Momento Destaque

Carreta transportando milho tomba na BR 163 região da Serra do Cachimbo mata motorista e deixa outra vítima ferida em estado grave

Publicados

em

Uma pessoa morreu e outra ficou ferida após uma carreta tombar na BR-163 na manhã desta sexta-feira (9) próximo a região da Serra do Cachimbo,  região de Guarantã do Norte, municipio de Mato Grosso. O veículo estava carregado com milho e seguia sentido ao estado do Pará.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a carreta estava carregada com milho. Após o tombamento, umas das vítimas não resistiu aos ferimentos.

A outra vítima que ocupava o pesado  veículo foi encaminhada para um hospital, no entanto seu quadro de saúde não foi informado. O corpo do motorista foi  encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), para exame de necropsia.

As primeiras informações colhidas ainda no local do acidente, indicavam que a causa provável do tombamento da carreta, seria um defeito mecânico, possivelmente, falta de freios no veículo.

A Polícia Civil entrou nas investigações e, nas próximas horas, deverá identificar as cusas do grave acidente, que ceifou mais uma vida em rodovias de Mato Grosso.

 

Leia Também:  Polícia Civil de MT prende homem foragido da Justiça de São Paulo acusado de matar companheira a facadas em Sao Bernardo do Campo

 

Otavio Ventureli(da redação)

Momento Destaque

Ordem para matar traficante em Cuiabá teria partido de Sandro Louco após bandido agredir filho de pastor evangélico em briga de trânsito

Publicados

em

Em áudios que circulam em aplicativos de mensagem, Sandro da Silva Rabelo, conhecido como Sandro Louco(foto), principal líder do Comando Vermelho em Mato Grosso, é apontado como o mandante do assassinato de Edson Gonçalves de Jesus, conhecido como ‘Disson’, um dos maiores traficantes de drogas do bairro Pedregal e região, na última sexta-feira (23). No entanto, a hipótese será investigada pela Polícia Civil.

De acordo com a gravação, na noite de quinta-feira (22), Edson teria batido no carro do filho de um pastor evangélico, muito estimado pelos moradores do bairro Pedregal. Após isso, o criminoso teria iniciado uma discussão e quebrado uma garrafa de Whisky na cabeça do dono do carro.

O pastor tentou intervir, mas foi ameaçado pelo traficante. Preocupado com a situação, o líder religioso comentou sobre o ocorrido com uma amiga, que entrou em contato com outros dois homens do Comando Vermelho, ‘Melancia’ e ‘Torto’, conhecidos por manter a ‘disciplina’ na facção.

A situação foi repassada a outros membros do Comando Vermelho, chegando aos ouvidos de Sandro Louco, que atualmente cumpre pena na Penitenciária Central do Estado. Sendo o principal líder da facção, Sandro teria ordenado a morte de Disson.

Leia Também:  Polícia Civil de MT prende homem foragido da Justiça de São Paulo acusado de matar companheira a facadas em Sao Bernardo do Campo

Melancia e Torto teriam então dado início às buscas pelo traficante, localizando-o no início da tarde de sexta-feira (23). O traficante, que não integrava o Comando Vermelho, foi morto a tiros.

O caso

Edson Gonçalves de Jesus, conhecido como ‘Disson’, de 46 anos, foi executado a tiros, no bairro Renascer, em Cuiabá. Segundo informações preliminares, Edson estava em um veículo Pajero quando foi atingido pelos tiros. Logo depois, ele colidiu com um Renault estacionado na calçada. O homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Sandro Louco

Sandro Louco possui diversas condenações e a soma das penas ultrapassa 200 anos de reclusão. Antes de ser recambiado para Cuiabá, ele cumpria pena na Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Catanduvas (PR) e é apontado como um dos integrantes da organização criminosa Comando Vermelho.

A primeira prisão de Sandro Louco ocorreu em 2000, após assaltar um banco em Várzea Grande. Enquanto preso, ele conseguiu fugir pelo menos quatro vezes e ainda liderou uma rebelião em Água Boa MT.

Leia Também:  AL de Santa Catarina afasta por 180 dias o Governador do Estado no caso do aumento salarial a Procuradores; e livra Vice-Governadora

Dentre os crimes cometidos por Sandro Louco estão: latrocínio, roubo a banco, homicídio, sequestro e formação de quadrilha. As penas, somadas, ultrapassam os 200 anos de reclusão. Em 2017, ele foi o primeiro réu a participar de um júri popular por videoconferência em Mato Grosso.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com OD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA