e por meio do patrulhamento tático nas ruas; com a checagem de veículos, abordagem a pessoas suspeitas e até em ocorrências envolvendo o tráfico ilícito de drogas.

“Durante os atendimentos, a Rotam, de forma ostensiva, verifica tudo por meio da checagem de documentação, abordagem pessoal e veicular. Com a colaboração da população pelas denúncias via 190 conseguimos evitar que mais pessoas de bem fossem vítimas e caíssem nos golpes dessas quadrilhas que sustentam todo e qualquer tipo de crime; receptação, tráfico de drogas, estelionato, roubos e furtos e outros”, explicou o tenente-coronel.

Leia Também:  Banhistas encontram corpo de homem ainda não identificado pela polícia sem cabeça boiando em aguas do rio dos macacos em Sinop

 

Otavio Ventureli(com ascom)

Momento Destaque

Pânico e medo: Fortes chuvas acompanhadas de ventos de até 100 km/hora causam rastros de destruição em municipios de Mato Grosso

Publicados

em

Uma forte chuva, acompanhada de ventania, resgistrada nesta quarta-feira (30) nos municípios de Cláudia, Marcelândia e União do Sul, região norte de Mato Grosso, deixou rastros de destruição e a população sem energia. A tempestade destelhou casas e comércios e derrubou árvores.

Os prejuízos ainda não foram calculados. Não há informações de feridos. A tempestade acompanhada de raios foi registrada durante a tarde. Em Cláudia, a situação pós tempestade começou a ser normalizada.

Vídeos compartilhados por populares em grupos de WhatsApp mostram a intensidade da chuva. Um galpão foi completamente destruído no município de Cláudia.

Segundo uma mensagem enviada por um cidadão, a cidade carece de ajuda. “No momento sem comunicação e sem energia na cidade! Vários postes caídos, dezenas de casas destelhadas”, digitou.

O Conselho Tutelar do município de Cláudia foi destelhado. Os conselheiros retiraram os equipamentos e esperam para esta quinta-feira (01) ver os encaminhamentos para resolver a situação.

A Energisa confirmou que os temporais com ventos fortes e raios na região norte de Mato Grosso atingiram os municípios de Cláudia, Marcelândia e União do Sul.

Leia Também:  ex-Deputado José Riva afirma que Emanuel Pinheiro extorquia quem achava pela frente e que o gestor recebeu R$2,4 milhões em mensalinho

A empresa informou que está trabalhando para restabelecer o mais breve possível os serviços. “Nesse momento, equipes estão trabalhando em contingência, quando todos os recursos são priorizados para atender as ocorrências, em uma espécie de força tarefa para que o fornecimento de energia elétrica seja normalizado”.

A empresa lembra que esta época do ano é caracterizada pelas primeiras chuvas da primavera, que costumam vir acompanhadas de vendavais e raios, provocando danos de vários tipos às cidades, incluindo à rede de distribuição de energia elétrica. .

Orientação

Caso o cliente encontre um cabo solto na rua, é preciso manter distância até que uma equipe especializada chegue ao local.

A empresa reforça que os clientes podem acionar a empresa não só pelo 0800 646 4196, mas também pelo app Energisa On e pelo Whatsapp – Gisa (65 99999 7974).

 

Otavio ventureli(da redação com assessorias)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA