Momento Destaque

Batalhão Ambiental treina policiais militares para policiamento nos rios de Mato Grosso

Publicados

em

O Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA) realizou uma capacitação de Instrução de Nivelamento do Conhecimento Fluvial, para policiais militares da unidade. O treinamento tem como base o aperfeiçoamento de técnicas para o policiamento e abordagem nos rios mato-grossenses.

As instruções de nivelamento foram realizadas entre segunda e quinta-feira (13 a 16.06). O comandante do Batalhão Ambiental, tenente-coronel Fagner Augusto do Nascimento, destaca que o BPMPA é a unidade pioneira, em Mato Grosso, a desenvolver o patrulhamento fluvial, que é o processo de policiamento com o emprego de embarcações em rios, lagos, canais e reservatórios de água.

“Mato Grosso possui uma rica malha de rios, compreendendo três grandes e importantes bacias hidrográficas, justificando, portanto, a preparação e treinamento para proporcionar aos policiais militares do Batalhão Ambiental os conhecimentos necessários para uma atuação segura e exitosa, tanto na fiscalização ambiental, quanto na prevenção a crimes praticados no ambiente aquático”, ressalta.

No primeiro dia os policiais militares receberam instruções de técnicas individuais e noções de funcionamento e manutenção de motores de popa. 

Na terça-feira (14), foram ministradas instruções de nós e amarrações, natação utilitária, noções de funcionamento e manutenção de armamento, e técnicas de abordagem a embarcações.

Leia Também:  Aeroporto de Cuiabá está perto da internacionalização

Na quarta-feira (15), as instruções aconteceram no Rio Cuiabá, no município de Santo Antônio de Leverger-MT, onde os policiais do Batalhão Ambiental tiveram a prática na condução de barcos, prática de abordagem a embarcações e desenvolvimento de Técnicas de Ações Imediatas (TAI), estando embarcados. 

E na quinta-feira (16), no último dia de instrução, os policiais militares do BPMPA finalizaram a capacitação com a realização da prática do tiro embarcado.

O tenente-coronel Fagner ainda pontua que “a Instrução de Nivelamento do Conhecimento Fluvial vem com uma visão de vanguarda em relação à temática ambiental de proteção aos recursos hídricos, fauna e flora em geral, pontualmente com o aprimoramento de técnicas de policiamento embarcado, advindas da qualificação de policiais do BPMPA”.

Além do Rio Cuiabá, as capacitações de nivelamento também foram realizadas na sede do Batalhão Ambiental, em Várzea Grande, e na Lagoa Trevisan, na Capital. As instruções foram ministradas pelo próprio efetivo da unidade, advindas da qualificação de policiais do BPMPA, que participaram de cursos operacionais em vários Estados, como por exemplo, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Roraima, Pará e Espírito Santo.

Leia Também:  Governo de MT garante restauração da MT 170 trecho do entroncamento com BR 364 à Castanheira passando por Brasnorte

Fonte: GOV MT

Momento Destaque

Operação “Guardiões do Pantanal” da Polícia Civil e SEMA fecha garimpos ilegais no municipio turistico de Poconé MT

Publicados

em

Operação Guardiões do Pantanal, deflagrada pela Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema) em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), resulta no fechamento de garimpo ilegal em Poconé MT.

No local, foi constatado a realização de desmatamento e a extração ilegal de ouro. Quatro funcionários que trabalhavam no momento da ação foram encaminhados para a delegacia. Este é o segundo garimpo ilegal fechado por forças de segurança este ano, na mesma cidade.

A operação foi motivada por denúncias realizadas junto à Dema. Ao todo, 12 agentes públicos, entre policiais civis e servidores da Sema e Politec, participaram da fiscalização. Perícias resultaram na localização de maquinários que eram utilizados para degradar o meio ambiente.

Dois motores estacionários e uma escavadeira hidráulica foram apreendidos e outros dois motores do tipo foram destruídos em razão da dificuldade de retirada de dentro da área de escavação.

De acordo com a Polícia Civil, o garimpo foi embargado e fechado pelas equipes responsáveis pela operação, já que não possuía licença para funcionamento.

Leia Também:  Nova séde do 24º BPM em Cuiabá será inaugurada na manhã desta quarta e receberá o nome do Major Thiago Martins

Quando as equipes de segurança chegaram ao local, haviam 4 funcionários trabalhando no garimpo. Eles foram conduzidos à Delegacia de Poconé, onde assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime ambiental e foram liberados.

Conforme a Dema, as investigações seguem e o responsável pelo garimpo, bem como outros envolvidos identificados no ato criminal, responderão inquérito policial pela prática de diversos crimes ambientais.

Uma mineradora que funciona na mesma região também passou por fiscalização. Os responsáveis apresentaram licenças para funcionamento. Porém, foram recolhidos outros documentos, que passam por perícia.

Em 3 meses

Este é o segundo garimpo ilegal fechado pela Dema em Poconé este ano. Em março, após denúncias, um garimpo que funcionava de forma clandestina, sem qualquer tipo de licença, também foi interditado pela Delegacia Especializada. Na época, 3 homens foram presos e diversos maquinários e ferramentas foram apreendidos.

Dentre os crimes detectados estavam o de desmatamento irregular, lavra ou extração de recursos minerais sem a competente autorização, permissão, concessão ou licença.

Leia Também:  Boletim da Secretaria de Saúde MT desta segunda(27) indica que taxa de oucpação de UTIs da Covid alcança 78%

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI