Momento Destaque

Casal preso pela ROTAM traficava drogas e mantinha um “QG” em casa para aplicar golpes no site de vendas da internet da OLX

Publicados

em

Um casal, ainda não identificado, foi preso por policiais do Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) ao ser flagrado com porções de maconha, na manhã desta segunda-feira (20), no bairro João Bosco Pinheiro, em Cuiabá.

A dupla, segundo informações da PM, teria montado um quartel general para aplicar golpes no site de vendas de internet da OLX.

Os policiais informaram que estavam em rondas pelo bairro quando viram um casal em atitude suspeita em um VW Gol. Em seguida, os suspeitos foram abordados e os policiais encontraram uma porção de maconha nas roupas da mulher.

Ao ser questionada, a suspeita informou que foi obrigada pelo companheiro a guardar a droga nas suas vestes. Os agentes questionaram o homem e ele confessou ser o proprietário da droga. Além disso, o suspeito informou que possuía mais drogas em sua casa.

Os militares foram ao imóvel e encontraram uma grande quantidade de maconha. Durante as buscas, os policiais descobriram um mini condomínio fechado para usarem como central do crime.

Leia Também:  Agência Nacional de Energia Elétrica decidiu nesta segunda(30) que haverá cobrança extra nas contas de luz à partir desta terça(1º) em todo o País

Ao chegarem ao imóvel, os policiais perceberam que o local estava em construção. Os agentes encontraram um carro de som automotivo e uma piscina sendo construída nos fundos da residência. Os suspeitos foram encaminhados à delegacia para prestarem depoimentos.

O caso é investigado pela Polícia Civil.

 

Otavio Ventureli(da redação com hntnoticias.)

Momento Destaque

Imoralidade: Ministério Público de MT vai gastar mais de dois milhões de reais na compra de celulares supostamente para atender demanda

Publicados

em

Foi homologada uma licitação do Ministério Público de Mato Grosso para a aquisição de 400 aparelhos smartphone, no valor total de R$ 2.232.328,00. Os aparelhos serão comprados de três empresas diferentes. Só em iPhones serão gastos R$ 1.683.576,00, para aquisição dos 201 modelos iPhone 11 Pro.

As informações constam no Portal da Transparência do MP. No edital consta o “registro de preços para futura e eventual aquisição de aparelhos celulares smartphone para atender a demanda do Ministério Público”.

Participaram do pregão 18 empresas, mas apenas as empresas Electromarcas Comércio e Importação de Eletrônicos Eireli, Microsens S/A e Via Comércio e Representação de Informática Eireli foram as vencedoras. Foi considerado o menor preço.

Da empresa Electromarcas Comércio e Importação de Eletrônicos o Ministério Público deve comprar 201 aparelhos iPhone 11 Pro Max 256 Cinza Espacial. O valor unitário de cada um destes smartphones é R$ 8.376,00, sendo R$ 1.683.576,00 o valor total da compra.

Já da empresa Microsens S/A o MP deve comprar 64 aparelhos Galaxy Note 20 Ultra 5G, de valor unitário de R$ 6.328,00 e valor total de R$ 404.992,00, além de 120 unidades do aparelho Galaxy A01, de valor unitário de R$ 808,00 e valor total de R$ 96.960,00.

Leia Também:  A exemplo do que ocorreu em Criciúma SC nesta terça(1º) terroristas atacam cidade do Pará na madrugada desta quarta provocando pânico

A empresa Via Comércio e Representação de Informática deve vender ao Ministério Público 15 aparelhos Samsung Galaxy S10, de valor unitário de R$ 3.120,00 e valor total de R$ 46.800,00. A compra dos 400 aparelhos para o MP terá custo de R$ 2.232.328,00.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com transparência)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA