Momento Destaque

Cattani manifesta apoio às Escolas Militares e discute melhorias em assentamentos com prefeitos do Nortão

Publicados

em


Foto: DIVULGAÇÃO / ASSESSORIA

O deputado estadual Gilberto Cattani (PSL) percorreu o norte do estado no último final de semana e se reuniu com prefeitos de cinco municípios para discutir assuntos como melhorias nos assentamentos rurais, assim como manifestar apoio à implantação de Escolas Cívico-Militares em toda a região.

Na estrada desde a última quinta-feira (8), dia que a Assembleia Legislativa não funcionou por conta do feriado de Cuiabá, o deputado se reuniu com os prefeitos Leandro Félix (PSL), de Nova Mutum, Miguel Vaz (Cidadania), de Lucas do Rio Verde, Ari Lafin (PSDB), de Sorriso, Roberto Dorner (Republicanos), de Sinop e Toni Dubiella (MDB), da cidade de Feliz Natal.

Durante a viagem, o deputado fez uma visita ao prédio em que será implantada a Escola Militar, em Sinop, e garantiu ao prefeito Roberto Dorner que irá apoiar incondicionalmente o trabalho que vinha sendo desenvolvido pelo deputado Silvio Fávero (PSL), que lamentavelmente morreu no mês de março em decorrência da covid-19.

“Estive na Escola Militar de Sinop, onde tem uma emenda do deputado Silvio e garantimos ao prefeito e ao pessoal da Escola Militar, que não vamos mudar nada que o Silvio fez, muito pelo contrário. Este é um legado dele e fazemos questão de deixar o nome dele em evidência nas emendas que ele já propôs”, afirmou.

Leia Também:  Polícia Civil aponta que esposa e amante são os responsáveis pelo assassinato de advogado e servidor público em Tangará da Serra MT

O parlamentar ainda levou aos chefes de Executivo municipais, algumas demandas solicitadas por pequenos produtores rurais que vivem em assentamentos da região e colocou seu gabinete na Assembleia Legislativa à disposição dos prefeitos, para ajudar a categoria.

“Falei com o prefeito de Nova Mutum, que é a cidade onde eu resido, assim como conversamos com os prefeitos de Lucas, de Sorriso, de Sinop e de Feliz Natal, sobre reforma agrária. Temos no nosso gabinete pessoas que trabalharam por muito tempo com terra legal, intercedendo junto ao Incra, associações e sindicatos. Nos colocamos também à disposição dos gestores”, concluiu.

Ainda na viagem, Cattani visitou o Comando da Polícia Militar em Sinop e se reuniu com representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, no município de Itanhangá.

Fonte: ALMT

Momento Destaque

Após ser atingido durante uma briga homem passa nove horas com facão cravado na cabeça; vítima segue internada e autor do crime, preso

Publicados

em

Um homem de 59 anos teve um facão cravado na cabeça após uma briga com um conhecido dentro da própria casa no municipio de Mafra, no Norte catarinense.

Ele foi atingido na noite de quarta (16) e buscou por ajuda na manhã seginte(quinta-feira), após ir a pé até a casa de uma familiar.

Segundo a polícia, ele ficou por pelo menos 9 horas com o facão na cabeça. Nesta sexta-feira (18), ele seguia internado após passar por cirurgia e, conforme o hospital, tem quadro de saúde estável.

O suspeito de atingir o conhecido na cabeça, de 58 anos, foi preso preventivamente por tentativa de homicídio na tarde desta sexta-feira (18). O homem, segundo o delegado, foi encaminhado para o Presidio Regional de Mafra

Antes de ser levada ao hospital, a vítima chegou a relatar para os agentes que havia sido agredida. Segundo o Hospital São Vicente de Paulo, o homem passou por cirurgia na quinta.

A unidade não informou quanto tempo levou o procedimento cirúrgico para retirada do facão e se o homem poderá apresentar sequelas. A Polícia Civil pretende ouvi-lo assim que ele receber alta médica.

Leia Também:  Serial Killer que vem aterrorizando o Centro Oeste brasileiro matando famílias inteiras pode estar ferido a bala na mata em Cocalinho de Goiás

Segundo a Polícia Civil, a confusão aconteceu por volta das 21h de quarta-feira (16). De acordo com o delegado que investiga o caso, Lucas Magalhães, os homens estavam bebendo na casa da vítima quando aconteceu o desentendimento.

O homem ferido da cabeça foi encaminhado para o hospital somente no dia seguinte, quinta-feira (17), quando conseguiu pedir ajuda.

Segundo a Polícia Militar, não se sabe se a vítima desmaiou ou dormiu após ser ferida. De acordo com o delegado, foi só na manhã do dia seguinte, cerca de nove horas depois, que o homem foi andando com o facão ainda cravado na cabeça até a casa de uma sobrinha em busca de ajuda. A casa dela seria no outro lado da rua.

A familiar acionou o Corpo de Bombeiros. Os agentes chegaram no local por volta das 06h30 de quinta-feira (17) e encontraram o homem consciente e orientado. Ele estava sentado, apresentava os sinais vitais estáveis e foi levado para o hospital.

Otavio Ventureli(da redação com PC SC)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA