Momento Destaque

“Bandido que atirar em Polícia, vai receber bala de volta” afirma Secretário de Segurança Pública de Mato Grosso Alexandre Bustamante

Publicados

em

O secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, comentou, nesta quarta-feira (30), polêmicas envolvendo a atuação do Grupo Especial de Fronteira (Gefron).

Ativistas criticam a divisão da polícia por ter, supostamente, executado índios chiquitanos. O titular da Pasta, no entanto, descartou a possibilidade. “Traficante que atirar em Polícia vai receber a bala de volta”, defendeu.

Na oportunidade, o secretário também comentou o confronto entre bandidos e policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) que resultou em seis mortes, em Cuiabá, ainda em julho. Bustamante descartou a tese da defesa de que o episódio também teria se tratado de uma execução.

“Eu acredito muito na competência dos nossos profissionais. Ali não tinha nenhuma criança. Se me explicar o que eles (os suspeitos) estavam fazendo ali, todo mundo armado, em um carro blindado. Deveria estar indo para algum piquenique, né?”, disparou o secretário.  O caso aconteceu no dia 29 de julho, nas proximidades do condomínio Belvedere 2, na Capital.

Na ocasião os suspeitos estavam divididos em dois carros que, segundo os policiais, transitavam em situação suspeite pela via. Diante disso, a equipe do Bope foi ao local e tentou abordar o grupo.

Leia Também:  Piloto de helicóptero da Força Nacional que caiu no Pantanal de Mato Grosso em Operação recebe alta e é trasferido de Cuiabá para o Rio

De acordo com a Polícia Militar, os suspeitos reagiram e houve confronto. Durante o tiroteio, um dos homens foi baleado e tentou fugir. Mas, ele não resistiu e morreu próximo de uma região de mata. Já os outros cinco homens teriam morrido dentro do carro.

“Traficante que atirar em Polícia vai receber a bala de volta”

Questionado sobre confrontos na fronteira com a Bolívia, Bustamante argumentou que independente de raça ou etinia, a resposta da polícia será a mesma em caso de confronto.

“Independente se é índio, branco, negro, chiquitano… Traficante que atirar em polícia vai receber bala de volta e é assim que está acontecendo na fronteira”, ressaltou.

O secretário também afirmou que todas os mortos carregavam cocaína e que a Segurança Pública está armada e preparada para responder às ameaças.

“Nenhuma dessas vítimas aí estava carregando flores. Todas estavam carregando cocaína. As apreensões são na ordem de 400 quilos,  500 quilos (…) Toda vez que alguém quiser fazer confronto com a segurança, entenda que nós estamos bem armados e preparados. Se atirar de lá para cá, vai ter bala daqui para lá”, declarou.

Leia Também:  Colisão frontal entre dois caminhões com placas de Mato Grosso deixa motorista gravemente ferido na noite desta quarta(21) na BR 163

Ao todo, seis bolivianos morreram em confronto com a Gefron entre agosto e setembro. A morte de quatro deles é alvo de inquérito.

 

 

Otavio ventureli(da redação com ascom)

Momento Destaque

Criança de 14 anos pega carro escondido dos Pais em Pontes e Lacerda MT provoca acidente grave em rodovia e morre no local da tragédia

Publicados

em

Um adolescente, de apenas 14 anos, morreu na noite desta quarta (21), após colidir o carro que dirigia, em uma carreta na BR-174(foto), na região de Pontes e Lacerda, em Mato Grosso.

O garoto  pegou o carro escondido dos pais e estava a caminho do municipio de Vila Bela da Santíssima Trindade MT.

Ele dirigia um uno prata quando bateu de frente com uma carreta na rodovia, a cerca de 1 km da ponte do Rio Guaporé, divisa entre as cidades.

Os pais disseram à Polícia Rodoviária Federal que o jovem pegou o carro sem permissão pois era menor de idade e não tinha carteira de habilitação. A vítima estava sozinha no carro e, devido a gravidade dos ferimentos, morreu no local.

O corpo do menor foi  velado com caixão fechado. Os peritos foram acionados e a Polícia Civil vai  investigar o acidente.

Outro acidente 

Um caminhoneiro, de 38 anos,  morreu após bater o caminhão de frente com uma carreta, no Km 535, da BR-163, em Diamantino MT.  Segundo a concessionária Rota do Oeste, a  vítima ficou presa às ferragens, foi socorrida em estado grave, mas morreu a caminho do hospital, na madugada desta quinta (22).

Leia Também:  Policia Civil investiga a morte de um rapaz de 29 anos encontrado sem vida com o corpo carbonizado no interior de uma casa em construção

O motorista da carreta não teve ferimentos e assinou o termo de recusa de atendimento médico.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com rdnews.)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA